Esperando o amor chegar

· maio 18, 2016

A melhor parte de qualquer história de amor é aquela que dá certo. É quando tudo tem uma sintonia tão fina e tão certa que tudo parece fluir para acontecer. E isso não é privilégio de alguns; todos nós podemos ter um amor para a vida toda, todos nós.

Muito se tem falado sobre a lei da atração para atrair uma companhia para acompanhar você nessa trajetória terrestre, mas por vezes paira a pergunta no ar: Você está atraindo o que quer ou o que você acha que é certo para a sua vida? Mentalizar e projetar pensamentos é algo muito simples, mas nem por isso menos complicado. Para ter alguém ao seu lado, em qualquer esquina você encontra, mas ter ‘aquele’ alguém ao seu lado é onde a porca torce o rabo.

Viver à espera de alguém que virá salvar seus dias de garota solitária e triste por não ter alguém só pode atrapalhar o processo em busca do amor. Quando você se dispõe a sair nessa busca é inevitável se preparar para tudo que vai encontrar e também estar pronta para ouvir, afinal a busca pelo amor vem carregada de ofertas baratas, onde pague um, leve dois não vale o preço de meio, então fique atenta ao seu coração: ele é o primeiro a dizer o que está certo e o que está errado.

Mesmo que nós, seres humanos, imbuídos de amor e paixão, desprezemos esse sentido do coração falante, podemos saber que ele fala e tem a intuição mais forte já vista pelo ser humano. Acontece que, quando estamos vivendo esse amor romântico, perdemos um pouco de todos os sentidos e ignoramos completamente o que a intuição tem a dizer. Impressionante como você consegue identificar a 15 km de distância o cafajeste que está dando em cima da sua amiga, mas não consegue ver a um palmo do seu nariz o que esse paquera/namorado/noivo está fazendo com a sua vida amorosa. A verdade é que o amor é cego, já dizia Shakespeare cheio de propriedade. O “amor” nos deixa completamente cegos e alheios a qualquer acontecimento que nos prive da sua companhia, mesmo que seja uma companhia solitária.

Há quem pense e diga que é melhor sofrer junto que ser feliz sozinha. Imagine você, desperdiçar esse presente que é a vida, essa maravilha de Deus, apenas porque queremos vestir uma calça 36 quando nosso número é 40. Passamos a vida sofrendo, apertando aqui, sobrando acolá, justamente para entrar em um amor 36 meia boca que apareceu na primeira esquina. O amor não é um barco à deriva da sorte do coração que sonha viver essa magia, o amor pode acontecer para mim, para você, para sua amiga, para sua mãe. Ele não escolhe idade, hora, tempo, lugar. Ele simplesmente aparece de onde nunca se imaginou. O fato é que nós complicamos, desenhamos círculos onde deveria haver só quadrados, queremos encaixar peças de um quebra-cabeça que na verdade não existe. É peça perdida ou sobrando. Por isso, muitas vezes andamos em círculos, fazendo simpatias, implorando a Deus, rezando para todos os Santos que apareça alguém nesse barco à deriva, e qualquer alguém a gente encontra em qualquer lugar.

O amor não é essa coisa toda complicada e cheia de malícia que a gente pensa, ele só precisa ser entendido, ele precisa nascer primeiro em outro lugar que não seja o outro, o amor precisa nascer em você para você sair em busca de um par. Mas insistimos no contrário, contrariamos todas as provas e, no fim, acabamos querendo encontrar no outro, queremos nos ver através dos olhos do outro, queremos sentir um abraço que protege, um sorriso que fortalece, uma mão que segura a nossa mão e diz, não se preocupe, eu estou aqui. E falar ou ler sobre isso é realmente lindo, mas se você parar para pensar sobre todas as coisas que a vida tem para oferecer, isso se torna tão abstrato e surreal. Você merece mais que uma vida apertada em um jeans 36.

Faça um trabalho árduo com você mesma. Escolher viver 30% quando você tem 100% acontecendo aí pode ser um ato de suicídio amoroso.

O amor é simples demais, mas nunca foi fácil demais; ele exige de você, ele quer que você entenda que merece mais, ele quer te dar tudo que você precisa para vivenciar essa perfeição. Por isso, acredito que estamos despertando para uma nova consciência, e o amor é o primeiro sinal de que estamos no caminho certo.

quando amor acontece

Esse amor genuíno e verdadeiro pode te libertar dessas amarras às quais por anos você vem se prendendo, quando negligenciou suas vontades, ofuscou seus pensamentos ou não quis dar sua opinião para não parecer boba. Essas são apenas algumas da inúmeras formas como matamos todos os dias o amor próprio. É por isso que você aceita qualquer restaurante, qualquer filme, qualquer lugar está bom. Você não é egoísta quando expõe suas vontades, você não é amarga quando não se abre, você não é mal amada por estar sem uma companhia para o sábado à noite. Você é apenas uma pessoa em busca de algo muito maior. Se você está vivenciando o amor da forma que você escolher viver, parabéns! Você está no caminho certo. Mas se você procura um amor em qualquer esquina apenas para colocar uma estatueta ao seu lado, pare um pouco para refletir e ver o quanto a vida pode ser mais. Você pode ser mais. Entregue-se ao seu amor e viva em essência esse sentimento que nos move.

Encontre em você todas as saídas que levam a algum lugar. A “chave do poder”, a “luz no fim do túnel”, a “salvação”, está dentro, e não fora. Quando você, finalmente, conseguir entender isso, então o amor te encontrará e dele nunca mais você escapa, porque ele é seu, de dentro, do profundo abismo da sua alma. Aí, prepare-se para viver essa história de amor onde mais um só irá acrescentar, somar, multiplicar, sem precisar completar nada, porque você vai ver que você basta!

Quando o amor chega, traz cheiro de flores e olhos de saudade

Eu amo quando você chega com cheiro de flores e olhos de saudade. É linda cada partida porque eu sei que depois dela você volta. Hoje você está livre, mas uma liberdade diferente, uma liberdade que nos prende por sermos cúmplices, amantes e donos de nada. Você chega e eu fico boba, gosto da sua voz que me acalma, que toca a alma sem dizer muito, você consegue me definir com o olhar, entender minha dor ou alegria, sem raio x ou muita enrolação, você entende meus quadrados nada perfeitos, meus círculos completamente sem nexo.

vivendo um novo amor

Sorte a minha ter encontrado você, ter entendido suas partidas e ser surpreendida com suas chegadas, seu sorriso diferente em cada uma delas, seu olhar doce que apaga minha tristeza e me renova a esperança.

É difícil pensar em mim sem você, já disseram que parecemos um, não porque nos completamos, mas é que somamos tanto, que chegamos em números iguais.

Eu deixo você ir, você me deixa aqui e, sem nos perdermos, vamos seguindo juntos na cumplicidade, compreensão, no amor, na liberdade consentida.

Eu penso que todo amor deveria ser assim, pretensão a minha achar que o nosso amor é o jeito certo de amar, mas eu acho. Acho que eu e você somos a fórmula perfeita da união de dois círculos diferentes que se tornaram um e multiplicam, multiplicam.

Hoje está sol, tem criança falando na rua, tem música na rádio, tem amor na novela e Ave Maria às seis da tarde e você não vem, já me avisou. Eu me sinto solitária, tomo um copo de vinho, escuto a música da vitrola, um cheiro vem na memória daquele dia que nós corremos na chuva e você ria do meu jeito desengonçado de correr. Eu sinto sua falta. Hoje era seu dia de chegar e não chegou, não sorriu pela fresta da porta, não teve cheiro de flor, nem teve sorriso no olhos, hoje sou eu, apenas. E mesmo que eu ame tanto estar comigo, eu gostaria que você estivesse aqui ouvindo essa música e sorrindo de lado por causa do meu gosto estranho para Mbp, depois você ia me contar uma história de alguma constelação ou de algum personagem real da 2ª Guerra, eu me canso de ouvir, você revira os olhos com a minha impaciência, e o resto vem.

E se você partir, já sinto a dor. Agora eu só penso que você não pode ir, nós somos lindos juntos e eu te amo demais. Eu prometi não interferir na sua vontade, assim como você também não interferiria na minha, mas hoje eu gostaria de uma intervenção que fizesse você ficar para sempre, sem partida e sem liberdade, só você e eu aqui, com tudo que eu quero. Talvez eu e você não seríamos mais nós, é como querer arrancar uma flor do jardim ou cortar as asas de um canarinho, então eu respiro fundo e concordo com essa ideia absurda de deixar a vida decidir, será?

O medo me acovarda e me faz querer fugir, me impele uma briga sem sentido e quando o telefone toca eu já atendo com raiva. Do outro lado você diz que vem amanhã, eu retomo a calma e para não ser mais impulsiva digo para você não vir, preciso me entender um pouco mais, preciso recobrar o equilíbrio, e mesmo contrariando cada célula do meu corpo que sonhava com a sua chegada, a minha voz soa firme e forte dizendo que eu preciso ficar sozinha!

Sorte a minha ter você, que não entende nada meus sinais ou entende tão perfeitamente que prefere contrariar minhas vontades. Então, hoje você chegou, me olhou pela fresta da porta, seu sorriso tinha nome e seu olhar leveza, me deu sua mão de joelhos e me pediu um para sempre, assim meio sem jeito, um para sempre livre ao seu lado.