Estabelecendo limites aos filhos – A mente é maravilhosa

Estabelecendo limites aos filhos

7, junho 2015 em Psicologia 644 Compartilhados
limites

Estabelecer alguns limites para o comportamento dos filhos é uma parte importante que os pais devem instaurar para a sua formação; o problema surge quando os pais não os estabelecem ou quando os filhos não estão dispostos a aceitá-los.

Quando as crianças começam a entrar na adolescência, frequentemente passam a se estabelecer com mais força contra os limites, e é difícil fazer com que elas escutem porque acreditam que não os necessitam e não entendem as suas motivações. Não é uma tarefa fácil, já que alguns pais confiam muito nos seus filhos e outros são excessivamente rígidos em suas normas. O que está claro é que, sem chegar a um extremo ou outro, é preciso estabelecer um limite de forma eficaz.

Como estabelecer limites aos filhos de forma eficaz

Conheça quais limites você deve estabelecer aos seus filhos e a forma adequada que devemos utilizar:

Decida onde está o limite

É importante decidir onde está o ponto no qual as coisas se tornam inseguras, para poder ajustar o limite de reação. Isso se torna cada vez mais difícil conforme a criança entra na adolescência, mas a atitude dos pais deve ser no sentido de manter os seus filhos a salvo.

Traga segurança aos seus filhos

Também é importante saber que os limites estabelecidos pelos pais dão segurança as crianças, porque os limites são a estrutura e mantêm a família segura; por isso é fundamental que os pais imponham com firmeza alguns limites aos seus filhos, para que aprendam a respeitá-los.

Organize um plano antecipadamente

Neste plano, você deve dizer que tipo de limites você deseja definir em um ambiente saudável e seguro, e estabelecer algo que você esteja disposto a cumprir através da direção correta; se o seu filho tem dificuldade para responder, recorra à estrutura preestabelecida.

Estabeleça consequências e recompensas

Estabeleça consequências para poder manter os limites e para que eles reconheçam que ultrapassaram a linha; também é importante saber oferecer recompensas, já que são uma forma de manter as expectativas elevadas, tanto dos pais como dos filhos.

Ensine aos seus filhos a diferença entre o bem e o mal

As crianças não sabem distinguir o bem do mal com clareza, e passam por etapas de estresse quando estão assustados, frustrados, ou chateados. Assim, seu sentido de bem e mal se confunde, por isso o trabalho dos pais é mantê-los focados no que é correto e podem fazer e no que está errado e não podem fazer.

Quando os filhos são adolescentes

Quando as crianças são maiores, a urgência de colocar à prova os limites se faz mais intensa, do mesmo jeito que a sua capacidade de desafio. Por isso, é importante tentar “negociar” com ele para que cumpra as normas, sempre ouvindo-o e dando atenção a sua opinião. Em muitos casos será necessário chegar a um ponto intermediário, isto é, encontrar um mecanismo para que ele possa experimentar os seus limites, sem que estes sejam desafiadores em excesso..

Imagem cortesia de: * RICCIO/flickr

Recomendados para você