10 frases extraordinárias sobre a psicanálise

Existem várias frases sobre a psicanálise que se tornaram muito populares. Outras não são tão conhecidas, mas ilustram bem alguns dos seus conceitos centrais. Fizemos uma seleção delas.
10 frases extraordinárias sobre a psicanálise

Última atualização: 02 Outubro, 2021

Existem muitas frases importantes sobre a psicanálise. Nesta esfera do conhecimento, a palavra ocupa um lugar preferencial. Na verdade, uma das pacientes fundadoras do campo psicanalítico chamou sua terapia de “cura pela palavra”.

Há quem defina esse conhecimento como uma corrente da psicologia, mas isso não é exato. Embora o objeto de estudo seja o mesmo, a epistemologia de ambos os campos é muito diferente. Isso é evidente em muitas frases-chave da psicanálise.

O psicanalítico tem sido disruptivo desde o seu surgimento. Hoje, continua sendo assunto de muita controvérsia. No entanto, também provou ser uma teoria poderosa que mudou para sempre a forma como entendemos a mente humana. A seguir estão algumas das frases-chave da psicanálise.

O sintoma é uma metáfora.”
-Jacques Lacan-

1. O que não é dito retorna

Emoções não expressadas nunca morrem. São enterradas vivas e depois saem de formas piores”.
-Sigmund Freud-

Essa é uma das grandes frases da psicanálise, pois nos remete a um conceito central dessa teoria: o recalque. Sigmund Freud enfatizou o fato de que o que é reprimido retorna. Porém, não volta como foi reprimido, mas transformado em sintoma neurótico.

Mulher sofrendo de ansiedade

2. A civilização nas frases sobre a psicanálise

“A civilização começou no primeiro momento em que um homem furioso jogou uma palavra em vez de uma pedra.”
-Sigmund Freud-

Essa frase de Freud remete a uma realidade desagradável: a violência é parte constitutiva do ser humano. No entanto, essa violência crua se torna um ato irracional. Por outro lado, ao se transformar em palavra, entra em uma dimensão simbólica que permite a construção de uma civilização, em oposição a uma horda.

3. O que é a neurose?

Neurose é a incapacidade de tolerar a ambiguidade.”
-Sigmund Freud-

Uma definição muito freudiana de neurose: a incapacidade de tolerar o que somos e o que não somos; que, de fato, tudo é e não é. Seria muito mais fácil definir tudo por completo: preto ou branco. E, no entanto, o humano não tem essa característica. Desejar o categórico é desejar o impossível.

4. A origem do desejo

A falta gera desejo.”
-Jacques Lacan-

Jacques Lacan é, talvez, o mais enigmático de todos os grandes psicanalistas. Esta é uma das frases da psicanálise lacaniana. Refere-se ao conceito de “falta” que é crucial em sua teoria. É desse vazio que surge o desejo, em seu sentido amplo. Essa falta é também a origem da criação, invenção e avanço.

5. O que precisamos saber sobre o amor

Amar é dar o que você não tem a alguém que não é.”
-Jacques Lacan-

Lacan definiu o amor como um engodo, ilusório e ao mesmo tempo mágico. O que se pretende no amor é completar aquele outro que nem conhecemos realmente, mas imaginamos. Não podemos fazer isso, nem o objeto amado corresponde às fantasias que dele fazemos.

6. Nos vemos no outro

Tudo que nos irrita nos outros nos leva a uma compreensão de nós mesmos.”
-Carl Jung-

Carl Jung é o autor de muitas das frases-chave da psicanálise. Esta nos remete ao mecanismo de projeção, movimento inconsciente pelo qual rejeitamos no outro o que detestamos em nós mesmos. Os comportamentos das outras pessoas que nos irritam são como um espelho para nos vermos com mais clareza.

7. Negação e aceitação nas frases sobre a psicanálise

O que você nega te submete, o que você aceita te transforma. Aquilo a que você resiste persiste”.
-Carl Jung-

Esta frase resume magistralmente a dinâmica entre o consciente e o inconsciente. Negar algo é uma forma de lhe dar um status mais relevante, a ponto de se tornar uma força norteadora da vida. Por outro lado, aceitar a realidade liberta e permite que a vida seja redirecionada. A resistência só leva ao encistamento.

8. Compreendendo a solidão

“A solidão não vem de não ter pessoas ao seu redor, mas de não ser capaz de comunicar as coisas que parecem importantes para você, ou de manter certos pontos de vista que os outros consideram inaceitáveis.”
-Carl Jung-

Esta citação descreve lindamente a natureza da solidão. Não é um estado físico, mas a incapacidade de dizer à outra pessoa o que é crucial para você. Da mesma forma, há a sensação de ser incompreendido, de perceber que os próprios significados não encontram eco nos outros.

9. O poder da transferência

O que cura é o afeto: não há terapia sem simpatia.”
-Sandor Ferenczi-

Sandor Ferenczi, outro dos grandes nomes da psicanálise, estudou em profundidade um dos fenômenos centrais desse campo: a transferência.

Em termos terapêuticos, o mais importante neste espaço é o vínculo que se estabelece entre o psicanalista e seu paciente, ou entre o analista e o analisado. Isso reproduz o que foi reprimido e, por isso mesmo, é a forma de curar.

Mulher fazendo terapia

10. A morte é o que há de real

Alguns rejeitam o empréstimo da vida para evitar a dívida da morte.”
-Otto Rank-

Mesmo que você não pense nisso, a morte está no horizonte de toda a vida. Isso cria medo e esse medo, por sua vez, assume formas inesperadas. Uma delas é, por exemplo, evitar qualquer situação que implique risco, novidade ou incerteza. Assim, a própria vida se dilui.

Existem muitas outras frases sobre a psicanálise, mas as citadas nos dão uma ideia muito geral dos conceitos que marcaram este campo do conhecimento. Elas servem, acima de tudo, para iniciar reflexões a partir de uma perspectiva diferente.

Pode interessar a você...
Psicanálise e arte, um vínculo além do inconsciente
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Psicanálise e arte, um vínculo além do inconsciente

Quando falamos de psicanálise e arte, estamos nos referindo a duas disciplinas aparentemente diferentes, mas relacionadas. Saiba mais neste artigo.



  • Azaretto, C., Ros, C. B., Barreiro Aguirre, C., Messina, D., Estevez, A., & Wood, L. (2014). El psicoanálisis y otras disciplinas. Lazos contemporáneos y sus antecedentes en las obras de S. Freud y J. Lacan. VI Congreso Internacional de Investigación y Práctica Profesional en Psicología XXI Jornadas de Investigación Décimo Encuentro de Investigadores en Psicología del MERCOSUR. Facultad de Psicología-Universidad de Buenos Aires.