Impotência sexual masculina: ansiedade e exigências demais?

Impotência sexual masculina: exigências demais?

junho 1, 2017 em Psicologia 0 Compartilhados
Impotência sexual masculina: exigências demais?

A impotência sexual masculina se transformou em um motivo de preocupação para muitos homens. A incapacidade para conseguir ou manter uma ereção que permita uma relação sexual de qualidade e que seja satisfatória para ambos os membros do casal faz com que a pessoa sofra com a frustração e até mesmo com a desvalorização de si mesma.

É precisamente essa importância e preocupação excessiva que é a responsável, em partes, pela impotência ser mantida ao longo do tempo e pela pessoa se ver cada vez mais imersa em um ciclo sem fim.
Compartilhar

Embora sempre tenha sido usada em relação aos homens de idade mais avançada, a disfunção erétil não é apenas uma questão de idade. Um em cada quatro homens que a sofrem tem menos de quarenta anos, como foi confirmado pelo estudo liderado pelo pesquisador Paolo Capogrosso, doutor em Medicina pela Universidade Vita-Salute de San Raffaele, em Milão (Itália) e publicado na revista ‘The Journal of Sexual Medicine’.

Por que os homens jovens também sofrem de impotência quando, em termos de idade, estão no ponto auge de sua “potência”? Embora o estilo de vida atual esteja bastante relacionado neste sentido, parece também que endeusar o sexo e colocá-lo em um pedestal tem muito a ver. O pensamento de “Tenho que cumprir o meu papel como um campeão” ou “não posso decepcionar a minha parceira” poderia ser o gatilho que originaria a impotência sexual.

Um “tenho que” destrutivo

O estresse com o qual convivemos na atualidade está na origem de inúmeras patologias psicológicas, e aparentemente não tão psicológicas assim, como o funcionamento sexual. Embora seja verdade que existem outros fatores de risco para a impotência sexual que hoje em dia são frequentes, como a obesidade, o tabagismo ou o abuso de álcool, parece que as vencedoras são as grandes exigências. Ou seja, na maioria dos casos, a impotência sexual tem uma origem mais psicológica do que física.

A causa real foi o endeusamento do sexo, o fato de tê-lo colocado em um pedestal. Embora seja verdade que o sexo traz muitos benefícios, tanto a nível físico como para a relação amorosa, ele não deveria estar no primeiro lugar da escala de valores, como está na de muitos homens.
Compartilhar

homem-com-impotencia-sexual

Esta idealização do sexo, pela qual a indústria pornográfica é, de certo modo, responsável, só faz com que alberguemos exigências mentais do tipo “eu tenho que…” ou “eu devo…”. Assim, se essas exigências não são cumpridas tal como deveriam, então “serei um homem com pouco valor”, incapaz de fazer a minha mulher feliz, um fracassado, etc… O homem tem em sua mente a ideia de que não pode se permitir falhar, e esse medo de falhar é precisamente o que leva à impotência.

Estas exigências são o resultado da pobre educação sexual que recebemos e das ideias preconcebidas e pouco realistas que circulam pela sociedade com tanta intensidade. Uma ideia desse tipo é a afirmação de que o homem é o responsável pelo prazer da mulher.

Qual é o resultado dessas exigências e de tirarmos valor de nós próprios se elas não se cumprem? Isso mesmo, uma grande ansiedade. Uma ansiedade, que como já sabemos, nos impede de fluir e desfrutar de forma plena. A ansiedade, fruto dessas exigências, nos bloqueia mentalmente e isso se transfere para o nosso corpo. Assim, essa emoção tende a se retroalimentar.

O sistema nervoso parassimpático é o responsável pela ereção. É o sistema encarregado de relaxar e fazer o corpo descansar depois de um esforço. Desta forma, embora relacionemos ereção com excitação, a verdade é que para que ela se produza, a pessoa tem de estar relaxada. Desta forma, permitiremos que os corpos cavernosos se encham de sangue e produzam a ereção.
Compartilhar

O problema é que quando introduzimos a ansiedade na cena, porque percebemos um perigo, ativamos o sistema nervoso simpático, o encarregado de ficarmos em alerta e de sobreviver, e inibimos o parassimpático. É neste ponto que se produz a disfunção, já que o organismo dá preferência à sobrevivência em relação a esse perigo do ato sexual que iria acontecer.

O que fazer para me livrar da impotência?

A primeira coisa que podemos fazer é aceitar o que está acontecendo conosco. Vamos lembrar que quanto mais houver luta, mais ansiedade, e quanto mais ansiedade, mais impotência. Portanto, temos que acabar com esse ciclo, e a aceitação é um bom método para isso.

Assim que aceitarmos o que está acontecendo, encararmos isso como algo normal, falarmos sobre isso com a nossa parceira e até mesmo com algum amigo, iremos realizar alguns exercícios destinados a solucionar o problema. Mas sem exigirmos absolutamente nada de nós mesmos, caso contrário será mais do mesmo.

Um dos exercícios, a nível cognitivo, será modificar as minhas crenças e ideias errôneas sobre a disfunção, assim como sobre o sexo.
Compartilhar

homem-sofrendo-de-impotencia-sexual

Para isso, podemos reunir informações ou consultar algum especialista que desmistifique as nossas crenças irrealistas sobre o tema. Também podemos fazer isso com nós mesmos trocando os nossos “eu deveria” e “eu tenho que” por “eu preferia” ou “eu gostaria de”.

A nível comportamental, iremos praticar com a nossa parceira a intenção paradoxal. Esta técnica consiste em que obriguemos a nós mesmos a não ter uma ereção ou uma relação sexual completa. O objetivo é trocar massagens, brincadeiras, prazer, e desfrutar disso, sem querer mais nada além. Se o exercício for feito corretamente, o mais provável é que a ereção apareça de forma espontânea por nos termos deixado levar e pela ansiedade não ter aparecido para nos bloquear.

Como complemento, nunca é demais praticar alguma técnica de relaxamento, como a ioga ou o mindfulness, que nos fazem estar no presente e ativam o nosso sistema nervoso parassimpático. Se você se identificou com o texto, não se esconda e nem sinta mais vergonha. Isso é o que não lhe permite sair desse lugar. Marque uma consulta com um especialista e pratique esses exercícios. Você vai perceber como a impotência desaparece, como sua confiança é reforçada, e também como você vai poder voltar a desfrutar o sexo, pelo menos como antes.

Recomendados para você