Insônia no verão: por que ocorre e como combatê-la?

É possível que durante o verão você tenha problemas para adormecer ou permanecer dormindo à noite. Contaremos quais são as causas dessa insônia e o que você pode fazer a respeito.
Insônia no verão: por que ocorre e como combatê-la?

Última atualização: 16 julho, 2022

Depois de um ano de estresse, pressão de trabalho e várias obrigações, esperamos a chegada do verão para descansar tudo o que não conseguimos descansar nos meses anteriores. No entanto, apesar do maior tempo de lazer e relaxamento associado às férias, o nosso corpo parece não querer colaborar: dormir torna-se uma tarefa impossível. A insônia no verão é um fenômeno muito comum e responde a várias causas. Felizmente, existem maneiras de combatê-la.

A dificuldade em adormecer ou permanecer dormindo não é um problema menor. A falta de descanso afeta nosso humor, nosso funcionamento cognitivo e desempenho físico. Se dormirmos mal, provavelmente nos sentiremos cansados, apáticos e com falta de energia; além disso podemos nos sentir irritados e mal-humorados e ter problemas de concentração.

Para evitar essas consequências desagradáveis, é aconselhável conhecer as causas da insônia e aplicar medidas para reduzir seu impacto.

Por que a insônia ocorre no verão?

Paradoxalmente, os aspectos que mais gostamos na temporada de verão são os que podem se tornar nossos piores inimigos na hora de descansar. Entre os principais estão os seguintes:

Mais horas de luz

Durante o verão temos mais horas de luz do dia e o pôr do sol ocorre mais tarde. Embora isso nos permita desfrutar de mais tempo de lazer ao ar livre, pode afetar a produção de melatonina. Esse hormônio é gerado naturalmente pelo organismo e é responsável por induzir o sono todas as noites.

Normalmente, a produção de melatonina começa a aumentar à medida que a luz ambiente diminui, sinalizando ao corpo que é hora de dormir. No verão, este lançamento é adiado e pode causar problemas para adormecer.

Temperaturas altas

Esta é uma das causas mais óbvias de insônia no verão e que todos conhecemos. A temperatura ambiente ideal para descansar adequadamente é em torno de 18-21°C. No entanto, em muitas casas é quase impossível mantê-la.

Quando o ambiente ultrapassa os 26 °C, adormecer e descansar torna-se muito difícil. Além disso, se optarmos por abrir as janelas para regular a temperatura, ficamos expostos a ruídos ambientais e luz excessiva que podem atrapalhar o descanso.

Mulher com um ventilador à noite
A partir dos 26º C pode tornar-se difícil ter um sono de qualidade.

Falta de exercício físico

Tem sido demonstrado que a prática de exercício físico é um excelente aliado para combater a insônia e melhorar a qualidade do sono. No entanto, durante o verão os nossos níveis de atividade física diminuem consideravelmente. Passamos a maior parte do nosso tempo em atividades sedentárias e isso pode nos afetar na hora de dormir.

Hábitos bagunçados e falta de rotinas

Por outro lado, é comum que nossas rotinas saiam do controle no verão. Durante as férias, vamos para a cama e levantamos mais tarde do que o habitual e não seguimos horários fixos. Essa falta de ordem pode fazer com que nosso corpo não saiba quando é hora de descansar e quando estar ativo.

Além disso, os cochilos são frequentes durante o verão; e, se excederem determinado tempo, podem prejudicar o descanso noturno.

Lazer e excessos

Finalmente, o período de verão geralmente nos leva a cometer certos excessos que prejudicam o descanso. Comemos refeições maiores, bebemos mais álcool e tendemos a fazê-lo mais perto da hora de dormir. É até comum sermos mais ativos durante as últimas horas do dia, o que dificulta o preparo do corpo para o descanso.

Amigos jantando à noite
Grandes jantares, álcool e atividade aumentada à noite podem levar a dificuldades para dormir.

Como combater a insônia no verão?

Em suma, são múltiplos os fatores que contribuem para que a insônia esteja mais presente durante o verão. Mesmo assim, existem algumas medidas que podemos tomar para combatê-la:

  • Ventile e resfrie o quarto antes de dormir. Na medida do possível, devemos garantir que o ambiente permaneça na temperatura ideal. Também é útil usar roupas de cama frescas, feitas de tecidos como algodão ou linho.
  • Pratique atividade física regularmente e evite o sedentarismo. No entanto, é importante não fazê-lo nas últimas horas do dia, pois isso pode nos ativar e impedir que adormeçamos.
  • Procure seguir uma rotina e horários estáveis. Embora escureça mais tarde, não precisamos necessariamente atrasar o jantar ou a hora de dormir. Mesmo que estejamos de férias, é aconselhável não alterar excessivamente o horário anterior.
  • Os cochilos não devem exceder 30 minutos de duração e não devem acontecer depois das seis da tarde.
  • É importante evitar o consumo de álcool, tabaco e outras substâncias estimulantes durante as horas que antecedem o sono. Da mesma forma, é conveniente optar por jantares leves e permitir-nos tempo para digerir antes de ir para a cama.
  • É conveniente ajudar o corpo a reconhecer quando é hora de descansar e quando não. Para isso, tentaremos ser ativos durante o dia e passar algum tempo antes de dormir fazendo atividades tranquilas que diminuam o nível de ativação e promovam a sonolência.
  • Regule sua exposição à luz durante as últimas horas do dia para promover a produção de melatonina. Para fazer isso, você pode fechar cortinas e persianas a partir das oito da noite, manter a iluminação baixa e evitar o uso de telas.

Nem sempre é possível aplicar estritamente as diretrizes acima; no entanto, tente fazê-lo tanto quanto possível. Isso o ajudará a combater a insônia de verão, descansar melhor e ter mais energia durante o dia.

Pode interessar a você...
Íncubos e súcubos: os fantasmas do sono
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Íncubos e súcubos: os fantasmas do sono

Íncubos e súcubos são demônios, entidades ou fantasmas que se manifestam durante o sono noturno e podem aterrorizar a vítima.



  • Carrillo-Mora, P., Ramírez-Peris, J., & Magaña-Vázquez, K. (2013). Neurobiología del sueño y su importancia: antología para el estudiante universitario. Revista de la Facultad de Medicina UNAM56(4), 5-15.
  • Soares, G., Rollemberg, D. L., Gonçalves, M., Tufik, S., & Mello, M. T. (2012). Is exercise an alternative treatment for chronic insomnia?. Clinics67, 653-660.