Introversão com ansiedade de alto funcionamento: você se identifica?

Introversão com ansiedade de alto funcionamento: você se identifica?

julho 1, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Introversão com ansiedade de alto funcionamento

A introversão com ansiedade de alto funcionamento é mais comum do que pensamos. Muitas vezes esse perfil esconde o que é conhecido como “ansiedade secreta”. Assim, e apesar de sempre parecer uma serenidade admirável, em seu interior tudo se amontoa como em um quebra-cabeças impossível, uma preocupação excessiva, a necessidade de evasão, o perfeccionismo…

Muito foi escrito sobre a introversão. alguns anos, testemunhamos esse despertar “silencioso”, onde os introvertidos gradualmente encontram seu lugar. Não podemos deixar de lado o fato de que nossa sociedade, e especialmente o mundo dos negócios, a escola ou a universidade, estão mais voltados para esse perfil mais aberto, sociável e, em essência, extrovertido.

A introversão com ansiedade de alto funcionamento afeta uma boa parte das pessoas com esse perfil. É um tipo de ansiedade muito camuflada e resistente ao longo do tempo.
Compartilhar

Livros como “O Poder dos Introvertidos”, de Susan Cain, valorizam as qualidades que geralmente definem esse tipo de perfil psicológico. Fatores como a criatividade, a empatia, a reflexão ou a capacidade de resolver conflitos são dimensões que podem colocar os introvertidos em posições de destaque e de liderança. Características que os capacitam a se sentirem mais eficazes no dia a dia.

No entanto, assim como é necessário destacar seu valor, pontos fortes e capacidades, também é essencial conhecer o lado mais complexo e muitas vezes debilitante. Todos, seja qual for a nossa personalidade, somos mais ou menos suscetíveis a sofrer de algum tipo de transtorno de ansiedade. No entanto, a introversão está muito familiarizada com a integração de um padrão muito particular e camuflado de ansiedade que é necessário conhecer.

Representação da introversão com ansiedade

Introversão com ansiedade de alto funcionamento: o que é?

Costuma-se dizer que os tesouros mais preciosos estão nas profundezas. No entanto, todos nós sabemos que nesses mundos, abissais e profundos, habita a escuridão e a ocasional presença ameaçadora. Viver nesses estratos tem suas vantagens, mas também o outro lado da moeda: perigos e ameaças característicos.

Antes de definir o que é a introversão com ansiedade de alto funcionamento, vamos refletir sobre essa ideia. A introversão-extroversão é uma constante. Ou seja, todos nós nos situamos nela, seja em um ponto intermediário ou um pouco mais acima ou mais baixo. No entanto, aqueles localizados nos pontos mais extremos costumam apresentar alguma característica patológica, em que é muito complexo desfrutar de uma boa qualidade de vida, ser produtivos ou mesmo cuidar das relações sociais.

As pessoas caracterizadas pela introversão com ansiedade de alto funcionamento não chegam a se situar nesse extremo, mas quase. Ou seja, geralmente levam uma vida normal, com suas responsabilidades, empregos e relacionamentos (daí o “alto funcionamento”). No entanto, em seu interior vive algo muito complexo. Um labirinto emocional secreto bem camuflado onde o medo busca uma saída, a insegurança se encontra com a contradição contínua e a preocupação permanente dá de cara com a parede… repetidamente.

Vejamos quais são as características das pessoas introvertidas com ansiedade de alto funcionamento.

Necessidade constante de defender-se contra “algo”

A introversão com ansiedade de alto funcionamento é caracterizada por pessoas vigilantes e de atitude defensiva. Há sempre algo que as preocupa, que as ameaça ou as perturba. Sua mente nunca está calma. Muitas vezes é um compromisso, uma entrevista, um projeto que devem cumprir. São acontecimentos que os forçam a sair de sua zona de conforto, gerando altos níveis de ansiedade.

Sentem medo, mas devem parecer seguras

O mais impressionante sobre a pessoa introvertida que sofre de ansiedade de alto funcionamento é que ela raramente perde suas características. São definidas pelo equilíbrio, calma e aparente autocontrole. Todas essas são características que os outros percebem sem saber que algo muito diferente acontece em seu interior; se dividem entre o medo e a insegurança.

Esse esforço contínuo para aparentar calma e determinação pode ser exaustivo. É cair em contradição, é esconder o medo todos os dias para vestir uma armadura de força que aumenta seu peso a cada dia.

Grupo de amigos conversando

Vejo o mundo de forma diferente e me sinto sozinho

Os introvertidos precisam de cenários mais relaxados para se sentirem bem, para trabalhar. Existem aqueles que se sentem bem em seus cantos privados e exclusivos, mas há outros, no entanto, que sentem a solidão de maneira diferente. Sentem-se frustrados por não serem compreendidos, bravos pelo fato de os outros não entenderem suas necessidades, seu modo de sentir a vida…

Tudo deve ser perfeito

A introversão com ansiedade de alto funcionamento também é definida pelo alto perfeccionismo. São exigentes e autoexigentes, porque o perfeccionismo, para eles, oferece uma sensação de controle, e quando algo está sob controle, traz recompensas positivas. Esse raciocínio é uma fonte inesgotável de sofrimento.

Dor, tiques, exaustão, nervosismo…

Essa ansiedade “secreta” das pessoas introvertidas se manifesta de diferentes maneiras. É comum que sofram de doenças psicossomáticas como problemas de pele, problemas digestivos, dores de cabeça, dores musculares, tiques nervosos… São canais do próprio corpo onde se expressa a ansiedade interna, a preocupação constante, a necessidade de se defenderem do mundo e do que não podem controlar.

Assim, uma característica comum deste perfil de personalidade é também sua maneira de se expressar. Costumam conversar de forma nervosa e precipitada, de maneira que até os outros possam entendê-los como pessoas extrovertidas. No entanto, é mais um sintoma da ansiedade interna, de algo interior tão complexo e complicado.

Mulher com a boca coberta

Para concluir, caso nos identifiquemos com este perfil, o mais adequado é buscar a ajuda de um bom profissional. A introversão com ansiedade de alto funcionamento geralmente se torna crônica. Nós a normalizamos a ponto de viver com ela por anos, até que surjam as sequelas, como as doenças psicossomáticas ou outros distúrbios psicológicos mais graves.

Vamos dar, portanto, um passo para sair desse labirinto de ansiedade e viver, assim, com maior equilíbrio.

Recomendados para você