Natal em família: 7 dicas para aproveitá-lo ao máximo

· janeiro 26, 2018

“Natal não é uma data; é um estado de espírito”. Assim falou Mary Ellen Chase, mas o que acontece com as pessoas que não o vivem assim? Este artigo é dirigido especialmente a elas. Queremos compartilhar uma série de diretrizes para aproveitar ou, pelo menos, suportar o Natal em família.

Por mais que uma grande maioria das pessoas celebrem essas datas comemorativas, isso não é algo que pode ser generalizado para todos. Então, enquanto alguns tentam ser mais empáticos e felizes, outros não veem nenhum motivo para fazer nada especial, e até mesmo sofrem durante esses dias por terem a sensação de serem forçados a comemorar algo que não querem celebrar.

“O Natal agita uma varinha mágica sobre o mundo, e por isso tudo fica mais suave e mais bonito.”
-Norman Vincent Peale-

Decoração de Natal

Diretrizes para aproveitar o Natal em família

Seja como for, e como dizia Charles Dickens: “Vou honrar o Natal no meu coração e vou tentar mantê-lo durante todo o ano”. Ou seja, não parece uma boa ideia sermos extremos nestes dias, nem do ponto de vista negativo nem nos excedendo querendo ser exageradamente felizes e empáticos.

O fato é que podemos encontrar vários motivos para não apreciar um Natal em família. Seja por brigas com outros membros, porque um ente querido não está lá ou simplesmente porque são datas das quais não conseguimos gostar. No entanto, existem opções para suportá-las, e até mesmo apreciá-las. Pelo menos é isso que diz a psicóloga Graci Molines, como vemos abaixo.

Vá com o coração aberto

A primeira chave é querer se divertir. Por mais que sejam datas das quais não gostamos, ou porque há problemas na família, ainda é um bom momento para fortalecer os laços e se divertir. Assim, ter uma vontade verdadeira de apreciar a noite é fundamental.

Família unida no Natal

Separe o importante do supérfluo

Se você está em família, desejando discutir pelos menores motivos, não duvide de que vai conseguir. Pelo contrário, se tentarmos ser receptivos e não ficarmos à espreita de qualquer comentário ou ato sem muita importância para “pular fora”, não só nos daremos uma oportunidade de aproveitar, mas também faremos com que outras pessoas tenham um bom feriado.

Elas, as pessoas que amamos, são sempre uma boa razão para não brigar.

Concentre-se no positivo

O Natal é um bom momento para focar o positivo, e não o contrário. Então, se as reuniões de família parecerem entediantes, tente se concentrar no que você gosta sobre elas. Certamente há uma pessoa de quem você gosta muito e que não costuma ver com frequência, momentos engraçados e situações interessantes que você pode apreciar.

Melhore o seu humor

Esqueça a cara feia e olhe para os encontros familiares querendo adicionar, contribuir, influenciar. Ao fazê-lo, você não só dá prazer aos outros, mas se inclui e será mais difícil que não tire algo bom de uma celebração que se adapta parcialmente ao que você deseja.

Natal em família

Procure a empatia que há em você

Mais uma vez… a eterna empatia, necessária como sempre. Ela é fundamental para passar um bom Natal em família. Se você for capaz de entender os motivos dos outros, e até mesmo se colocar em seu lugar, certamente essa época será muito mais suportável e, quem sabe, até divertida. Neste sentido, se você consegue se conectar com os sentimentos daquelas pessoas que estão gostando do evento, é mais fácil que também acabe se divertindo.

Respeite os outros

Muito semelhante ao ponto anterior. Neste caso, lembre-se que de cada pessoa é diferente e tem sua própria maneira de ver a vida. Assim, mesmo que possa ser difícil às vezes, é necessário respeitar os outros. Ouvir as suas opiniões e, apesar de não compartilhar delas, pelo menos ser respeitoso com as suas ideias.

Não traga à tona questões delicadas

Por fim, a psicóloga nos dá uma orientação muito importante. Durante uma reunião de família, onde todos são bem conhecidos, sabemos que há problemas que podem causar desconforto. Assim, especialmente no Natal, por que levá-los à luz? Com certeza não é o momento de incomodar ninguém.

Jovens abrindo presentes no Natal

O Natal em família não tem que ser difícil para ninguém. Seja como for, siga estas diretrizes para aproveitá-lo com as pessoas de quem você gosta. Na verdade, estas chaves servirão não apenas para lidar com essas datas, mas também para qualquer reunião social.

“Não há Natal ideal, há apenas o Natal que você decidir criar como um reflexo de seus valores, desejos, parentes e tradições.”
-Bill McKibben-