O poder da linguagem positiva: uma mudança de atitude diante da vida

· agosto 20, 2018

O poder da linguagem positiva pode transformar as nossas vidas, pois nos ajudará a melhorar a nossa maneira de nos comunicarmos, as relações que temos com os outros e, de alguma forma, a maneira como entendemos o mundo. Na verdade, também tem o potencial de mudar a maneira como nos sentimos e nos guiamos para a felicidade.

Todos os dias nos queixamos e criticamos tudo que nos incomoda. Se está frio, se chove, se precisamos esperar nas longas filas do banco ou do supermercado, se temos muito trabalho, se não gostamos da comida… Dessa forma, concentramos toda a nossa energia no que nos incomoda. Ou seja, nos concentramos no negativo e tornamos mais difícil a tarefa de mudar o que não nos agrada.

Agora, se usarmos uma linguagem positiva, as possibilidades se abrirão ao nosso redor e isso afetará o nosso cérebro. De fato, se lhe enviarmos mensagens positivas, ele responderá de maneira diferente do que se repetirmos afirmações desagradáveis. Portanto, se os nossos pensamentos forem positivos, as nossas chances de levar uma vida feliz aumentarão.

Utilizar uma linguagem positiva melhora o nosso relacionamento com os outros e com nós mesmos, fazendo com que nos sintamos mais felizes.

O poder da linguagem positiva

As palavras têm um grande poder. Elas são capazes de alcançar um efeito imediato sobre o nosso humor e até mesmo perdurar ao longo do tempo e permanecerem na nossa mente e no coração. Pense, por exemplo, em algum momento da semana em que você se sentiu bem com alguma coisa que lhe contaram, ou lembre-se daquela pessoa que o magoou tanto. Esse sentimento ainda permanece com você.

O filósofo Luís Castellanos é pioneiro em pesquisas sobre linguagem positiva. Este pesquisador aplica as descobertas da neurociência à vida cotidiana. Assim, é capaz de criar estratégias inovadoras, ferramentas e soluções práticas que produzem uma mudança extraordinária na vida das pessoas.

Manter uma linguagem positiva diante da vida

Como ferramenta principal, utiliza como suporte os resultados clínicos obtidos por ressonância magnética e eletroencefalografia. Em suas pesquisas, ele observou como as conexões sinápticas do cérebro se comportam a partir do uso de palavras positivas e negativas. Luís Castellanos demonstrou a influência do uso da linguagem positiva na educação.

“Precisamos reivindicar o valor da palavra, uma ferramenta poderosa que pode mudar o nosso mundo mesmo nesta época de satélites e computadores”.
-William Golding-

5 diretrizes para usar uma linguagem positiva

Abaixo você encontrará cinco chaves que irão ajudá-lo a aplicar o poder da linguagem positiva à sua vida. Vamos nos aprofundar.

Modifique a sua linguagem

O primeiro passo é ter em mente o que você quer transmitir, o que deseja que a pessoa com quem você está falando entenda. Para isso, tente não usar palavras negativas, e muito menos depreciativas e humilhantes.

Se, em algum momento, a outra pessoa não agiu de uma forma que você considera apropriada, você poderá conversar com ela de maneira positiva em vez de fazer críticas destrutivas. Experimente lhe dizer que ela poderá tentar novamente e que você aprecia o seu esforço. Remova do seu vocabulário expressões generalistas como “você é um preguiçoso” ou “você não sabe fazer nada direito”.

Mude o seu humor

Escreva uma lista de palavras motivadoras (prazer, agradável, muito, descobrir, bom, obrigado, felicidade, sorriso…) e tente lê-las em voz alta toda vez que precisar modificar e administrar as suas emoções. Você verá como este exercício causará uma grande mudança em seu humor.

O importante é regular a nossa linguagem através do treinamento e, assim, consolidar o hábito de nos expressarmos de forma positiva. Um aspecto fundamental a ter em mente é estar ciente das emoções que são experimentadas e depois usar as palavras certas para se sentir melhor.

Mulher de bom humor

Evite os rótulos negativos

Rotular uma pessoa como “desajeitada”, “inútil” ou “preguiçosa” influencia diretamente a percepção que os outros têm sobre ela. E o que é mais grave: o próprio indivíduo acabará acreditando que realmente é assim.

Os rótulos condicionam a opinião que os outros têm sobre nós. Além disso, condicionam as conquistas que poderemos alcançar no futuro. Portanto, se você tiver que rotular alguém, tente fazê-lo de maneira positiva e enriquecedora.

Comunique-se através das emoções

Esse item está intimamente relacionado ao ponto anterior. Você não deve apenas estar ciente das suas próprias emoções, mas também tentar se colocar no lugar do outro, para saber quais palavras utilizar. Isso melhora a autoestima daqueles que nos ouvem e a percepção que eles têm sobre si mesmos. Assim, os nossos interlocutores sentirão que são capazes de superar novos desafios e aprenderão que os erros representam oportunidades.

Com as palavras podemos fazer rir, chorar, sofrer, desesperar ou encorajar os outros… Portanto, o uso da linguagem positiva pode mudar o nosso modo de pensar e a nossa visão de mundo para a melhor.

Linguagem positiva e otimismo

Utilizar uma linguagem positiva traz o melhor de nós mesmos. Ter um discurso otimista pode nos encorajar em um dado momento. Treinar e incorporar em nossa rotina o uso da linguagem positiva afeta diretamente a nossa maneira de perceber o mundo.

Como Castellanos expressa em seu discurso, todos nós merecemos a oportunidade de ter uma boa história, uma boa vida. Portanto, devemos cuidar da nossa linguagem, pois ela cuidará de nós. As palavras são um dos melhores investimentos que podemos fazer para termos um bom futuro e uma boa saúde emocional.