Organizar armários, organizar ideias - A Mente é Maravilhosa

Organizar armários, organizar ideias

dezembro 27, 2017 em Curiosidades 0 Compartilhados
Organizar armários, organizar ideias

Todos nós, em algum momento da vida, temos que fazer as temidas limpezas nos armários de casa. Trata-se de uma tarefa cansativa e que geralmente leva muito tempo. Esse cansaço decorrente de organizar, classificar e recolocar objetos ou roupas é porque, no fundo, isso exige um grande esforço mental. Você não precisa apenas organizar armários, mas também precisa organizar suas ideias.

Quando arrumamos uma sala ou um armário, não estamos simplesmente movendo objetos ou roupas do local e jogando fora ou descartando coisas em desuso. Trata-se também de organizar ideias, já que nosso subconsciente está processando memórias ligadas a esses objetos ou roupas, revivendo algumas situações e decidindo se elas são úteis ou não, se devem continuar guardadas ou não.

De acordo com Marie Kondo, uma especialista sobre o assunto e conhecida graças ao seu livro, “A Mágica da Arrumação “, a ordem começa com a eliminação de objetos em excesso em nossas vidas. Porque de acordo com Kondo, o hobby de armazenar tudo é o que causa um excesso de objetos em cada casa ou escritório. Portanto, é necessário saber como se livrar de alguns objetos e/ou roupas. É um desafio para muitas pessoas que acabam ansiosas, mas através do método KONMARI, pode ser resolvido sem muita dificuldade.

Organizar armários ajuda a organizar ideias

Quando decidimos manter um objeto é porque, de alguma forma, ainda estamos ligados a uma série de sensações que este nos evoca, sensações que podem ser felizes e tristes ou até agridoces. Mas se deixarmos isso de alguma forma, estamos dando lugar ao novo. A organização é um elemento mais importante do que muitas pessoas pensam.

A verdade é que manter um espaço organizado, seja em nossa casa ou local de trabalho, é uma fonte de tranquilidade e felicidade. Manter a ordem no dia a dia facilita que também mantenhamos nossas cabeças organizadas, estabelecendo relações mais efetivas e práticas entre pensamentos e ideias.

Ambiente organizado

Não queremos dizer com isso que você precisa se livrar de tudo, mas que não é positivo para nós ficarmos ligados a uma peça de vestuário familiar para sempre, ainda que as memórias ligadas a ela sejam positivas. Devemos avançar e abrir espaço para o novo, embora isso nos assuste. É paradoxal, mas a verdade é que a única coisa que muitos temem é um futuro que está por vir e que talvez no presente ainda não sejam capazes de apreciar.

Roupas e objetos da sorte

Todos nós tivemos uma peça de roupa que usamos sempre e sempre, até que não tivemos escolha a não ser jogá-la fora porque estava rasgada e, mesmo inútil, mostramos alguma resistência ao nos livrarmos dela. Talvez porque tenhamos vivido muitos momentos especiais com ela, como ir ao show de nossa cantora favorita, conhecer uma pessoa especial, passar uma noite inesquecível com os amigos…

Nós também tivemos ou, pelo menos, ouvimos falar das roupas ou objetos da sorte, aqueles itens especiais que nos dão sorte em uma prova ou encontro especial. Aquele pé de coelho, o trevo da sorte ou um chaveiro simples que alguém especial nos deu.

Com todas essas experiências, relacionamos nossas emoções com nossas memórias e nossos objetos ou roupas. Ao longo do tempo, essas roupas ou objetos se desgastam e é hora de dizer adeus, o que às vezes não é fácil, mas necessário, deixando espaço para o novo. Para novos objetos e roupas, para novas memórias, para novas experiências de futuro.

Deixe o passado para trás

Em determinadas circunstâncias podemos obter forças através da memória de alguns momentos. Normalmente, são circunstâncias em que precisamos dar um passo para trás para ganhar impulso. Por outro lado, e com raras exceções, somente se formos corajosos e pudermos dar adeus ao passado com gratidão, deixaremos espaço para as novas experiências, o que nos permitiria esclarecer e organizar ideias, viver mais intensamente o presente e construir com esperança o futuro.

Para Marie Kondo, ao não jogar certos objetos – CDs, aparelhos, roupas quebradas e descoloridas, etc. – o que fazemos é agarrar-nos ao passado. Nesse sentido, o espaço em que vivemos deve ser para a pessoa que estamos nos tornando, não para a pessoa que éramos no passado.

Essas limpezas de armário, e principalmente de todas as emoções e memórias, são ainda mais necessárias no processo de luto. Quando perdemos um ente querido, jogar fora seus pertences nos ajudará a enfrentar a perda.

Claro, cada pessoa precisa de um tempo específico que deve ser respeitado. Não é necessário se livrar de tudo ao mesmo tempo. De fato, fazer esta limpeza abruptamente e sem estar preparado não ajudará em nada, pelo contrário, poderá agravar a dor e “infectar” a ferida. Nós próprios seremos capazes de detectar quando estamos prontos para abandonar alguns pertences daquele ser amado. Temos apenas que ouvir nossos corações.

Organizar livros

O método KONMARI

A japonesa Marie Kondo nos dá uma série de diretrizes para manter a organização, especialmente no armário, através do seu método KONMARI. Estas são apenas algumas das mais significativas que também nos permitirão organizar nossas ideias:

  • Manter todos os itens em posição vertical é essencial para tornar tudo mais fácil de ver e identificar.
  • O mais importante é saber como organizar e descartar todos os itens que já não são usados. Marie aconselha segurar os objetos um a um com as mãos. Para poder saber se os queremos ou não, pensamos se eles nos fazem felizes, e se decidirmos não mantê-los, devemos deixá-los ir, despedir-nos com gratidão pelos bons momentos compartilhados.
  • Não é necessário separar a roupa por estações. O melhor é ter tudo à mão e livrar-nos das que que sabemos que não usaremos na próxima temporada. De acordo com a especialista, depois da organização das roupas devemos ter menos de um terço do que tínhamos antes.
  • A roupa pendurada toma muito mais espaço do que a dobrada e é mais desconfortável de ver e selecionar quando vamos nos vestir. Ela aconselha dobrar o máximo possível e simplesmente pendurar o que é preciso, como camisas ou jaquetas.
  • Quando empilhamos não estamos cientes do que temos, as roupas inferiores são esquecidas e as que estão embaixo são amassadas.
  • Soluções de armazenamento não são necessárias (caixas, recipientes …). Embora pareça incrível, elas tendem a complicar a ordem.

Organizar armários

Em suma, a limpeza é necessária para melhorar nosso bem-estar. Limpar nosso espaço vital significa criar espaço em nossas vidas para nos abrirmos a novas experiências e sairmos da nossa zona de conforto rumo à construção do futuro que almejamos.

Recomendados para você