Os quatro grandes momentos do dia - A Mente é Maravilhosa

Os quatro grandes momentos do dia

Fevereiro 1, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Mulher aproveitando os grandes momentos da vida

Certamente, ao ler esse título, os quatro grandes momentos do seu dia já passaram pela sua mente. Por sua carga emotiva, pela quantidade de positividade que transmitem, pela intensidade do instante…

Diariamente usamos uma determinada quantidade de bateria. Quando chega a noite, temos que recarregá-la e assim voltar a funcionar adequadamente no dia seguinte. Mas, e se existissem pequenos instantes que mantivessem o nosso nível de energia estável pela manhã, à tarde e à noite? Por que não aproveitamos o poder que esses instantes têm sobre nós para nos recarregarmos?

Os grandes momentos do dia a dia

Uma boa manhã

É muito provável que levantar-se pela manhã ouvindo o despertador não seja especialmente agradável. No entanto, independentemente da sua preguiça de levantar, o dia já começou! Por que será que os minutos parecem voar nessas horas da manhã?

Mulher acordando pela manhã

Tomar banho, arrumar as crianças, secar o cabelo, limpar a casa, arrumar a cama… Antes de sair pela porta temos que fazer muitas tarefas. Por isso a forma como nos levantamos é tão importante. Nosso humor durante o dia depende do que acontece nesse período anterior à saída para o trabalho.

Se nos sobrecarregamos, o mais provável é que os problemas que vão surgindo não sejam encarados de uma boa maneira. Pelo menos não tão bem quanto seriam se tivéssemos nos levantado com o pé direito. Por exemplo, se nos apressamos muito, as coisas podem não sair tão bem, fruto do esquecimento ou da impaciência. Manchamos a camisa, esquecemos de pegar um documento…

Para que isso não aconteça, podemos colocar o despertador para tocar 20 minutos antes do habitual e deitar para dormir um pouco mais cedo. Experimente deixar a roupa do dia seguinte já preparada ou tire o lixo logo depois de jantar. Ser organizado e sistemático pode contribuir para que seu estado de ânimo seja o melhor possível antes de sair de casa.

Refeições: só ou acompanhado?

Sem dúvidas, a hora da refeição é um dos grandes momentos do dia. Ou termina de nos esgotar ou transforma-se em uma bomba que segue nos abastecendo de energia no restante da jornada. Quando chegamos em casa e queremos manifestar quão cansados estamos, costumamos dizer “não tive tempo nem de comer”.

Depois de uma manhã cansativa no trabalho, é comum que a refeição siga o mesmo padrão. Saímos para almoçar com os colegas de trabalho e continuamos falando sobre a reunião que tivemos. Ou seja, não nos desconectamos.

Refeição saudável e deliciosa

A hora da refeição pode ser um bom momento para conversar sobre outras coisas. Atividades de ócio, hobbies, piadas… Qualquer tema é bom para desfrutar a companhia dos colegas de trabalho de maneira diferente do habitual. Assim, aproveitamos para nos tornarmos mais íntimos.

Também pode ser bom sair para comer sozinho, com um amigo, um familiar, ou ir para casa e fazer uma surpresa para nossa parceira. São opções que nos dão margem para ganhar forças para a jornada vespertina.

Um momento para você

É aquele instante reservado especialmente para estar consigo mesmo. Um momento que nos permite estar em paz e apreciando o que nos rodeia. Fazer um passeio, ler no metrô de volta para casa, fazer ioga ou meditação, conversar com alguém por telefone, ver uma série, sair para correr, cozinhar…

Todos temos um momento em que nos sentimos em harmonia. Busque-o e dedique-se a ele, porque a rotina pode roubar esse momento de você. E você não pode permitir isso. Abrir mão desse tempo, a longo prazo, pode fazer com que você tenha mais ansiedade, desânimo, melancolia ou tristeza.

Mulher lendo livro e tomando café

Reencontro com a família em casa

Embora nesse artigo este seja explicado em quarto lugar, é um dos grandes momentos do dia. Se não for o melhor. É o instante em que você vai subindo no elevador ou pela escada e vai saboreando o aroma do seu lar.

Abrir a porta e encontrar um sorriso e um abraço compensa. Ver os seus filhos comendo ou pegá-los no colo, dar um beijo e perguntar como foi o seu dia. Fazer a tarefa de casa com eles, ir ao parque, levar para praticar algum esporte, ao cinema… Isso não tem preço. Poucos momentos se comparam a esses.

Família durante a refeição

Às vezes, por causa da rotina, nos envolvemos em uma dinâmica que não nos permite aproveitar esses grandes instantes do dia. São prazeres que devemos ser capazes de apreciar. Nem todo mundo tem a sorte de saborear um pedaço de pão ou de chegar em casa e ter alguém à espera. Por isso, considere-se um privilegiado e aproveite cada um desses momentos como se fosse a primeira vez.

Recomendados para você