Otimismo pragmático: conheça 8 princípios - A Mente é Maravilhosa

8 princípios do otimismo pragmático

Janeiro 23, 2018 em Emoções 6 Compartilhados
Otimismo pragmático

Para que passasse tudo que passou e chegasse onde chegou, foi essencial que o ser humano tivesse um excesso de otimismo. Mas nem todos têm a mesma carga de coragem e ousadia. O escritor e pesquisador Mark Stevenson sugeriu a ideia de identificar os traços comuns de pessoas otimistas por excelência, e estabeleceu os 8 princípios do otimismo pragmático.

As mudanças científicas e tecnológicas estão transformando a sociedade em que vivemos. Então Stevenson acredita que precisamos educar e viver de uma maneira um pouco diferente do que fazemos hoje. Ele diz que um esforço deve ser feito para manter um pensamento baseado no otimismo pragmático.

Para fazer isso, ele se pergunta como certas pessoas fazem coisas boas em um mundo em mudança, e quer descobrir o que todos eles têm em comum que os torna mais propensos a lutar pelo futuro e transformar o mundo.

Características do otimismo pragmático

Sonhar e imaginar

Otimismo é a tendência de esperar que o futuro vai trazer resultados favoráveis. Exige, portanto, a vontade de encontrar soluções, vantagens e possibilidades, focando sempre no positivo.

Stevenson censura a conformidade prevalecente na sociedade de hoje e nos incentiva a imaginar, sonhar e elucidar o futuro como desejamos. Sermos guiados pelo que almejamos é a única forma de pôr em prática o otimismo pragmático.

Mulher feliz pensando em sua vida

Criar para o bem de todos

Ao estabelecer esses princípios, Stevenson percebeu que as pessoas que proporcionam avanços ou progresso significativo a nível global são comprometidas e ligadas a projetos que vão além de si mesmos.

O egoísmo não tem lugar nesta corrente de pensamento, porque a sua motivação é um fim distante do individualismo e narcisismo: criar para o bem de todos, não de alguns ou de si mesmo.

Apostar no que funciona

As crenças são subjetivas. Os fatos científicos são objetivos. Stevenson acredita que o otimismo pragmático tem que se concentrar no último, de modo a garantir uma forma mais científica e baseada em evidências de pensamento. Isto é, recomenda focar o que comprovadamente funciona.

Para fazer isso, ele define o exemplo do trabalho de um engenheiro em comparação com o de um político. Enquanto o primeiro constrói estruturas baseadas na realidade objetiva, o político se deixa guiar por sua ideologia, se recusando muitas vezes a ver as coisas como elas são. Stevenson nos encoraja a pensar como um engenheiro.

Compartilhar para exercitar o poder

Compartilhar idéias as amplifica, as faz crescer. Se, pelo contrário, protegermos essas ideias, o que fazemos é privar o mundo delas e do poder que têm. Uma ideia brilhante, se não é compartilhada, permanece isolada, suspensa, estacionada e parada. E finalmente, ela morre.

Agora estamos todos conectados e as mudanças são realizadas mais rapidamente. Este escritor assegura que quanto mais conectados estamos, mais rápido as ideias circulam. Mas também acredita que se o poder é generalizado na Internet, a responsabilidade deve ser também. Não devemos delegar aos outros de forma sistemática.

“Quando as idéias são compartilhadas, conferimos poder às pessoas ao invés de exercê-lo sobre elas.”
-Mark Stevenson-

Colegas pensando em ideia no trabalho

Errar é progredir

Se estivermos errados, tudo bem. Vamos nos levantar outra vez. Mas algo acontece se não ousarmos tentar: somos vítimas do medo do fracasso.

Assim, Mark Stevenson nos incentiva a errar porque acredita que o erro é uma maneira de avançar rumo ao sucesso. Na verdade, considera que errar é a melhor estratégia para o progresso. Ninguém nunca descobriu nada sem errar antes.

As pessoas que acreditam que o erro é a maior catástrofe que pode acontecer com elas estão presas e estagnadas. Com isso, elas cometem uma grave irresponsabilidade e estão involuntariamente no caminho errado.

Fazer em vez de tentar

A intenção motiva a ação, mas não podemos ficar conformados com intenções, e sim com ações. Portanto, a melhor maneira de ser fiel ao que somos é agindo, trazendo o que acreditamos e pensamos para a prática. Nós somos o que fazemos e sentimos, e não o que pretendemos fazer ou apenas imaginamos.

Descarte a preguiça

Stevenson acredita que o cinismo governa o mundo culturalmente. Na atualidade existe uma falta de ambição e de esperança de que as coisas possam ser melhores. O otimismo pragmático exige o fim da preguiça, das desculpas e da estagnação pessoal. Apenas superando esta barreira mental seremos capazes de viver nossos sonhos.

“A inovação é o lugar onde as idéias fazem sexo.”
-Mark Stevenson-

Mulher otimista e feliz

Praticar a paciência

Cada projeto é um plano a longo prazo. Uma espécie de corrida de longa distância em que nós damos pequenos passos para alcançar os objetivos propostos. Alguns dias nós vamos avançar mais, outros menos, mas a recompensa virá mais cedo ou mais tarde. A espera, o esforço, a paciência e a persistência fazem com que o bem social proporcionado valha a pena.

Estes 8 princípios são um guia perfeito para a formação do otimismo pragmático, nos permitindo alcançar um estado pessoal mais produtivo e positivo. Além disso, se começarmos a introduzi-lo na vida cotidiana, ele vai nos trazer mais confiança para transformar tudo aquilo a que nos propusermos. A mudança é sempre possível.

Recomendados para você