10 perguntas a se fazer para dar sentido a própria vida

10 perguntas a se fazer para dar sentido à própria vida

22, abril 2016 em Psicologia 124 Compartilhados
Ter uma vida com sentido

Tem dias que acordamos e nos perguntamos qual é o sentido de estarmos em um relacionamento com uma pessoa que não nos ama ou não nos respeita, por que vamos trabalhar todos os dias em uma função que não nos apaixona, ou por que em geral não temos a vida que havíamos sonhado.

Todas essas perguntas nos levam a refletir sobre uma série de escolhas que fizemos ao longo da própria existência e que talvez não tenham sido as nossas escolhas, ou tenham sido caminhos que escolhemos por medo, por falta de coragem para viver os nossos próprios sonhos. Há uma série de perguntas que podemos nos fazer para dar sentido a nossas vidas e saber se estamos vivendo o que desejamos. A seguir, listamos 10 delas.

“Somente se me sinto valioso por ser como sou posso me aceitar, posso ser autêntico, posso ser verdadeiro.”
-Jorge Bucay-

Como você enxerga a sua vida daqui a 5 anos?

Pense por um instante: como seria a sua vida daqui a 5 anos? Você continuaria na situação em que está? Talvez a ideia desse futuro faça você feliz e você não queira mudar nada, ou talvez a ideia desse futuro seja algo que você não queira viver. O nosso exercício deve consistir em fazer uma reflexão sobre se a vida que levamos atualmente nos leva a esse ideal de vida sonhado que queremos.

O que você faria se não tivesse medo?

O medo nos paralisa, e quando se trata de sair da própria zona de conforto inventamos qualquer desculpa para nos queixarmos sem fazer coisa alguma para encontrar soluções e mudar o que nos incomoda. Pense no que você faria se não tivesse medo, o que você se atreveria a fazer? Visualize essa situação que você gostaria de viver; como você se sente?

“O que é realmente importante é lutar para viver a vida, para sofrê-la e para gozá-la, perder com dignidade e se atrever novamente. A vida é maravilhosa se você não tem medo.”
-Charles Chaplin-

mulher-procurando-sentido-da-vida

Quais são os seus 3 melhores talentos?

Às vezes vemos todos os nossos defeitos, mas não somos capazes de apreciar os nossos talentos. O que você faz de melhor? Pelo que você sente paixão? E a pergunta mais importante: Você se dedica a isso? Estas perguntas farão você pensar no que você mais se sobressai, e em por que você não se dedica ao que mais gosta.

O que é o mais importante na sua vida?

Pense por um instante no que é mais importante na sua vida, o que faz você realmente feliz, e reflita sobre se esse algo está ou não na sua vida. Talvez tenha chegado o momento de mudar algo ou de mudar tudo.

Qual é o sonho da sua infância que você não cumpriu?

Cada um de nós tem um sonho de criança que imaginávamos cumprir sendo adultos. Pense no que você sonhava fazer quando era pequeno e no que aconteceu para que você não esteja vivendo esse sonho agora. Além disso, você pode pensar em quais coisas você poderia fazer para ir se aproximando pouco a pouco do seu sonho de infância.

Você está se apegando a algo que deveria deixar ir embora?

Temos a tendência de nos apegarmos a coisas ou pessoas que deveríamos deixar partir, porque não nos trazem nada de bom, porque nos fazem mal ou porque é hora de evoluir e mudar. É importante aprender a deixar ir; certamente irá doer, mas com o passar do tempo você irá perceber que às vezes é preciso permitir que coisas ou pessoas se vão para que possa entrar um novo ar na sua vida.

mulher-libertando-passaros

Você vive a sua vida para ser feliz ou para fazer os outros felizes?

Se você parar para pensar na sua vida, talvez você se dê conta de que está vivendo e escolhendo o que faz os outros felizes, e não o que faz você feliz. Não é questão de dar uma satisfação aos outros, e sim de ser feliz. Na verdade, as pessoas que gostam de você desejam ver você feliz, mas precisam distinguir entre o que pensam que faz você feliz e o que realmente faz você feliz.

O que você faria de diferente na sua vida se soubesse que ninguém julgaria você?

A opinião das outras pessoas sempre aparece quando pensamos em mudar algo em nossas vidas, mas imagine que ninguém irá julgar você. O que você mudaria na sua vida? Assim como o medo do que irá acontecer se você mudar, também sentimos medo do que os outros vão opinar.

Você se dedica a aquilo pelo qual sente paixão?

Muitas vezes nos queixamos do trabalho, do chefe, dos horários, dos colegas de trabalho, mas não fazemos nada para mudar isso por medo ou por opiniões alheias. Nos conformamos, sem nos atrevermos a nos arriscar e viver a vida ao máximo.

Se você tivesse apenas um mês de vida, como você o aproveitaria?

Desperdiçamos muito tempo nas redes sociais, com o celular ou com a televisão, mas pergunte-se se você faria isto no caso de lhe restar apenas um mês de vida. Certamente não; certamente você se dedicaria a aproveitar cada segundo das pessoas que você gosta, dos lugares que você gosta, de cada pequeno detalhe que faz você feliz. E por que não começar agora?

“Voltei a sentir uma tremenda vontade de viver quando descobri que o sentido da minha vida era o que eu quisesse lhe dar.”
-Paulo Coelho-

Recomendados para você