Há pessoas que amargam a vida enquanto fingem torná-la mais doce

· fevereiro 14, 2019

Cada um de nós tem uma maneira de se relacionar, um modelo bem característico, embora sensível às circunstâncias. Desse modo, podemos falar de pessoas com um trato informal e de outras com um trato formal. Pessoas que demostram rapidamente a sua confiança e outras que demoram um pouco mais de tempo. Pois bem, em outra dimensão, também podemos falar de algumas pessoas que amargam a vida e de outras que são especialistas em torná-la mais doce.

Com essas últimas, é fácil sentir como se estivéssemos escutando a melhor das melodias. Elas nos tratam bem e sabem utilizar as palavras menos agressivas para fazer uma crítica, sem cair na tentação da falsidade. São sinceras, mas de uma maneira sensível. Muito diferente de outras, que só atrapalham a nossa vida.

“Não confie nas palavras bonitas, muitos têm açúcar na boca e veneno no coração”.

Pessoas que amargam a vida de forma sutil

Existem pessoas que querem nos fazer acreditar que elas são a melhor coisa que já aconteceu em nossas vidas, porque dizem exatamente aquilo que desejamos escutar.

Com frequência, com os seus elogios, buscam a nossa aprovação ou fazer com que nos sintamos bem. Inclusive, elas podem conseguir ambos os propósitos ao mesmo tempo. No entanto, quando o discurso delas não é sincero, os seus atos costumam traí-las.

Discussão do casal

Por exemplo, alguém pode nos dizer que somos os melhores cuidando de crianças, mas depois nunca nos deixa brincar com seus filhos. Por melhores que sejam as suas palavras, a verdade é que seus atos demonstram o que elas pensam. Ainda assim, em algumas ocasiões, é difícil deixá-las de lado: apesar de saber que as suas palavras não são sinceras, nós podemos cair na tentação de acreditar nelas.

É como se, durante um momento, nós esquecêssemos o estrago que elas nos causaram, porque as suas palavras despertam em nós uma sensação de segurança e confiança tão grande, que é muito difícil voltar à realidade e entender que elas estão mentindo.

Quando aqueles que amargam a vida são os mesmos que sussurram coisas agradáveis no seu ouvido

Se as palavras de alguém indicam um lugar bem diferente daquele que os seus atos estão mostrando, é provável que ele acabe por amargar a sua vida. Além disso, ele também costuma apresentar as seguintes características:

  • Pouco sincero. Uma vez que você capta a sua primeira mentira, começa a suspeitar que outros muitos fatos compartilhados podem não ter acontecido, ou que as motivações são muito diferentes daquelas que foram divulgadas.
  • Não é nada espontâneo. Mentir é complicado, requer muita memória e, também, muito autocontrole.
  • O que faz você se sentir mal, para ele, fica em segundo plano. Apesar de você contar a ele sobre as situações nas quais seu comportamento faz com que você se sinta incomodado porque geram um mal-estar, ele não faz nada para melhorar.
  • Manipulador. Com as suas palavras, ele faz você se sentir culpado por não agir como deveria, segundo os critérios dele. Ele se aproveita do seu discurso, sem hesitar em manipulá-lo e colocá-lo a seu favor.

As pessoas que o envolvem com suas palavras para se aproveitarem de você não valem a pena. Elas só tentam prejudicá-lo ou buscam o seu próprio benefício. Então, o que existe aí é puro interesse. Se você se sente preso às palavras de alguém que faz você sentir um mal-estar repetitivo, está diante de uma pessoa prejudicial.

Nem todas as pessoas colocam açúcar em suas palavras de forma artificial; por outro lado, existem muitas que acreditam sinceramente no que elas manifestam quando elogiam. Também são muitas as circunstâncias, pois existem pessoas que são francas quando fazem um elogio.

Como se proteger daqueles que amargam a vida?

Às vezes, é difícil saber como se proteger das pessoas que amargam a nossa vida, especialmente se, ao mesmo tempo, elas estão sussurrando coisas agradáveis no nosso ouvido. No entanto, existem várias estratégias que podem nos ajudar:

  • Definir limites
  • Confiar em si mesmo
  • Valorizar-se

Proteger-nos de pessoas que atrapalham a nossa vida é nossa responsabilidade. Se podemos impor limites a elas, por que não fazemos isso? Se nos colocarmos como prioridade, será muito mais fácil proteger e dispor do nosso tempo com inteligência.

Mulher sozinha no campo

As vantagens de se proteger

Proteger-nos das pessoas que parecem encantadoras, mas que usam isso só como disfarce, nos ajuda a nos livrarmos do seu veneno. No entanto, pouco a pouco, elas vão se tornando tóxicas, e fazem isso de uma maneira tão gradual que, quando percebemos, já aceitamos os compromissos que elas nos propõem. Algumas das vantagens de impor limites a elas são os seguintes:

  • Mais tranquilidade
  • Redução do estresse
  • Menor sensação de culpa
  • Mais segurança
  • Aumento da autoestima
  • Maior autoconhecimento
  • Mais harmonia.
  • Você se concentra mais naquilo que é realmente importante.

O autoconhecimento vai ser o seu aliado na hora de impor limites a uma pessoa que sussurra coisas agradáveis nos seus ouvidos e amarga a sua vida, porque ao entrar em conexão consigo mesmo, será mais fácil ser assertivo.

Não deixe que a sua vida se transforme em um inferno. Lembre-se de que os adoçantes artificiais existem em todos os lugares, mas detê-los depende, em grande parte, de você. Por que dar atenção a quem fala conosco de uma maneira bonita, mas acaba nos tratando mal?