A importância do psicólogo educacional na escola

janeiro 4, 2019

O psicólogo educacional se dedica ao estudo do comportamento humano, aos processos cognitivos no contexto da educação, e à aplicação derivada desse estudo. Apesar de já existir muita informação sobre este ramo da psicologia, neste artigo vamos resumir a importância da figura do psicólogo educacional na escola.

Uma escola é um dos lugares onde um psicólogo educacional provavelmente acaba trabalhando depois de terminar a universidade ou uma especialização. Pois bem, que função ele vai desempenhar nessa instituição? Qual é o seu trabalho?

A profissão de psicólogo educacional não é reconhecida em muitos países. Portanto, muitas vezes ele acaba assumindo o papel de um orientador ou, inclusive, de um psicólogo clínico.

Frequentemente, as pessoas pensam que as funções de um psicólogo educacional e as de um orientador são as mesmas, mas isso nem sempre é verdade.

Apesar de a formação deste profissional permitir que ele desempenhe as funções de um orientador, e esse ser um trabalho válido para ele, a figura do psicólogo educacional na escola cumpre certas funções muito diferentes.

Assim, para poder diferenciar entre os dois papéis, primeiro é necessário entender qual é a função de um orientador em uma instituição educacional.

A figura do orientador na escola

O orientador escolar é uma figura imprescindível em uma escola, já que ele é o responsável pela intervenção psicopedagógica. A orientação é um serviço oferecido aos alunos para guiar o seu aprendizado e os seus objetivos profissionais para otimizar ao máximo a sua educação.

Sua atuação é tanto preventiva quanto paliativa, e envolve lidar com os problemas educacionais que aparecem no ambiente escolar.

As funções do psicólogo educacional

O orientador escolar concentra a sua atuação nos alunos, mas também considera o ambiente e a comunidade educacional. Por isso, pode-se dizer que este profissional trabalha na área aplicada da psicologia educacional; utilizando os recursos promovidos pelas pesquisas na área da psicologia e da pedagogia.

As funções do orientador educacional são as seguintes:

  • Assessorar os alunos, os tutores e as famílias, com o objetivo de melhorar a qualidade educacional e o ambiente acadêmico.
  • Identificar as necessidades educacionais dos alunos e agir conforme as mesmas.
  • Colaborar com os professores e a família na prevenção e identificação das dificuldades de ensino que o aluno apresenta.
  • Assegurar que todos os alunos recebam uma educação adequada e contínua, por mais diversas que sejam as suas necessidades.
  • Prestar assessoramento psicopedagógico aos professores e aos órgãos do governo do centro educacional, para que eles saibam como agir diante das necessidades especificas de seus alunos.
  • Atender à diversidade funcional de seus alunos, para conseguir uma educação inclusiva e universal, e que nenhum aluno seja excluído do ambiente educacional.
  • Contribuir na interação entre todos os integrantes da comunidade educacional para uma boa convivência e uma maior comunicação entre todos.
  • Participar de todos os planejamentos e/ou na tomada de decisões da escola, em todas as reuniões de professores que sejam estabelecidas; deste modo, ele estará sempre informado dos eventos que acontecem no centro educacional.

A figura do psicólogo educacional na escola

Apesar da figura do orientador ser essencial, ela não cobre todas as necessidades técnicas que uma escola apresenta no âmbito psicoeducacional. Por esta razão, é imprescindível a presença de um profissional que preencha as lacunas: o psicólogo educacional.

Em contraposição à figura do orientador, de caráter mais aplicado, o psicólogo educacional deve ser uma figura mais centrada na pesquisa e na avaliação.

Os centros escolares e a educação têm uma natureza dinâmica que está em contínuo processo de mudança, o que provoca que a aplicação de métodos padrões não personalizados frequentemente mostrem resultados bastante pobres.

Daí surge a necessidade de um psicólogo educacional que possa conhecer, em todo momento, como avança o centro educacional na sua totalidade e como agir.

Psicólogo educacional na escola

Outro aspecto diferencial é que ele não atua sobre os alunos, mas sobre toda a comunidade escolar, e especialmente sobre a própria instituição.

Deve ser o responsável por garantir que o modo de instruir e educar seja o adequado para os alunos, e que a comunidade escolar responda a todas as demandas geradas pela educação dos alunos.

A figura do psicólogo educacional na escola age como um supervisor e planificador de todos os agentes educacionais presentes nos alunos, se baseando em uma pesquisa cientifica contínua, e nunca em critérios pessoais.

Um aspecto essencial dessa figura é a colaboração com os diferentes profissionais da escola e com o resto da comunidade escolar (os pais, as mães, os alunos, etc.).

Sua função é trabalhar os aspectos mais básicos e a sua aplicação. Desta maneira, ele pode alcançar os resultados esperados para ter uma educação de qualidade.

Atualmente, poucas escolas contam com a figura de um psicólogo educacional, e em alguns casos este papel é assumido por um orientador. Assegurar um ambiente educacional de qualidade é um trabalho complicado, que deve ser desempenhado por todos os profissionais da educação.

Sobrecarregar as funções do orientador supõe uma perda de eficácia. Por esta razão, a figura do psicólogo educacional na escola tem tanta importância.

É necessário que a educação não responda a valores políticos e financeiros, de acordo com os quais interessa mais contratar um único profissional que se encarregue de tudo, do que uma equipe que realize corretamente as suas atribuições.

Todos os especialistas e os pesquisadores educacionais devem colaborar e trabalhar juntos para conseguir uma educação que mereça essa denominação.