Psicoterapia: o difícil encontro consigo mesmo

Psicoterapia: o difícil encontro consigo mesmo

março 10, 2016 em Emoções 0 Compartilhados
Mulher olhando espelho representando a psicoterapia

Não é fácil admitir que precisamos de ajuda. Percorremos um longo caminho, sofremos muito e chegamos ao limite das nossas forças. Quando percebemos que não gostamos do tipo de vida que estamos vivendo, estamos insatisfeitos, perdidos e sem saber o que fazer. Nestes casos, a psicoterapia pode ser de grande ajuda.

A psicoterapia é uma boa opção para nos situarmos e reencontrarmos a nossa identidade.

A psicoterapia nos mostra muitas alternativas e uma maior compreensão de tudo o que estamos experimentando em nossa vida.
Compartilhar

Resistência para enfrentar as emoções

Muitas vezes, evitamos uma determinada situação por muito tempo, simplesmente para nos proteger. Pensamos em outras coisas e nos desconectamos de nós mesmos.

Um exemplo disso são as pessoas que, após o término de um relacionamento, começam outro imediatamente. Não refletem sobre o que aconteceu, não vivenciam a perda, ignoram a dor e o aprendizado que essa situação pode oferecer.

Essa forma de agir nos leva a rejeitar uma situação que requer introspecção e reflexão para que não continuemos a cometer os mesmos erros. No entanto, esse é um processo muito difícil, requer persistência e muitas vezes ajuda profissional.

“Aqueles que não aprendem nada sobre os fatos desagradáveis da sua vida forçam a consciência cósmica a repeti-los tantas vezes quanto seja necessário, para que aprendam o que lhes ensina o drama do que aconteceu. O que você nega o submete. O que você aceita o transforma”.
-C.G.Jung-

lidar-com-as-tempestades-psicoterapia

Quando uma pessoa não se permite reconhecer o estado em que se encontra e se envolve com outras coisas para não pensar na sua situação, ela toma essa decisão por causa dos seus medos. Ela está sem condições psicológicas de enfrentar essa experiência, e foge para se proteger da dor.

Inevitavelmente vai acabar se perdendo; a fuga traz um alívio temporário. Ela perdeu a oportunidade de observar seus medos, conhecer suas limitações, obter um maior conhecimento sobre si mesmo, amadurecer e se tornar uma pessoa melhor.

Esse alívio temporário tem suas consequências e não podemos sustentá-lo por muito tempo. Se não enfrentarmos a situação, nos sentiremos confusos, perdidos e sem condições de seguir em frente.

Aprendemos os recursos para seguir em frente nas diferentes experiências que vivemos. Se não enfrentarmos as situações, perdemos a oportunidade de aprender como lidar com elas.

A psicoterapia nos ajuda a nos reencontrarmos

Um psicólogo pode nos ajudar nesse tipo de situação onde faltam recursos para enfrentar as situações que se repetem, para enfrentar a dor e o mal-estar. Nossa vida tomou um rumo onde não encontramos a saída.

Todas as respostas estão dentro de você. Com esforço e ousadia, caminhe em direção à solução dos problemas e perceba que você é responsável por aquilo que vive e como vive.
Compartilhar

descobrir-caminho-com-psicoterapia

Cada pessoa tem o seu o seu próprio processo, com um tempo e ritmo diferentes. No entanto, o importante é começar a construir esse processo, reencontrar a nós mesmos, aprender o que não aprendemos no momento em que tudo aconteceu e adquirir os recursos que nos darão força para viver nossas experiências.

Dessa forma, entenderemos que é necessário enfrentar o que nos entristece, o que nos desanima, apaga nossa alegria e nos enche de amargura. É preciso mastigar para digerir e assimilar. Assim, estaremos nos preparando para “viver”.

Recomendados para você