O sentimento de raiva ao procurar emprego

· março 10, 2019

A dificuldade para conseguir um emprego decente continua sendo enorme atualmente, embora a economia tenha melhorado. Este fato causa um grande desespero nas pessoas que querem trabalhar e não encontram nada, especialmente se estão procurando há muito tempo. Isso resulta em uma série de reações prejudiciais, e muitos convivem com o sentimento de raiva ao procurar emprego.

Atualmente a oferta de emprego é inferior à demanda, portanto, há um número maior de candidatos e são exigidos mais requisitos em troca de condições piores e salários mais baixos.

Essa situação provoca um ciclo negativo na pessoa passando pelo processo de procura de emprego, já que não encontra trabalho ou não é selecionada para as ofertas às quais se candidata por não atender aos requisitos exigidos. Além disso, se for selecionada, é muito provável que o trabalho tenha condições muito precárias.

No final, o desânimo se espalha, o que leva à raiva, à negatividade e a deixar de procurar trabalho. Mas não devemos ceder a essas emoções negativas, devemos pensar que os tempos de crise podem se transformar em tempos de novas oportunidades se forem bem administrados. Para isso, existem diferentes estratégias que podem nos ajudar a evitar a raiva e a negatividade na busca de emprego.

“Para trabalhar, basta estar convencido de uma coisa: trabalhar é menos chato do que se divertir”.
-Charles Baudelaire-

Como evitar a raiva ao procurar emprego?

Como evitar sentir raiva ao procurar emprego?

Identifique se é uma raiva ocasional ou se é contínua

Somos humanos e é normal que, de tempos em tempos, fiquemos com raiva da situação que estamos vivendo. Quando você vê que tem idade, tem anos de experiência e que pedem requisitos que não são necessários para o cargo. Também pode acontecer que, por ser muito jovem e não ter experiência, você seja eliminado.

Nesses casos, é lógico que você se sinta com raiva. O problema é quando a emoção se torna uma atitude generalizada para todas as áreas da vida. É aí que você tem que agir e remediar, porque do contrário, além de afetar negativamente sua saúde, você não conseguirá um emprego.

Sinceramente, ninguém quer trabalhar e conviver com alguém que, por causa de sua atitude, gera ambientes ruins.

Não jogue a toalha

Quantas vezes, em um estado de raiva, expressamos nossa insatisfação com as formas atuais de procurar emprego. Muitas! Por exemplo, “este processo é uma mentira, não funciona, não contratam ninguém!” Ou, a pessoa de orientação profissional não me leva a sério e não me ajuda a encontrar nada”.

Nesses momentos a tentação de jogar a toalha fica maior. Não é fácil, é claro, mas não é impossível e as estatísticas provam isso. Então, continue com a Internet e com a orientação. Claro, é melhor verificar se existe algum parâmetro que podemos melhorar no nosso currículo.

Não pense que você não vai ser contratado por causa da sua idade

Pode ser mais complicado, mas como dissemos antes, não é impossível. Por isso, você deve analisar seus pontos fortes e fracos para destacar os fortes e melhorar os fracos. Pense que você tem muitas virtudes e méritos que se destacarão mais do que a idade; apoie-se nelas!

Não deixe de ir a uma entrevista de emprego

Em um processo em que há muitos candidatos é normal estar um pouco inseguro e nervoso, mas essa sensação pode se transformar em raiva e no pensamento prévio de que você não será selecionado. Este é um grande erro! Esse tipo de pensamento não ajuda e é produto da insegurança e da falta de confiança. Não feche as portas. Quem sabe você não é a pessoa certa para essa posição? E se não, pelo menos é uma forma de te conhecerem e mantê-lo em mente para seleções futuras.

Além disso, você pode aproveitar a raiva a seu favor. De acordo com estudos recentes, o mau humor é capaz de reforçar a função cerebral executiva. Então, sua mente fica mais organizada e executa as ideias de maneira mais correta, algo que os recrutadores valorizam muito.

Espera para fazer entrevista de emprego

Você pode verificar que, na procura de emprego, as opções são múltiplas. Até a raiva acaba se tornando uma arma a nosso favor. Vamos aproveitá-la!