Os 8 significados de cruzar os braços

Os 8 significados de cruzar os braços

outubro 24, 2015 em Curiosidades 0 Compartilhados
Os 8 significados de cruzar os braços

“Não cruze os braços pois você está se fechando ou bloqueando para as outras pessoas”. Esta expressão lhe soa familiar? Se a sua resposta foi sim, convido-lhe a continuar lendo este artigo para descobrir que este é apenas um dos muitos significados do ato de cruzar os braços.

Quais são os seus verdadeiros significados?

1. Abraçar a si mesmo. Cruzamos os braços muito mais vezes em público do que sozinhos. Sabe por quê? O significado mais simples deste gesto em situações nas quais você está se expondo frente a mais pessoas é a de um abraço em você mesmo, já que lhe proporciona conforto a qualquer momento.

Com isto, a sua intenção não é a de afastar ninguém, já que você só procura um pouco de conforto. Encorajo-lhe a fazer o teste quando vir uma pessoa nesta posição: pergunte-lhe se ela se sente confortável.

Como podemos identificar este tipo de gesto? O auto-abraço é uma das saídas automáticas que costumamos ter na nossa postura corporal para nos sentirmos confortáveis.

2. Reduzir o estresse. Quando nos sentimos estressados, o fato de cruzarmos os braços é uma excelente forma das suas mãos lhe darem umas palmadas reconfortantes e de tranquilidade de forma muito sutil.

Sentir estas palmadinhas nos acalma e tranquiliza. É parecido ao que sentimos quando esfregamos as mãos. Neste caso não tem a ver com bloqueios ou conforto, e sim com ansiedade.

Como você pode identificá-lo? Podemos perceber isto rapidamente: é um movimento de poucos segundos que implica em uma grande carga emocional. O corpo recebe a mensagem de tranquilidade da outra pessoa que o está fazendo.

3. Aquecer-se. Muitas vezes podemos estar pensando que a pessoa que está com os braços cruzados diante de nós não está de acordo com o que pensamos, ou o que dizemos, etc… mas as vezes, a explicação mais simples é a correta: ela simplesmente está com frio.

Como você pode identificá-lo? Quando cruzamos os braços de frio, costumamos tencionar os ombros e a parte de cima das costas. A pessoa não apenas cruza os braços, mas também encolhe os ombros e os mantem tensos como forma de gerar e manter o calor.

4. Ocultar insegurança. As mulheres que se sentem inseguras e precisam se proteger cruzam os braços para não se sentirem muito expostas. Por sua vez, as pessoas que se sentem desconfortáveis ou ameaçadas por outras farão este gesto como sinal de defesa.

Este tipo de abraço é evidenciado pelos ombros, que não sobem e vão para a frente, e pelo o corpo que se curva um pouco.

5. Medo extremo. Cruzar os braços pode significar que a pessoa está sentindo um medo tremendo, uma grande preocupação que instantaneamente faz que cruze os braços sobre o peito para proteger seus órgãos internos, o que significa proteção vital.

Este tipo de abraço vem acompanhado de gestos manipuladores: tocar o rosto e o pescoço, apertar os lábios e ter micro expressões de medo.

6. Autocontrole. Muitas vezes cruzamos os braços quando nos sentimos irritados ou contrariados, como uma forma de contenção.

Um claro exemplo deste caso é quando pedimos às crianças para fazerem algo que não querem fazer. Com este gesto também nos permitimos comunicar contrariedade sem termos que dizer uma palavra. No caso dos adultos, fazem isto quando se sentem frustrados e querem se controlar, não porque querem distanciar as pessoas ou impor uma barreira.

7. Transmitir poder. Você sabe como transmitir poder com a linguagem não verbal? Usando uma pose na qual coloca os cotovelos para fora, e onde cruzar os braços é uma forte demonstração de personalidade.

Cruzar os braços faz que a sua caixa torácica pareça maior e mais robusta. Você pode identificá-lo quando o faz sobre o peito mais do que sobre o plexo solar.

8. Isolamento. Este é o significado mais comum e o que mais associamos a este gesto. No entanto, cruzar os braços querendo expressar esta necessidade emocional também serve para se retrair momentaneamente a um estado introspectivo. Assim, cria-se uma barreira tanto física quanto psicológica entre a pessoa que realiza o gesto e as outras.

A linguagem não verbal é um assunto ainda pendente na nossa sociedade atual. Muitas pessoas desconhecem muitos dos significados que os nossos gestos têm, e os mesmos frequentemente são interpretados de forma errônea. Como vimos, uma pessoa que cruza os braços pode querer buscar o isolamento, mas também pode estar simplesmente sentindo frio.

Também não podemos nos esquecer de que cada ser humano é único e diferente. Evidentemente, para você este gesto pode significar algo importante, mas para outra pessoa ele pode ser apenas a busca por conforto. Por isso, o fato de usá-lo para se isolar não quer dizer que vá surtir efeito em 100% dos casos.

Dessa forma, encorajo-lhes a conhecer um pouco mais sobre este grande e desconhecido mundo dos gestos, para melhorar a qualidade das suas relações com as pessoas.

Recomendados para você