Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos

Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos

outubro 11, 2015 em Emoções 0 Compartilhados
Só se vê bem com o coração

“O pequeno príncipe se foi para ver as rosas novamente:

“Vocês não são nem um pouco parecidas com a minha rosa”, ele disse a elas. “No momento vocês ainda são como nada. Ninguém as cativou, e vocês ainda não cativaram ninguém. Vocês são como a minha raposa quando a vi pela primeira vez. Ela era somente uma raposa como cem mil outras raposas. Mas hoje nós somos amigos, e ela é para mim uma raposa única em todo o mundo.”

E as rosas ficaram muito desapontadas…

“Vocês são belas, mas são vazias”, ele prosseguiu. “Ninguém iria morrer por vocês. De fato, um transeunte qualquer poderia pensar que a minha rosa se parece muito com vocês… Mas ela, apenas ela, é mais importante do que todas vocês, pois foi somente ela a rosa que eu reguei; foi somente ela a rosa que eu coloquei sob a redoma de vidro; foi somente ela que eu protegi; foi somente por ela que eu matei as larvas (exceto as duas ou três que salvei para que se tornassem borboletas). E foi somente ela que eu tive paciência de escutar, enquanto se queixava ou se gabava, ou mesmo quando não dizia absolutamente nada. Pois ela é a minha rosa.”

E assim, ele retornou e se dirigiu à raposa:

“Adeus”, ele disse.

“Adeus”, disse a raposa. “E agora, como prometido, aqui vai o meu segredo. De fato, é um segredo bem simples: é somente com o coração que podemos ver corretamente; o essencial é invisível aos olhos.”

“O essencial é invisível aos olhos”, repetiu o pequeno príncipe, para que tivesse certeza de que iria se lembrar.

Ver com o coração

Recordando esta linda história de “O Pequeno Príncipe”, hoje lhe trazemos algumas das mais belas lições que Saint Exupery nos deixou para a vida.

Em primeiro lugar, lembre-se da importância das pequenas coisas, aquelas que passam despercebidas. Temos que dar a elas o lugar que elas merecem, porque um dia vamos perceber que elas foram os nossos maiores feitos.

O que é pouco para muitos, para outros é muito, por isso, aprecie as coisas simples como dar bom dia com um beijo ou algum outro gesto de carinho. Se o seu parceiro, sua família, ou mesmo você, reclama da ausência de pequenos prazeres, comece a despertar o perfume das memórias.

Lembre-se de que, da mesma forma que um mar é composto de milhares de gotas de água, um dia de milhares de segundos, e uma vida de inúmeras experiências, o amor é formado por pequenos detalhes e você vai compor cada um deles com essas pequenas coisas que o tornarão único.

Todo mundo tenta fazer algo grande, sem perceber que a vida é feita a partir das pequenas coisas. Seja honesto com a sua necessidade de fazer a coisa certa em todos os momentos, porque o seu interior fala com você para dizer que você não precisa de telespectadores para se sentir bem.

Só se vê bem com o coração

Mas este belo momento na história de “O Pequeno Príncipe” também tem outras leituras, incluindo a queremos enfatizar hoje. Ele nos lembra de que a verdadeira beleza está no interior; ela é a única que não perece, a única que o tempo não rouba e que só pode ser vista quando se olha através dos olhos da alma.

A beleza interior não é medida pelo que podemos ver de relance, a verdadeira beleza é uma atitude. Vivemos preocupado com as aparências, para não sermos diferentes e não nos chocarmos contra as convenções que nos aprisionam e não nos permitem mostrar ao mundo o nosso esplendor.

A realidade é que não existe uma maquiagem para embelezar um coração feio. Temos um sério problema para compreendermos isto. É extremamente importante cultivar a nossa autoestima.

Um belo interior é construído por uma vida amorosa e livre de sentimentos negativos. Isso se dá engrandecendo o nosso mundo interior, tornando-o cada vez mais extenso, eliminando o desconforto emocional e colecionando os nossos próprios motivos para ser feliz.

Seja gentil, não deixe que a dor endureça o seu coração. Não deixe que a dor traga o ódio e a amargura. Crie a sua própria beleza, que não pode ser definida em palavras, e cultive-a com os pequenos detalhes.

Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos…

Recomendados para você