Como ter sucesso ao resolver conflitos

· maio 27, 2015

Ter sucesso ao resolver conflitos depende, basicamente, da capacidade de regular o estresse e da habilidade de controlar as emoções. Aprender a resolver conflitos de forma saudável aumentará a compreensão do outro, gerará confiança e fortalecerá o relacionamento, seja do tipo que for.

Mas, para obter a resolução saudável e bem sucedida de conflitos, é fundamental controlar o estresse e se conhecer. Quando as pessoas não reconhecem os seus próprios sentimentos e se deixam levar pelo estresse, só se pode prestar atenção a um número muito limitado de emoções. Além disso, nestas condições, as pessoas não são capazes de compreender nem mesmo as suas próprias necessidades, o que tornará muito mais difícil comunicar-se com os outros.

Por isso, para ter sucesso ao resolver conflitos, é preciso aprender e praticar duas habilidades básicas essenciais: a habilidade de reduzir rapidamente o estresse na hora certa e a habilidade de permanecer confortável o suficiente com as próprias emoções para reagir de forma construtiva, mesmo em uma discussão.

Reduzir o estresse: pilar básico para resolver conflitos

Ser capaz de gerenciar e aliviar o estresse no momento é a chave para manter-se equilibrado e centrado, e para manter o controle. As pessoas que não são capazes de manter o controle sobre si mesmas sentem-se oprimidas em situações de conflito e são incapazes de responder de uma forma saudável.

O estresse interfere na capacidade de resolver conflitos, limitando a capacidade de ler com precisão a comunicação não-verbal do outro, a capacidade de ouvir o que o outro está realmente dizendo, a capacidade de ser consciente dos próprios sentimentos, a capacidade de conhecer as próprias necessidades e a capacidade de comunicar de forma clara o que precisa.

A melhor maneira de aliviar e reduzir o estresse de forma rápida e confiável é através dos sentidos e da estimulação sensorial: um cheiro, um sabor, um som, uma imagem, acariciar ou apertar algo; todo mundo tem um truque para relaxar e se acalmar. Como cada pessoa reage de forma diferente a estes estímulos, é necessário que cada um encontre o que lhe tranquiliza e seja capaz de evocá-lo ou aplicá-lo quando necessário.

Consciência emocional: segunda habilidade fundamental para resolver conflitos

A consciência emocional é a chave para a compreensão de si mesmo e dos outros. Aquele que não sabe como se sente ou porque se sente dessa maneira não será capaz de se comunicar de forma eficaz ou de resolver conflitos.

Embora o conhecimento dos próprios sentimentos possa parecer simples, muitas pessoas ignoram certas emoções, como a raiva, a tristeza e o medo. No entanto, a capacidade de gerenciar conflitos depende da conexão com esses sentimentos.

A consciência emocional é um fator chave na resolução de conflitos, pois ajuda a gerenciar os próprios sentimentos de forma adequada, sustentando a base do processo de comunicação necessária para solucionar divergências .

A consciência emocional lhe ajuda a entender o que realmente está incomodando as outras pessoas, a entender a si mesmo (incluindo o que realmente lhe preocupa), a se manter motivado até que o conflito seja resolvido e a se comunicar de forma clara e eficaz.