Supere as paredes que o impedem de avançar

Supere as paredes que o impedem de avançar

outubro 5, 2015 em Psicologia 1 Compartilhados
Supere as paredes que o impedem de avançar

A vida é uma estrada. Ela tem sido visualizada assim, como uma metáfora, tanto na literatura quanto na psicologia. E todos nós sabemos que não é exatamente um caminho reto e fácil: existem subidas, descidas, desvios e muitos obstáculos a superar. No entanto, devemos continuar seguindo em frente.

O problema surge quando nós saímos do caminho, não para fazer um desvio, mas para entrar em um beco sem saída. Isso acontece sem que nós mesmos possamos perceber; pensamos que é um atalho, uma maneira de seguir nossa jornada e, inesperadamente, damos de frente com uma parede.

O sucesso na vida não é medido pelo que você conseguiu, mas sim pelos obstáculos que você superou.
Compartilhar

Muitas vezes nós estamos quase no final da rua, olhando para uma parede, sem entender por que não há nenhuma saída, ou esperando magicamente que uma porta se abra para nós. Nós sofremos porque não podemos continuar a andar, mas não voltamos para trás, e continuamos olhando para a parede, tristes e desesperados.

Avançar em nosso dia a dia

Deixemos a metáfora e voltemos para as nossas vidas diárias. Há situações e pessoas que não nos levam a lugar algum, que nos deixam neste beco sem saída. Relações de amizade ou romances que não nos fazem bem ou que não têm futuro, mas ainda assim nós nos agarramos a eles desesperadamente. Projetos ou trabalhos que nos afligem, que não nos dão quase nada em troca, mas não nos demitimos.

Quando você estiver em uma situação que lhe fere e causa infelicidade, você deve parar para refletir: eu estou superando um obstáculo ou estou paralisado em um beco sem saída? Se a sua resposta for a primeira opção, então você deve continuar a lutar. Mas se for a última, é essencial reconhecer que a fechar as portas e liberar tudo o que nos impede de seguir em nosso caminho seria a ação mais correta a tomar.

De volta a metáfora, trate de respirar profundamente, para que você possa se virar e abandonar o beco sem saída. Sem olhar para a parede que deixou para trás. Volte para a estrada principal, com suas encostas íngremes, suas curvas e suas pedras no caminho, mas também com todos os seus avanços e com todas as suas oportunidades e possibilidades para o futuro.

Na vida é necessário se afastar de situações ou pessoas que nos paralisam e que não fazem bem para nós mesmos. Acreditamos que deixá-las ir dói e que não seremos capazes de fazer tal mudança. Mentalmente, revisamos tudo que pode dar errado se o fizermos.

Supere as paredes que o impedem de avançar

Mas nada do que imaginamos é verdade; o que dói é ficar e sentir o medo de mudar as coisas, a ansiedade pelo desconhecido. No fundo, o muro que nos impede de avançar é algo familiar e conhecido, e o que nos assusta é ter que lidar com outras coisas. Temos de ser corajosos, vamos chamar as coisas pelo nome. Olhe para todas as coisas que representam paredes em sua vida.

Nossa parede pode ser um parceiro ou ex-parceiro. Pode ser uma amizade, um parente, um colega de trabalho. Pode ser um trabalho que não somos capazes de abandonar, ou estudos que achamos que seriam apropriados, mesmo que não correspondam à nossa verdadeira vocação. Pode até ser um hobby que detestamos, mas que nós nos esforçamos para fazer junto com alguém.

Bater de frente com as paredes não nos faz mais fortes, produz ansiedade, frustração, tristeza e mau humor. E o que é pior: desesperança e conformismo, além do pensamento de “não posso fazer nada” ou “nunca vou sair desta situação”.

Nós vamos nos transformar e dar as costas para a parede. Sem culpa por deixar para trás pessoas tóxicas, trabalhos que não compensam, e todas as coisas que detestamos fazer. Sem medo do desconhecido e do que está por vir. Vamos voltar ao nosso caminho e avançar para o que queremos alcançar e em direção a quem queremos ser. Certamente, podemos esperar uma viagem emocionante por toda a vida. 

Recomendados para você