Terapia de casais: taxa de sucesso na melhora do relacionamento

Terapia de casais: taxa de sucesso na melhora do relacionamento

Janeiro 29, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Terapia de casais

São diversas as razões pelas quais os casais vão à terapia. Na maioria dos casos, ela é motivada por discussões frequentes, desconforto na convivência, rotina, falta de sexo ou infidelidade. O segredo da terapia de casais está em ir quando ambos os membros sentem a mesma necessidade e têm os mesmos objetivos. Não vale a pena iniciar o processo se um quer recuperar o relacionamento e o outro quer terminar.

Em muitos casos, o problema é que os casais esperam uma média de cinco a seis anos para resolver seus conflitos, quando o relacionamento já está mais do que desgastado. A melhor época para ir à terapia é quando começamos a sentir que não é mais possível nos entendermos com o parceiro, quando tentamos explicar algo e fica a impressão de que o outro não sabe o que queremos dizer.

A terapia será muito mais eficaz se você for quando os conflitos ainda não estiverem aprofundados. A taxa de sucesso da terapia de casais é de cerca de 70%. No entanto, ela é muito maior se o casal for antes: no máximo dois anos após os primeiros problemas aparecerem.

As chaves para a eficácia da terapia conjugal

A Associação de Terapeutas de Casamento e Família dos EUA indica que três em cada quatro casais que vão à terapia admitem uma melhora nos seus relacionamentos. As pessoas que vão à terapia de casais melhoram seu humor e, além disso, dois terços delas também experimentam melhoras na saúde e no desempenho no trabalho.

José Bustamante, secretário-geral da Associação Espanhola de Especialistas em Sexologia, deixa claro que o primeiro passo a ser feito, nestas terapias, é encontrar o verdadeiro problema. A maioria dos casais vai à consulta porque discute muito, mas “por trás das brigas há conflitos não resolvidos”. Portanto, a primeira coisa a colocar na mesa é o problema real pelo qual o relacionamento não está funcionando.

É necessário trabalhar usando diálogos no lugar de monólogos. Ou seja, é preciso ter empatia com o outro, ouvir, saber o que realmente acontece e tentar compreender o outro. Portanto, o principal na terapia é ensinar: saber como escutar, colocar-se no lugar do outro e comunicar o que sentimos ou nos irrita sem prejudicar o parceiro.

Casal de mãos dadas

Quando de trata do relacionamento, os dois são parte do problema e os dois são parte da solução. Dependendo do casal em questão e do motivo que os levou à consulta, serão escolhidos os recursos utilizados na terapia. Porém, toda terapia de casais busca o mesmo objetivo: que o casal aprenda a resolver seus conflitos, tanto os atuais quanto os futuros.

A terapia de casais pode servir para mais de uma função. Ela pode servir para aceitar e enfrentar que a relação acabou sem internalizar isso como uma derrota, pois às vezes o término é a melhor solução. Ela também nos ajuda a nos conhecermos individualmente e, acima de tudo, a sermos melhores parceiros nesta ou em futuras relações.

Por que ir à terapia de casais?

A terapia casais é um recurso que ajuda a identificar problemas. Ela faz com que os parceiros se aprofundem no autoconhecimento, no próprio relacionamento, e redescubram o valor da outra pessoa.

O psicólogo do casal fornece as ferramentas que ajudam a resolver os conflitos, a evitar erros no relacionamento, como aprender uma nova maneira de se comunicar e, de forma geral, a reencontrar-se e recomeçar um relacionamento mais satisfatório e feliz.

No fim das contas, a terapia de casais busca restaurar uma interação satisfatória e ajudar a recuperar o respeito mútuo associado à convivência como casal. Da mesma forma que no começo do relacionamento, mas com as bases mais fortes e mais maduras.

Recomendados para você