O termômetro das emoções

O termômetro das emoções é uma ferramenta que lhe permitirá trabalhar com as crianças na identificação, expressão e regulação emocional. Explicaremos como usá-lo e por que ele é tão útil a seguir!
O termômetro das emoções

Última atualização: 11 Agosto, 2021

Entender as emoções desde muito jovem é essencial para entender a nós mesmos, o que sentimos e como podemos nos autorregular. Uma ferramenta para trabalhar esses aspectos importantes na infância é o termômetro das emoções.

Neste artigo, vamos explicar o que é, como usá-lo e por que ele pode beneficiar as crianças. Como veremos, é uma ferramenta que podemos personalizar e que nos permitirá trabalhar aspectos como a identificação das emoções e a regulação emocional.

O que é o termômetro das emoções?

O termômetro das  emoções ou termômetro emocional é uma atividade muito útil para trabalhar as emoções com crianças ou adolescentes. No entanto, é usado principalmente com crianças e pessoas com deficiência intelectual.

Trata-se de uma escala visual que gradua a intensidade das nossas emoções e é sustentada por imagens, desenhos, fotografias ou emoticons. Podemos personalizá-la ao nosso gosto e adaptá-la à faixa etária ou ao grupo com que queremos trabalhar.

Criança aprendendo na escola

Para que serve?

Esta é uma ferramenta muito útil na terapia infantil ou na educação infantil. Pode ser muito útil para crianças que têm dificuldade em definir como se sentem e quantificar a intensidade das suas emoções.

Ela permite identificar, rotular e expressar emoções. Além disso, nos ajuda a graduar a intensidade das emoções que a criança sente, até atingir o ponto de “não retorno” (irritação), normalmente numa escala de 1 a 5. Cada número é uma emoção.

Escala de emoções: de 1 a 5

A escala normalmente inclui cinco emoções. O primeiro é um rosto feliz e o último é um rosto zangado. No meio, há emoções intermediárias ou mais “neutras” e moderadas, variando de um estado emocional (alegria/felicidade) a outro (raiva).

A ideia é identificar em que ponto a criança se encontra e ensinar-lhe estratégias para controlar a raiva. Podemos incluir as seguintes emoções em uma escala de menor a maior intensidade:

  • Felicidade/alegria.
  • Tédio/dúvida/ligeira inquietação.
  • Aborrecimento (início da raiva).
  • Raiva.
  • Ira, irritação (intensidade aumentada) (o “ponto sem volta”).

Quem se beneficia especialmente com esta ferramenta?

Embora seja uma ferramenta benéfica para todos os tipos de pessoas, a verdade é que foi projetada especialmente para crianças pequenas. Sabe-se que os visuais e as imagens são úteis para as crianças, principalmente quando elas não sabem expressar certas emoções ou situações ou quando têm dificuldade em controlar a raiva.

Por outro lado, o termômetro das emoções pode ser especialmente benéfico para aqueles que não conseguem se comunicar verbalmente (por exemplo, pessoas com deficiência intelectual ou transtorno do espectro autista).

As crianças que têm dificuldade em falar sobre suas emoções, seja identificando, rotulando, etc., também podem se beneficiar muito desta ferramenta. No caso de adolescentes com características semelhantes, também pode ser interessante utilizá-la.

Tipos de termômetro das emoções

Esta é uma ferramenta criativa, que pode ser desenhada usando modelos ou imagens da internet. No entanto, o toque final será dado por nós, que poderemos adaptar a técnica aos nossos interesses.

Existem diferentes tipos de termômetro das emoções feitos com:

  • Fotografias.
  • Imagens.
  • Desenhos.
  • Emoticons
  • Rostos reais.
  • Etc.

Como usar o termômetro das emoções?

Existem algumas etapas essenciais que podem nos ajudar a obter o máximo desta ferramenta. Portanto, é fundamental realizar estas duas pequenas ações:

Comente cada gravura ou desenho com a criança

Depois de ter desenhado o seu termômetro das emoções, pergunte à criança o que ela vê em cada imagem, desenho ou emoticon que você selecionou. O objetivo é que ela rotule e descreva, em suas próprias palavras (e com ajuda, se precisar), cada emoção ou estado.

Professora ensinando as emoções

Crie o “plano de ação contra a raiva”

A última emoção no termômetro das emoções, a “mais quente”, é a raiva, a fúria ou a ira. Outro passo importante ao usar essa ferramenta com a criança é decidir juntos quais estratégias usar no caso de atingir esse estado de irritação.

É importante que ela saiba que é lícito e válido sentir ira ou raiva, mas que a maneira de expressar essa raiva deve ser apropriada. As estratégias a serem utilizadas são múltiplas. Algumas ideias são:

  • Respirar fundo.
  • Contar até 10.
  • Mudar de lugar/ir para o quarto para ficar sozinho.
  • Escrever o que está acontecendo.
  • Praticar a técnica da tartaruga.
  • Mudar de jogo (caso esteja jogando com um amiguinho).

O termômetro das emoções pode se tornar uma ferramenta divertida para as crianças. Eles mesmos podem criar o termômetro, pois assim se sentirão inclusos no processo.

Eles podem decorá-lo à sua maneira ou usar fotos do seu próprio rosto expressando emoções diferentes. Assim, durante a criação do termômetro, também podemos aproveitar para trabalhar outros aspectos emocionais e outras habilidades.

Você acha que o termômetro das emoções pode ser útil? Como você trabalharia com ele? As ideias propostas são indicativas, mas cada um pode adaptar a técnica aos seus filhos e alunos e às suas necessidades.

“Assim como acontece com as crianças, as emoções curam quando são ouvidas e validadas.”
-Jill Bolte Taylor-



  • Salguero, M. J. C. (2011). Importancia de la inteligencia emocional como contribución al desarrollo integral de los niños/as de educación infantil. Pedagogía magna, (11): 178-188.