Teste de Stroop, um teste psicológico baseado em cores

O teste de Stroop é um dos testes mais usados ​​na escola e no âmbito neuropsicológico para medir a atenção, as funções executivas e o controle inibitório do comportamento.
Teste de Stroop, um teste psicológico baseado em cores

Última atualização: 26 Abril, 2021

O teste de Stroop foi publicado pela primeira vez em 1935 e segue em vigor atualmente. É um teste usado para medir o controle da atenção das pessoas por meio de um sistema de interferência. Para produzir essa interferência, pode ser pedido, por exemplo, que as pessoas avaliadas leiam uma série de nomes de cores escritos em uma tonalidade diferente daquela que eles designam. Algo tão simples que, na verdade, encerra um certo grau de dificuldade.

Esse é um dos testes psicológicos mais comuns e, ao mesmo tempo, populares. Chamam a atenção, principalmente, sua antiguidade e o grande número de estudos que foram realizados para que pudesse ser criado. Foi, na verdade, J.M. Cattell que, em 1886, percebeu um aspecto importante. O ser humano distingue as cores antes das palavras. O processo de leitura é mais complexo e, sem dúvida, requer um maior nível de atenção e concentração.

Seria o psicólogo experimental John Ridley Stroop quem se aprofundaria mais na relação entre cognição e inferência, criando o que é conhecido como efeito stroop. Essa ideia se resume na dificuldade que temos, por exemplo, ao ler a palavra ‘verde’ escrita em vermelho, a ponto de sermos capazes de avaliar problemas neuropsicológicos com isso.

Vamos ver mais informações a seguir.

Olho feminino

O que o teste de Stroop mede?

O teste de Stroop ou teste de cores e palavras é um teste de atenção que avalia a capacidade das pessoas de classificar informações do ambiente e reagir seletivamente a tais informações.

  • É um instrumento muito comum na prática neuropsicológica, principalmente para identificar alunos com déficit de atenção com ou sem hiperatividade, para avaliar pessoas com demência com lesão cerebral ou mesmo para medir a forma como o estresse afeta nossos processos atencionais.

Como o teste de Stroop é aplicado?

Se o teste de Stroop é conhecido por alguma coisa, é por sua simplicidade de uso e aplicação. 

  • É administrado individualmente.
  • Tem curta duração, que não ultrapassa 15 minutos.
  • Pode ser aplicado em indivíduos que já adquiriram o processo de leitura, de forma que, geralmente, é utilizado em pessoas entre 7 e 70 anos.
  • O teste de Stroop consiste em três slides contendo 100 elementos.
  • O objetivo é que o indivíduo seja capaz de reduzir seus impulsos ou aquela primeira resposta automática que geralmente surge ao ver as imagens. O mais comum, por exemplo, é cometer o clássico erro de ler ‘verde’ quando a palavra está escrita nessa cor.
  • O teste de Stroop mede a atenção seletiva, assim como a velocidade no processamento.
Teste de Stroop

As três tarefas que compõem o teste de cores e palavras

O teste de Stroop consiste em três fases muito específicas e, ao mesmo tempo, simples.  São três folhas diferentes e em cada uma delas existem 5 colunas com 3 elementos. O que o indivíduo deve fazer em cada um delas é o seguinte.

Primeira fase: leitura

A primeira tarefa é a mais simples e, com ela, o objetivo é quebrar o gelo e, por sua vez, realizar a introdução a esse teste de atenção. Para isso, a pessoa recebe uma lista em que três palavras estão repetidas arbitrariamente: vermelho, azul e verde. A dificuldade reside no fato de que essas palavras estão escritas em preto e o objetivo é não cometer erros e completar a tarefa rapidamente.

Segunda fase: qual é a cor e qual é a figura?

Nessa segunda fase, o indivíduo recebe uma segunda folha em que encontrará uma série de figuras com cores diferentes. O objetivo é simples, embora encerre alguma dificuldade caso não estejamos prestando atenção. Pedimos para a pessoa identificar primeiro a cor de cada figura. Em seguida, pedimos para que ela diga qual é o nome do símbolo ou da figura (um quadrado, uma cruz …).

Símbolos do teste de Stroop

Terceira fase: a tarefa da inferência

A terceira tarefa é, sem dúvida, a mais conhecida. Nessa folha existe um conjunto de palavras que aparecem em diferentes cores: vermelho, azul e verde. O objetivo é que a pessoa seja capaz de ler cada palavra sem cometer erros e com rapidez. A dificuldade é que esses termos são nomes de cores, nos quais a tonalidade com que cada um deles foi escrito não corresponde ao seu significado original.

Como o teste de Stroop é avaliado?

Duas variáveis ​​são usadas para avaliar o teste de Stroop: número de respostas corretas e tempo de resposta.  Ambos os fatores são importantes, pois podemos ter, por exemplo, pessoas que dedicam muito tempo para realizar uma única tarefa. O profissional deve, portanto, levar em consideração todos os dados, inclusive a dificuldade na hora de compreender as instruções (algo comum no caso de demência ou uso de drogas).

Em média, o teste de Stroop é muito útil para avaliar as funções executivas em pacientes com Alzheimer, esquizofrenia ou doença de Huntington, casos em que os danos ao córtex cingulado anterior e ao córtex pré-frontal costumam ser progressivos e evidentes.  Como podemos ver, estamos diante de um tipo de instrumento tão simples quanto útil que, apesar do tempo que existe, ainda é válido e eficaz.

Pode interessar a você...
Para que serve o teste de matrizes progressivas de Raven?
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Para que serve o teste de matrizes progressivas de Raven?

O teste de matrizes progressivas de Raven é bastante interessante para medir a inteligência de uma pessoa sem se basear em conhecimento cultural.



  • Golden, C.J. (2005). Test de colores y palabras (Stroop). Madrid: TEA Ediciones.
  • Stroop, John Ridley (1935). “Estudios de interferencia en reacciones verbales seriadas” . Revista de psicología experimental . 18 (6): 643–662. Doi : 10.1037
  • Jensen AR, Rohwer WD (1966). “La prueba de color-palabra Stroop: una revisión”. Acta Psychologica . 25 (1): 36–93. doi : 10.1016 / 0001-6918 (66) 90004-7 . PMID 5328883 .