Os 6 tipos de alegria

Cada um dos tipos de alegria está relacionado a uma motivação diferente. Às vezes, o que causa essa emoção é uma conquista. Outras vezes, é a satisfação de preencher um vazio. Porém, ela pode aparecer até mesmo como consequência de um transtorno.
Os 6 tipos de alegria

Última atualização: 21 abril, 2022

Existem diferentes tipos de alegria porque também são muito diferentes os motivos que dão origem a essa emoção. Ela surge como consequência de um estado de satisfação e prazer que, além de tudo, também torna o momento mais agradável e facilita a vida em muitos aspectos.

Os diferentes tipos de alegria têm em comum o fato de desencadearem uma série de respostas fisiológicas. Assim, aumenta a frequência cardíaca e respiratória e também aumenta a secreção de endorfinas e de outros hormônios que influenciam o humor.

Da mesma forma, todos os tipos de alegria são desencadeados por algum evento específico. Eles estão associados ao bem-estar, ao sentimento de felicidade ou de gratificação. Geram sorrisos e, em termos gerais, são algo positivo para a saúde física e mental. Veremos então as diferentes modalidades dessa emoção.

A alegria é a pedra filosofal que tudo converte em ouro.”

-Benjamin Franklin-

Mulher feliz sorrindo ao ar livre

1. Genuína

É a forma típica ou clássica de alegria, em que algum evento feliz ou agradável acontece e causa uma sensação de satisfação. Assim, ela flui de forma natural e se expressa como entusiasmo, bem-estar e vitalidade. Dá origem a sorrisos espontâneos e uma sensação de placidez.

A alegria genuína surge quando há uma situação que se vê como uma conquista ou como a realização de um desejo. Porém, não é necessário um evento fora comum, mas sim algo relevante o suficiente para provocar essa emoção.

2. Hilariante

Esse é um dos tipos mais intensos de alegria, pois surge quando estamos diante de uma situação cômica ou engraçada. Neste caso, não há sorrisos, mas sim gargalhadas. Além disso, a sensação de bem-estar é mais vívida, embora mais temporária do que no caso anterior.

A alegria hilariante aparece quando estamos diante de uma situação surpreendente, absurda ou paradoxal. O riso provoca uma descarga emocional que é muito positiva, após a qual há uma sensação de relaxamento.

3. Hedonista, um dos tipos de alegria

Outro tipo de alegria é conhecido como “hedonista”. Refere-se a uma forma mais básica de prazer. Por exemplo, a que decorre da satisfação de necessidades essenciais como comer, fazer sexo, dormir, etc.

Esse prazer é potencializado, por exemplo, quando comemos algo que adoramos, quando conseguimos descansar depois de estarmos exaustos, etc. Além disso, também está presente em situações em que se consegue evitar algo indesejável, temido ou que gera desconforto, de alguma forma.

4. Eudaimonista

A alegria derivada da eudaimonia se refere ao prazer associado à realização de valores, ideais e aspectos relacionados. É a felicidade que se sente quando se faz justiça, por exemplo.

Uma forma muito especial deste tipo de alegria é o bem-estar que se experimenta ao dars um passo importante no processo de desenvolvimento pessoal. Exemplo disso é a satisfação que se sente quando se consolida um novo hábito considerado positivo, ou quando um medo é superado.

homem em uma escada

5. Cínica

Este é um dos tipos de alegria que, na verdade, não pode ser categorizado como uma emoção genuína. Ou seja, trata-se de uma satisfação fingida. O estado festivo e a suposta exultação nada mais são do que uma máscara para enganar os outros.

Em princípio, uma alegria fingida é aquela que se mostra, por exemplo, para agradar uma figura de autoridade. Mostra-se entusiasmo ou satisfação porque, dessa forma, atende-se ao que o outro espera. Isso ocorre, por exemplo, quando um chefe conta uma piada de mau gosto e todos riem porque, caso contrário, ele poderia ficar insatisfeito.

No entanto, a alegria cínica vai além. Não se trata de uma emoção como tal, mas sim de um fingimento premeditado. Funciona como um mecanismo de defesa para esconder o que realmente se sente. Um exemplo disso ocorre quando encontramos um ex e sua nova parceira; talvez possamos optar por mostrar uma satisfação que, na verdade, não sentimos.

6. Patológica

Também não é uma alegria de fato, no sentido estrito. Surge como resultado de um desequilíbrio químico ou de algum transtorno mental e se expressa na forma de euforia ou mania. A euforia se manifesta como um estado de excitação, no qual o riso e a aparente satisfação são marcados pela angústia ou ansiedade.

Enquanto isso, na mania, há um estado de agitação que se manifesta através de comportamentos obsessivos ou compulsivos. Por exemplo, no caso de uma pessoa viciada em videogames que aparentemente está muito satisfeita ao jogar, mas que mostra algum desespero em seu comportamento e um apego óbvio a ele.

Para concluir, os diferentes tipos de alegria são estados de espírito nos quais a satisfação está presente de alguma forma. Em suas variações saudáveis, esta é uma emoção que enriquece e torna a vida mais leve.

This might interest you...
A felicidade é composta por pequenos fragmentos de alegria
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
A felicidade é composta por pequenos fragmentos de alegria

O que é a felicidade? Ela nos invade constantemente ou é composta por pequenos pedaços que tocam a nossa alma quando menos esperamos?



  • Lowen, A. (1997). Alegría. Grupo Editorial Summus.