Ressentimento: hoje é dia de transformá-lo em perdão

Hoje é o dia de transformar o ressentimento em perdão

29, julho 2016 em Emoções 5 Compartilhados
Mulher tentando superar o ressentimento

Em algum momento de nossas vidas chegamos a não tolerar mais uma coisa ou pessoa. Por exemplo, não suportamos mais o comportamento de um de nossos amigos ou de algum familiar e nos enchemos de ressentimento.

No entanto, o que acontece quando não toleramos a nós mesmos? Quando pensamos em como pudemos fazer aquilo, como decidimos aceitar aquele trabalho, como fomos capazes de comer tanto.

Sem sermos conscientes disso, nos transformamos em nosso pior inimigo. Algo que é resultado de uma raiva ou irritação que sentimos em relação a outra pessoa acaba com nós mesmos. Um ressentimento que faz com que não nos aguentemos mais.

“Se uma renúncia causa ressentimento, o sacrifício já não tem valor.”
-Giovanni Guareschi-

Não somos felizes quando estamos ressentidos. Estamos reprimindo uma raiva que luta para sair, para ser expressada e, assim, liberada para sempre.

No entanto, não nos damos conta de que nós somos os mais prejudicados neste caso. Somos os que viveremos com amargura, infelizes e continuamente irritados com tudo e todos.

O ressentimento nos torna hostis

Talvez você não perceba visualmente, mas certamente já viu alguma vez pessoas que mantêm uma cara de irritadas constantemente. E você se pergunta, “Mas por que estão tão irritadas? Não seria melhor estarem felizes?”

É exatamente isso que ocorre conosco quando estamos ressentidos com alguém. Nós nos tornamos hostis sem querermos fazê-lo, e isso se manifesta em nosso rosto.

pessoa-irritada-enfrentando-ressentimento

Além disso, a hostilidade não trará mais do que coisas negativas a nossas vidas. Você está se perguntando por que nada parece dar certo ultimamente? Analise como você está agindo. Aí está a resposta.

Não nos damos conta de que a hostilidade vem sempre contra nós mesmos. Isso faz com que, além de nos afetar, afete também todo o nosso entorno. Aquelas pessoas que mais amamos e todas as nossas relações serão afetadas por esta nova forma que temos de enfrentar cada dia.

Ser hostil não nos trará nada de bom. De fato, estar muito tempo nesta situação de hostilidade pode fazer com que adoeçamos gravemente.

“Nenhum ser humano nasce com impulsos hostis ou violentos. Ninguém se torna hostil ou violento sem tomar o tempo necessário para aprender a ser assim.”
-Ashley Montago-

O que podemos fazer para deixarmos de ser hostis? Para começar, devemos nos rodear de pessoas positivas que transmitam simpatia e alegria.

Às vezes nos vemos mergulhados na hostilidade porque nos rodeamos de pessoas hostis, negativas, maliciosas, que vão nos minando mentalmente sem nos darmos conta disso.

Aprenda a perdoar

Quando encontramos tanta hostilidade e ressentimento, o que devemos aprender, agora mesmo, é a perdoar. No entanto, não apenas a perdoar os demais, e sim também a nós mesmos.

menina-superando-o-ressentimento

Como já mencionamos, às vezes você está ressentido e não suporta a si mesmo porque seus próprios comportamentos o incomodam.

Perdoar os outros e a si mesmo leva tempo. Por isso é necessário eliminar previamente algumas coisas que podem estar entorpecendo este perdão que buscamos:

  • As feridas que os demais podem nos causar.
  • Os rancores que não fazem mais do que nos impedir de ser felizes e perdoar.
  • O egoísmo que causa tristeza e impede que aproveitemos o poder da generosidade.
  • Pensar e viver no passado, algo que nos impede de avançar e caminhar adiante.
  • Incomodar-se com as fofocas ou se preocupar com o que as outras pessoas podem dizer a seu respeito.

Todas estas coisas, e muitas outras, são as que fazem com que vivamos na amargura e com que não possamos perdoar os outros e a nós mesmos.

Todos cometemos erros e devemos nos sentir livres de tudo que os demais possam nos causar. Eles lhe fazem mal? Pense que você está permitindo que isso aconteça, pois não é um mal físico. Você não tem o poder de decidir quem pode fazer mal a você e quem não?

“Não há vingança tão completa quanto o perdão.”
-Josh Billings-

Leve em conta que quanto menos você permitir que os demais o machuquem, quanto mais ignorar as fofocas e piadas, quanto mais viver o presente sem pensar no futuro, melhor se sentirá.

Você será livre e nada poderá lhe fazer mal. O que as pessoas disserem já não importará, e você poderá viver sua vida como quiser, independentemente do que dirão. Viva sua vida, perdoe e perdoe-se. Seja livre e seja feliz!

Recomendados para você