Tripofobia: sintomas, causas e tratamento - A Mente é Maravilhosa

Tripofobia: sintomas, causas e tratamento

abril 10, 2018 em Psicologia 57 Compartilhados
Tripofobia

A tripofobia é um medo extremo ou repulsa por qualquer padrão de figuras geométricas muito próximas umas das outras. Essas figuras podem ser buracos e pequenos retângulos ou círculos convexos. De fato, a palavra tripofobia significa, literalmente, “medo de buracos”.

Esse medo irracional é muito comum em humanos, embora não se saiba muito sobre ele até hoje. Milhões de pessoas já afirmaram que sentem repulsa e sintomas de ansiedade quando observam padrões de pequenos buracos aglomerados.

Aglomerado de bolhas

O que é uma fobia?

As fobias são definidas como um medo intenso e irracional em relação a uma pessoa, objeto ou situação que representa pouco ou nenhum perigo. A palavra vem do termo grego fobos, que significa “pânico“.

Na mitologia grega, Fobos era o filho de Ares, deus da guerra, e de Afrodite, deusa do amor. Personificava o medo. Alexandre, o Grande rezava a Fobos antes de todas as batalhas para afastar o medo.

Quando falamos de tripofobia, estamos nos referindo a uma fobia específica que é caracterizada por medo ou ansiedade de objetos ou situações claramente definidas, que podem ser chamados de estímulos fóbicos. Neste caso, seriam formas geométricas muito próximas umas das outras.

Fobias específicas, como a tripofobia, possuem as seguintes características:

  • Medo ou ansiedade intensa provocada por um objeto ou situação específica (ex: voar, altura, animais, injeções, sangue, etc.)
  • O objeto ou situação fóbica quase sempre causa medo ou ansiedade imediata.
  • A situação fóbica é evitada ou vivenciada com medo ou intensa ansiedade.
  • O medo ou a ansiedade são desproporcionais se analisarmos o perigo real representado pelo objeto ou situação específica e o contexto sociocultural.
  • Medo, ansiedade ou evasão são persistentes e geralmente duram seis meses ou mais.
  • Ansiedade, medo ou evasão causam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo nas áreas sociais, ocupacionais ou outras áreas importantes de funcionamento.

É comum que as pessoas tenham várias fobias específicas. Aproximadamente 75% das pessoas com uma fobia específica temem mais de uma situação ou objeto.

A tripofobia não é considerada uma doença, mas pode chegar a ser

Pessoas com tripofobia frequentemente experimentam sintomas de ansiedade ao observar corais, favos de mel, bolhas de sabão, roupas de bolinhas, chocolate aerado ou um punhado de troncos empilhados.

Sentir repulsa em relação a essas figuras geométricas não é uma doença. Pressupõe um medo normal e frequente no ser humano, pois previne certos perigos, como contrair doenças ou sofrer danos.

No entanto, se esse medo irracional interferir em nossa vida diária ou bem-estar, impedindo-nos de levar uma vida normal, estaríamos falando de um distúrbio sobre o qual é necessário intervir.

Padrão geométrico em prédio

Quais são as causas da tripofobia?

As causas da tripofobia têm sido recentemente estudadas pela Universidade de Essex e publicadas na revista Psychological Science. Os padrões visuais que desencadeiam os sintomas de ansiedade em pessoas com tripofobia são semelhantes aos que aparecem em vários animais venenosos.

Assim, a tripofobia poderia ter uma explicação evolutiva. Aqueles que sentem repulsa quando observam esses padrões geométricos se afastam de animais perigosos. Isso os ajudaria a sobreviver, já que eles não seriam “envenenados ou atacados” por esses tipos de animais.

Essa explicação é diferente das causas de outras fobias, já que a maioria dos nossos medos irracionais são aprendidos. Aprendemos a sentir medo de certos estímulos de experiências pessoais ou alheias, observadas ou que nos foram contadas. Desta maneira, a tripofobia não tem sua origem em um trauma. Também não tem uma origem cultural, como é o caso do medo do número 13, ou triscaidecafobia.

A aversão, medo ou repulsa em relação a buracos existentes em material orgânico pode ser facilmente explicada, já que são imagens associadas frequentemente com doenças.

Buracos nas mãos

Sintomas da tripofobia

Os sintomas da tripofobia são os mesmos que os de qualquer outra fobia específica. Desta maneira, os sintomas seriam os seguintes:

  • Temor excessivo e irracional, além de persistente, desencadeado pela presença ou aproximação do estímulo ansiógeno. Neste caso, o estímulo ansiógeno seria a observação de um padrão geométrico concreto.
  • Resposta de ansiedade devido à exposição ou aproximação do estímulo ansiógeno. Nos casos mais extremos poderiam acontecer crises de ansiedade ou ataques de pânico.
  • Fuga desencadeada pela presença desses estímulos ou situações em que possam aparecer.
  • Interferência na vida cotidiana. Esses comportamentos de fuga e sintomas de ansiedade associados interferem seriamente em diferentes áreas da vida de uma pessoa.

Se você se sentir identificado com os sintomas descritos, você pode ter desenvolvido tripofobia. No entanto, devemos lembrar que o diagnóstico só pode ser realizado por um especialista. Se este for o caso, é melhor procurar a ajuda de um psicólogo.

Troncos de árvores empilhados

Tratamento da tripofobia

O tratamento para a tripofobia é a exposição ao vivo ao estímulo temido, neste caso, a certas figuras ou imagens geométricas. Em alguns casos, também é útil concluir a exposição ao vivo com técnicas de relaxamento.

O relaxamento pode ser usado como um complemento para a exposição, porque o relaxamento por si só tem pouco efeito terapêutico nos distúrbios fóbicos. Expor-se a essas figuras geométricas ou padrões de buracos significa estar presente na situação que tememos, por exemplo, diante de uma certa planta ou favos de mel.

Um dos problemas habituais no tratamento das fobias é o aparecimento de ataques de pânico. Nesse sentido, parece que a prática da exposição é geralmente incompatível com a ocorrência deles. Entretanto, sua probabilidade de ocorrência aumenta se o paciente fizer interpretações catastróficas da situação. Nestes casos você tem que tentar contrariar este tipo de pensamento treinando pensamentos adequados.

Se o ataque de pânico aparecer, tente ficar na situação até que ele desapareça. Você precisa se afastar da situação o menos possível e retornar a ela o mais rápido possível.

Como pudemos ver, a tripofobia é um medo irracional de diferentes figuras geométricas ou grupos de buracos. Como qualquer outra fobia, é um distúrbio que tem uma solução, desde que seja tratado por um especialista em saúde mental.

Recomendados para você