Você roubou minha solidão com uma falsa companhia

Você roubou minha solidão com uma falsa companhia

dezembro 21, 2015 em Emoções 8 Compartilhados
Lidar com a solidão

“Você roubou a minha solidão com uma falsa companhia”. É possível que você tenha esta sensação, este vazio. Você sentiu isso em algum momento no seu passado, com aquela amizade interesseira que buscava o benefício próprio, e que, possivelmente, nunca se preocupou muito com os seus interesses, suas tristezas ou alegrias.

E o que dizer das relações afetivas que se ofuscaram no abismo do fracasso? Costuma acontecer. Abrimos as portas do nosso coração a pessoas que nos iludem, que nos entristecem… Para depois nos darmos conta de que não há solidão mais dolorosa do que ter ao nosso lado alguém que não nos vê. Que não sabe nos fazer feliz.

A solidão emocional é aquela na qual projetamos em outros determinadas esperanças e grandes apegos, mas, na realidade, só encontramos vazios. Poucos sentimentos podem ser tão devastadores quanto essa solidão que vai além do plano físico.
Compartilhar

A solidão emocional é um dos grandes “males” das nossa atualidade. Muitos de nós estamos rodeados de pessoas, de familiares, amigos, de nosso parceiro, e de centenas e inclusive milhares de amigos em nossas redes sociais… E mesmo assim, não há dor mais angustiante do que a de perceber essas lacunas, esses vazios que ninguém sabe preencher.

A solidão que ninguém vê

A solidão emocional tem um fio bastante contraditório. É muito possível que lhe digam frequentemente aquilo de “Você não pode reclamar, que parceiro iria cuidar tanto de você?”, “Com certeza você nunca ficará entediado com o montão amigos que tem.” Você dirá que sim com a cabeça e desenhará um sorriso morno em seu rosto, sabendo que as aparências são apenas aparências, e na realidade você se sente imensamente sozinho/a.

Frequentemente concebemos a solidão como essa ausência física de pessoas ao nosso redor. Avançamos pela vida sem vínculos sinceros, sem pessoas que possam nos oferecer e dar esse carinho cotidiano que enriquece a convivência de todos.

Mas é preciso pensar: é necessário ter sempre alguém ao nosso lado para ser feliz? Não.

Às vezes, a própria solidão é esse espaço íntimo onde podemos encontrar mais equilíbrio. A introspecção e estar consigo mesmo é uma maneira de fortalecer a nossa autoestima e de enriquecermos.
Compartilhar

lua

Então, quase poderíamos dizer que todas essas pessoas que entram em nossas vidas e nos dão apenas o seu egoísmo ou imaturidade emocional nos arrebatam também essa solidão preciosa, e acabam com o equilíbrio no qual encontramos uma preciosa proteção.

Se eu abro a porta do meu coração para você, sou um pouco mais vulnerável, porque espero que você me complemente, seja meu cúmplice, e não uma brisa fria que me enche de vazios…
Compartilhar

Como superar a solidão emocional?

Conforme mencionamos no início, a solidão emocional é um dos sentimentos mais devastadores que os seres humanos podem sentir. A sensação de ter alguém, ou até muitas pessoas, ao nosso redor e ainda estar ciente de que nos sentimos terrivelmente sós, pode até nos levar pelo caminho de uma depressão.

menina rumo à lua

Como podemos enfrentar a solidão emocional? Anote estes conselhos:

1- Identifique esse mal-estar, essa insatisfação, esse vazio. Às vezes, podemos mascarar a solidão emocional com outras dimensões, como uma baixa autoestima, falta de motivação para as nossas relações sociais, quando na verdade, o que sentimos é que “há algo que está além de nós e que falha.” E a ferida está na convivência com essa pessoa ou essas pessoas que estão ao nosso redor e que não nos veem, que não nos enriquecem, que não sabem na essência nos fazer felizes…

2- Reflita e atenda as suas emoções. O que você sente? É tristeza? Quem faz com que você se sinta assim? Você se sente frustrado/a? O que causa esta sensação? Você sente medo? Quem ou que o provoca?

3- Uma vez que você tenha identificado o verdadeiro problema, comunique-o. É vital compartilhar com os outros como você se sente, seja com o seu companheiro, um parente ou uma amizade. Deixe muito claro que essa relação lhe causa mais sofrimento do que felicidade, e que é necessário traçar novas estratégias.

4- Uma vez que tenha iniciado o motor da mudança, é vital que você volte a desfrutar da sua própria solidão. O motivo? Você passou muito tempo sem ser você mesmo, esperando coisas, ansiando determinadas sensações, emoções… No seu ser há uma série de necessidades que você deve equilibrar, encontrando de novo a sua criança interior, e o adulto que demanda sossego interior.

livre para voar

A solidão emocional é vista, muitas vezes, como uma incoerência: temos alguém mas sentimos a dor da solidão de uma maneira terrível. Resolver isso, livrar-nos ou reencontrar-nos com nós mesmos, nos ajudará também em nosso crescimento pessoal.

Recomendados para você