Você sabe se queixar de forma eficaz?

Você sabe se queixar de forma eficaz?

5, novembro 2015 em Emoções 0 Compartilhados
Você sabe se queixar de forma eficaz?

Muitas vezes nos queixamos das pessoas rabugentas ou daquelas que têm uma tremenda facilidade para estragar o dia com um simples gesto de raiva logo cedo. Pois bem, acontece que o surpreendente disso é que muitas dessas pessoas “choronas por natureza” estão usando um remédio emocional desconhecido por muitos de nós para liberar a sua frustração: as queixas.

Queixar-se permite eliminar o estresse, descarregar a frustração e recuperar a energia necessária para superar e enfrentar os problemas que surgem.

Graças a essas propriedades tão recomendadas para a saúde emocional, veremos por que a queixa pode se transformar em algo benéfico para as nossas vidas.

A queixa como recurso para liberar a frustração

Vejamos 3 pontos que precisamos compreender na hora de entender o seu funcionamento sobre o nosso pensamento, e assim poder aplicá-los aos problemas que forem surgindo de forma positiva.

1. Há diferentes tipos de queixa

Uma queixa nem sempre é igual a outra. Suas características dependem da origem, das emoções vividas pela pessoa, do contexto emocional, etc. É importante considerar que nem todas as queixas seguem o mesmo padrão “negativo” que deve, necessariamente, ser evitado.

É preciso considerar este ponto se quisermos usar a queixa a nosso favor. Um claro exemplo seria a diferença entre queixar-se por uma situação cotidiana, como o seu cônjuge não ter chegado a tempo para um compromisso, ou queixar-se de como o seu chefe lhe trata todo dia no trabalho. Ainda que sejam usadas as mesmas palavras na hora de expressar a emoção negativa, o pano de fundo é totalmente diferente.

É importante distinguir o tom emocional da queixa, considerando que uma queixa isolada não vai servir de muito. No entanto, se você está chateado por algo, queixar-se permitirá liberar esse mal-estar e esse excesso de energia produzidos pelo desconforto. Poderíamos dizer que é bom considerar os momentos culminantes das emoções negativas antes de liberar a frustração de forma errônea.

2. Pratique a queixa como recurso emocional

Queixar-se é uma ação emocional fácil de integrar em nosso uso de ferramentas necessárias para liberar a tensão e o mal-estar. O seu mecanismo é muito simples, mas a sua responsabilidade e compromisso nem tanto.

Gosto de ressaltar a importância de ser responsável com este método de liberação, já que se ele for executado com pessoas ao redor que possam vir a se sentir afetadas, não terá grande valia. Você estará estragando as suas relações pessoais com a sua repetição excessiva, sem respeitar o amor incondicional que essa pessoa está lhe dando ao ouvi-lo nesse momento.

Para compreender como funciona este mecanismo de forma positiva, você só precisa se colocar nesta situação. Se você está experimentando algum sentimento negativo com muita intensidade e coincidentemente surge um problema com outra pessoa, provavelmente você irá exagerar na sua reação na mesma intensidade da sua ativação emocional inicial. Por isso, os sentimentos e as emoções devem ser trabalhados na medida do possível, e principalmente quando forem negativos, de forma separada para que não acabem contaminando tudo.

Isto permitirá reduzir a possibilidade de criar uma situação negativa com essa pessoa que provavelmente não tem culpa de nada. Um exemplo é acordar e perceber que não há leite para tomar no café da manhã. Se nesse momento você não se queixar, não estará liberando a energia negativa que essa situação produz e acabará descontando isso mais tarde na pessoa que cruzar com você, sem nenhuma necessidade, obviamente.

Finalmente, um excesso de queixas guardadas no seu interior ou um desconforto permanente com a maioria das coisas que lhe acontecem costumam ser bons indicadores de que há algo que você não está fazendo bem na sua gestão emocional. Emocionalmente, estamos conectando acontecimentos que suscitam sentimentos de mesma polaridade, neste caso, a negativa.

Quando você identificar esta “inércia”, uma das estratégias recomendadas é incrementar o controle sobre o que acontece com você. Assim, pode ser um bom dia para tentar acabar a sua jornada de trabalho um pouco antes e ir para casa desfrutar de alguma atividade que você sabe que recarrega as suas baterias de energia positiva.

É muito comum, depois de uma dura jornada de trabalho, voltar para casa muito cansado e com muitas situações negativas “bobas” acumuladas, sem ter gasto a sua energia correspondente na hora. Liberar uma queixa em silêncio para si mesmo ou em voz alta lhe permitirá liberar essa tensão armazenada, eliminar esse possível mau humor e descansar muito melhor na hora de ir para a cama.

3. Queixar-se é bom, mas sem excessos

Quando expressamos uma queixa devemos considerar o que queremos alcançar com ela. Imagine que o seu chefe está a ponto de aumentar o seu salário ou que você tenha feito uma petição formal e ele respondeu que iria pensar. Fazer uma queixa neste momento sobre a cadeira que você usa para trabalhar, o layout da sua mesa ou a sua jornada de trabalho pode fazer com que o seu chefe tome medidas primeiramente para aquilo que você se queixou do que por aquilo que você pediu.

Assim, uma vez que já tenha atendido a sua queixa é muito provável que sinta já ter feito o suficiente por você e dispense a sua petição de aumento de salário, quando para você isso era primordial. Portanto, as queixas devem ser apresentadas uma por vez e nunca em conjunto com solicitações.

Este artigo pretende expor que uma boa queixa realizada no momento oportuno pode ser útil – tanto para liberar a pessoa de um estado emocional negativo quanto para conseguir que algo mude no mundo real – mas, lembre-se de que se a situação já lhe escapa das mãos, a sua queixa também pode ser afetada e não ser controlada, criando um desconforto ainda maior.

A sensatez é sempre vital na hora de se desenvolver internamente e gozar de uma qualidade de vida plena emocionalmente, por isso, se você se sente mal por algo simples, não é necessário desviar a sua atenção a outros problemas para se queixar deles e descarregar a sua frustração.

É bom ser consciente de que queixar-se pode lhe servir como recurso momentâneo, mas o mal-estar e a emoção negativa que você sente por dentro voltarão com o tempo se não forem trabalhados os meios para a sua solução; por isso, é importante usar a queixa na medida certa, sem perder de vista as estratégias mais potentes que existem para a solução de problemas.

Recomendados para você