10 frases para entender o carma

· abril 25, 2018

A palavra carma é muito mencionada no dia a dia. Em geral, falamos de carma quando algo negativo nos acontece, entendendo-o como uma espécie de vingança da vida por algo de errado que fizemos. No entanto, na realidade esta concepção não é tão precisa. Por isso é recomendável que conheçamos algumas frases para entender o carma, ou seja, para que possamos entender melhor o seu significado.

A palavra carma se origina do sânscrito e é basicamente entendida como uma força invisível e transcendente que é satisfeita com cada uma das ações realizadas por uma pessoa. Essa força dá origem a uma cadeia de consequências, e representa, fundamentalmente, a lei de causa e efeito.

“Problemas ou sucessos são todos resultados de nossas próprias ações. O carma. A filosofia da ação é que ninguém é quem dá paz ou felicidade. O carma em si, as ações em si são responsáveis ​​por trazer felicidade, sucesso ou o que quer que seja”.
-Maharishi Mahesh Yogi-

O ser humano é livre e pode sempre escolher como agir. A partir dessa eleição, dependerá do que acontecer no futuro. Não há boa ou má sorte, mas as consequências das ações. Muitas delas só chegam depois de muito tempo. Vejamos algumas frases para entender o carma.

Frases para entender o carma cotidiano

Comecemos com uma das belas frases para entender o carma que nos remete ao seu significado essencial. Esta frase é de Edwin Hubbel Chapiny e diz: Cada ação de nossas vidas toca alguma corda que vibrará na eternidade. Isso significa que não há ação, por menor que seja, que não tenha efeito ao longo do tempo.

Karma

Esta outra frase de Eckhart Tolle nos convida a entender uma verdade que às vezes nos escapa: vivemos exatamente o que deveríamos viver. E isso se manifesta no dia a dia. A frase diz: “A vida lhe dará toda a experiência que é mais útil para a evolução da sua consciência. Como você vai saber qual é a experiência de que você precisa? Simples: é a experiência que você está tendo agora.

Por sua parte, o pensador Robert Louis Stevenson oferece frases maravilhosas para entender o carma cotidiano. Uma delas aponta o seguinte: “Não julgue todos os dias pela colheita que você colhe, mas pelas sementes que você planta”. Nesta afirmação, um dos aspectos essenciais do carma também é visto: colhemos aquilo que plantamos.

A relação com os outros e o carma

A relação que temos com os outros é um dos aspectos mais tocados na lei do carma. Esta frase, por exemplo, nos lembra que toda pessoa que entra em nossas vidas não o faz por acaso. Ela diz: “Nós nos encontramos por um motivo. Ou é uma bênção ou é uma lição”.

Da mesma forma, Elbert Hubbard nos lembra que nossas ligações com os outros, boas e ruins, não dependem do acaso. Somos nós mesmos que construímos esses laços e lhes damos a forma que eles têm. A frase afirma: “Despertamos nos outros a mesma atitude mental que temos com eles”.

União do grupo

Isso é complementado com uma frase de Wayne Dyer que afirma: “A maneira como as pessoas te tratam é o carma delas; como você as trata é o seu. Isso nos convida a nos concentrar em nossa forma de agir, e não na dos outros.

Outra dessas belas frases para entender o carma foi escrita por uma professora budista chamada Ma Jaya Sati Bhagavati. Diz assim: Quando você planta uma semente de amor, é você quem floresce”. É uma maneira de dizer que nos engrandece muito mais o dar do que o receber.

O carma e a consciência

Esta é uma frase de Vera Nazarian e descreve muito bem o que é o carma. Diz o seguinte: O carma não é um motor inviolável de castigo cósmico. Pelo contrário, é uma sequência neutra de atos, resultados e consequências. Esta frase em particular esclarece o fato de que não há um castigo que venha do céu pelos nossos atos, mas são esses mesmos atos que dão origem a uma cadeia de consequências positivas ou negativas.

Algo semelhante surge nesta frase de Deepak Chopra: “O carma, quando entendido corretamente, é apenas a mecânica através da qual se manifesta a consciência. É claro que é o próprio ser humano quem é responsável por gerar ações de castigo para si mesmo. Se alguém age de maneira incorreta, não se pode esperar que uma dinâmica de vida positiva resulte disso. Um mal leva a outro mal, assim como um bem leva a outro.

Árvore simbolizando o zen

Outra característica do carma é a repetição eterna. Tem a ver com o fato de que a vida nos traz as mesmas experiências difíceis até que tenhamos consciência delas. Esta frase de Ben Okri descreve isso muito claramente: A lei é simples. Cada experiência é repetida, você a sofre até que a experimente de maneira adequada e por completo pela primeira vez.

As culturas orientais sempre nos oferecem ótimos ensinamentos. A lei do carma não é exceção. Embora para algumas sociedades isso tenha conotações muito profundas, que vão muito além do exposto, os ocidentais também nos dão uma orientação valiosa. Está em nós saber como aproveitá-la.