13 Reasons Why: as consequências do bullying na escola

13 Reasons Why: as consequências do bullying

julho 30, 2018 em Filmes 0 Compartilhados
13 Reasons Why

13 Reasons Why foi, sem dúvidas, uma das principais séries de 2017. Não falamos isso apenas por seu grande número de seguidores, mas também pela polêmica que despertou. A produção do Netflix trazia uma temática muito comum nas séries de televisão, ainda que com um foco muito diferente. Trata-se de uma série ambientada em uma escola, que fala dos problemas da adolescência, mas nos traz algo novo, pelo menos, nunca visto deste modo: a face mais amarga do bullying. O relato é em primeira pessoa.

A história se inicia mostrando um espaço da escola com fotos e mensagens de despedida enquanto ouvimos a voz de Hannah Baker, que contará a história da sua vida. Logo descobrimos que Hannah se suicidou e que o que vamos ouvir são as razões que a levaram a fazer isso; enquanto isso, a vida escolar continua, ainda que pareça que no fundo ninguém esqueceu o que aconteceu com Hannah.

“Ninguém sabe ao certo o impacto que tem na vida dos outros”.
– 13 Reasons Why –

Antes de morrer, Hannah decidiu ignorar as últimas tecnologias, gravando em várias fitas as 13 razões pelas quais se suicidou. Cada uma destas fitas é dedicada a uma pessoa que fez algo que propiciou seu suicídio; Hannah se encarrega de que, depois de sua morte, estas fitas cheguem aos culpados, que deverão ouvi-las e passá-las para a próxima pessoa. Nós seremos testemunhas de como estas fitas caem nas mãos de Clay Jensen, um jovem tímido que era amigo de Hannah.

Apesar de falar de um tema atual como o bullying e de relacioná-lo com o suicídio, a série não esteve isenta de polêmica, despertando enormes críticas entre os profissionais de saúde mental. Desde o começo, a série adverte por meio de mensagens que o conteúdo que veremos pode ser desagradável e anima as pessoas que viveram situações similares à de Hannah a procurar ajuda, mas todas estas advertências não foram suficientes para impedir que muitas pessoas acreditassem que a série fomentava o suicídio.

13 Reasons Why e o bullying

Hannah Baker é uma adolescente que tinha acabado de se mudar com sua família para uma cidade nova. Ela fez uma amiga, Kat, mas em pouco tempo ela se mudou para outro lugar, o que fez com que Hannah conhecesse pessoas novas e fizesse novos amigos. A adolescência não é um período fácil, é o momento em que começamos a entender o funcionamento do mundo. Já não somos crianças, mas também não somos adultos. É um momento de mudanças em todos os planos, desde as responsabilidades até a diversão.

A autoestima será fundamental nesta etapa na qual todos lutamos para encontrar o nosso espaço na sociedade. Parece que, na adolescência, tudo gira em torno da escola, das pessoas com as quais nos relacionamos, em torno de sermos aceitos, de buscarmos uma identidade… Hannah, como todos os outros, começará a se interessar por garotos, fazer amigas e sentir que se encaixa na nova escola.

Infelizmente, Hannah vai se decepcionar progressivamente. A sociedade vai se apoderar dela e, pouco a pouco, o sentimento de desespero e frustração fará com que ela não veja outra saída além do suicídio. Não é que Hannah seja uma garota diferente das outras, mas as circunstâncias e as dificuldades farão com que a sua vida vá desmoronando como se um castelo de cartas caísse.

Cena de '13 Reasons Why'

Uma advertência antes de continuar. Se você não viu a série e está pensando em ver, recomendamos que não continue lendo porque, a partir daqui, o artigo pode conter spoilers.

Todos são culpados pela morte de Hannah Baker? Conforme ouvimos as fitas, em algumas ocasiões nos perguntamos se aquela determinada razão realmente tem importância. Não podemos evitar pensar que fazer uma lista das meninas mais bonitas ou com o bumbum mais avantajado e estuprar uma pessoa são coisas bem diferentes. Mas Hannah põe todas estas pessoas e todas estas ações em sua lista: desde mal-entendidos e boatos falsos até um estupro.

Porém, o que a série nos apresenta não é a gravidade de cada um dos fatos, mas sim as consequências de uma série de ações (algumas piores do que outras) sobre uma determinada pessoa. Hannah não passava por um bom momento, tentava encontrar seu lugar no mundo, se sentir aceita em sua nova escola, mas cada possibilidade de felicidade que aparecia em sua vida era arrancada.

A série nos aproxima do abuso que Hannah sofreu, um abuso psicológico. Ela se sentiu sozinha e isolada e foi chamada de “mulher fácil” devido a rumores falsos. Tudo isso fez com que muitos meninos a encarassem como “fácil” e algumas meninas a enxergassem como uma ameaça. Nas escolas as fofocas, os casos entre adolescentes, as brigas, são frequentes… e em um mundo rodeado pelas redes sociais, as consequências podem ser ainda piores.

Cena de '13 Reasons Why'

Razoes e consequências do suicídio em 13 Reasons Why

13 Reasons Why, como seu próprio nome indica, narra as razões que levaram Hannah Baker a se suicidar; porém, acreditamos que essas razões poderiam ser resumidas a uma: depressãoUma depressão causada por um momento de instabilidade, de busca e de mudanças no qual Hannah se viu totalmente só, usada e maltratada. Não foi uma ferida, mas sim um grande número de pequenos e grandes golpes que foram apagando pouco a pouco a vida de Hannah.

Depois de um número considerável de ataques à sua autoestima, de humilhações e de danos psicológicos, surge o detonador final: um estupro. Hannah leva tempo tentando sair do poço, procura uma infinidade de formas para retomar o sentido da sua vida, mas se vê em uma situação ainda pior. Depois do estupro, Hannah decide pedir ajuda ao conselheiro da escola, que não lhe dá uma solução “viável” para o seu problema. Neste momento, Hannah perde a que era a sua última esperança e toma a decisão de tirar a própria vida.

Cena de '13 Reasons Why'

Para algumas pessoas, o suicídio de Hannah Baker foi uma espécie de vingança, motivo pelo qual classificam a série como polêmica. Se pensarmos no quão retorcida pode ser a ideia das fitas para os “culpados”, pode ser que nos pareça um tanto vingativo. No entanto, acreditamos que a ideia que a série queria transmitir não era a de vingança, mas sim da necessidade de que os adolescentes enfrentem as consequências de seus atos.

Além das razões, 13 Reasons Why mostra como o suicídio de Hannah afeta os diferentes personagens, desde a incompreensão de seus pais até a ignorância por parte de outros. No primeiro episódio vemos algumas meninas fazendo selfies junto ao memorial de Hannah para mostrar sua solidariedade nas redes sociais, algo que é totalmente desumano.

Clay e Alex serão os mais afetados: Clay pelo afeto que sentia com relação a Hannah e a impotência ao conhecer a verdade; Alex é o personagem mais parecido com Hannah, o mais instável emocionalmente, e não suportará a culpa de ser um dos responsáveis pela morte de Hannah. Alex é um jovem adolescente que tenta de todas as formas se sentir integrado.

Nem todos os personagens que aparecem nas fitas são “maus”; alguns estão sofrendo e travando outro tipo de luta interna. O problema é que, em uma etapa difícil como a adolescência, às vezes não é fácil antecipar com precisão as consequências de nossos atos.

“O suicídio só deve ser visto como uma fraqueza do homem, porque é mais fácil morrer do que suportar sem trégua uma vida cheia de amarguras.”
– Goethe –

Recomendados para você