5 benefícios da spirulina para o cérebro

· junho 16, 2018

Conheça alguns dos benefícios da spirulina, uma cianobactéria que deve seu nome à sua forma em espiral e é esverdeada devido à presença de clorofila. Possui um grande número de compostos benéficos para o corpo humano, tais como aminoácidos, proteínas, vitaminas e minerais.

É caracterizada como um suplemento muito saudável que não contém componentes químicos. Além disso, é de fácil digestão para os seres humanos e causa uma grande sensação de saciedade por um longo tempo.

Milhões de pessoas em todo o mundo usam a spirulina como suplemento alimentar em sua dieta seguindo as recomendações da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomendam o uso deste suplemento contra a desnutrição em situações de emergência humanitária para alcançar um desenvolvimento sustentável.

Os benefícios da spirulina no organismo são conhecidos desde tempos antigos. Em particular, o estudo do benefício da spirulina surgiu após uma publicação em 1940 do ficologista francês Dangeard depois de observar que os habitantes do Lago Chade na África, apesar de viverem em um ambiente bastante hostil devido à falta de alimentos, eram fortes, estavam bem desenvolvidos e não adoeciam.

Estudos posteriores mostraram que esses africanos ingeriam um alimento composto por uma espécie de bolo verde que secava ao sol. Analisando os nutrientes, descobriram a spirulina, um superalimento que fornece vitaminas, minerais, aminoácidos e proteínas em grande quantidade.

Benefícios da spirulina para o cérebro

SpirulinaMelhora a memória

A ingestão de spirulina contribui para melhorar a capacidade da memória, uma vez que ajuda a proteger o sistema cognitivo e estimula o funcionamento cerebral e o sistema nervoso. Ajuda a promover o bem-estar geral e equilibra o sistema nervoso, levando à redução das mudanças de humor e do estresse.

Relaxa o cérebro

Um dos principais ingredientes da spirulina é o triptofano, cuja função é sintetizar as proteínas e estabilizar o sistema nervoso. O triptofano é um aminoácido que atua como uma chave para o organismo secretar serotonina, o hormônio da felicidade. Ao atuar como precursor da serotonina, regula o humor, o estresse e o apetite.

Além disso, o triptofano é essencial para a síntese da melatonina, o principal hormônio para regular os ciclos de sono e vigília, de modo que contribui para dormirmos melhor. O corpo não pode produzi-lo por si só e, portanto, deve ser ingerido através da alimentação. Por todas estas razões, considera-se que ter bons níveis de triptofano ajuda a prevenir distúrbios como a insônia, a depressão e a ansiedade.

Neuroprotetor cerebral

Cada vez maior é o interesse que a spirulina gera como neuroprotetor para prevenir e tratar um grande número de doenças relacionadas com o sistema cognitivo, tais como Alzheimer, Parkinson, esquizofrenia e síndromes derivadas de concussões.

Estudos científicos recentes descobriram que as toxinas e os metais pesados ​​se acumulam no cérebro ao longo da vida, inibem a função cerebral correta e levam às temidas doenças cognitivas.

A spirulina, devido ao seu alto teor de clorofila, é um agente importante na eliminação de metais pesados ​​e toxinas das células, nos ajuda a melhorar as funções cerebrais e protege os neurônios de possíveis danos devido ao seu conteúdo de radicais livres. Atualmente, estão sendo realizados experimentos que relacionam a spirulina à melhora dos sintomas em pacientes que sofrem da doença de Alzheimer ou de Parkinson, embora as conclusões ainda não sejam conhecidas.

Spirulina em pó e cápsulas

Reduz o risco de embolias

Quando falamos de embolias ou isquemias cerebrais, nos referimos à falta de fluxo sanguíneo no cérebro, que provoca falta de oxigênio e pode causar um derrame. Apenas dez segundos interrompidos de fluxo sanguíneo no cérebro podem causar perda de consciência e provocar sérias consequências à saúde.

Um estudo conduzido pelo Instituto de Tecnologia Farmacêutica da Índia descobriu que uma pequena dose diária de spirulina possui um efeito protetor sobre o sistema nervoso de roedores expostos a grandes quantidades de radicais livres, em comparação com ratos que não receberam spirulina ao longo do experimento. Este teste de laboratório mostra o efeito promissor da spirulina na prevenção de embolias.

Proporciona energia

A spirulina atua como um suplemento esportivo, tem o poder de ajudar nossos músculos a se recuperarem mais rapidamente uma vez que o exercício é concluído e, além disso, funciona como um poderoso antioxidante.

Sua ingestão diária reduz o cansaço, de modo que tanto o atleta quanto aqueles que sempre seguiram uma vida sedentária e estão começando a se exercitar podem deixar seus limites para trás, tornando o resultado de seu treinamento mais produtivo.