Sigmund Freud: 5 curiosidades sobre o pai da psicanálise

5 curiosidades sobre Sigmund Freud

setembro 16, 2016 em Curiosidades 3 Compartilhados
Sigmund Freud

Sigmund Freud, conhecido mundialmente como o pai da psicanálise, é um dos personagens mais influentes e controversos do século XX. Isso se deve em grande parte ao fato de ter criado uma abordagem completamente nova para a compreensão da personalidade humana.

As teorias de Freud foram a base para uma escola de psicologia que procurava entender a mente e o comportamento humano. A publicação em 1899 de seu livro “A Interpretação dos Sonhos” estabeleceu a base para as teorias e ideias que formaram a psicanálise.

No entanto, apesar de ser um dos personagens mais conhecidos do nosso tempo, há muitas coisas curiosas a seu respeito que temos certeza que você desconhece. Então, vamos mergulhar em alguns dos fatos mais curiosos deste fisiologista, médico, psicólogo e pensador que mudou a forma como vemos a mente.

Sigmund Freud era o mais velho de oito filhos

Freud nasceu em 06 de maio de 1856 em Freiberg, Morávia (atualmente Príbor na República Tcheca). Seu pai Jakob, de 41 anos de idade, que era comerciante de lã, tinha dois filhos de um casamento anterior. Sua mãe Amália, era vinte anos mais jovem do que o marido. O fracasso dos negócios do seu pai obrigou a família a se mudar para Viena.

Os pais de Freud tiveram mais sete filhos. No entanto, Freud muitas vezes se descreve como o favorito de sua mãe, algo que pode ser relevante segundo o seu próprio pensamento. Na verdade, em uma ocasião, o próprio Freud sugeriu: “Eu descobri que as pessoas que sabem que são as preferidas ou favorecidas de alguma forma pelas suas mães são autossuficientes e possuem um otimismo inabalável que muitas vezes é responsável pelo seu sucesso”.

ilustração-sigmund-freud

Sigmund Freud foi um defensor e consumidor de cocaína

Antes que os seus efeitos nocivos fossem descobertos, a cocaína era utilizada como um analgésico e para melhorar o humor (graças à sua capacidade de provocar euforia). Foi também utilizada na formulação de produtos domésticos comuns, refrigerantes e pastilhas para a garganta. Freud se interessou pelos potenciais efeitos antidepressivos de cocaína e defendeu seu uso para diversos propósitos.

Na verdade, a dependência de Freud com a cocaína surgiu para ajudar um bom amigo, o Dr. Ernst von Fleischl-Marxow. Ele era viciado em morfina para aliviar a dor que sofria após se cortar com um bisturi, enquanto fazia a dissecação de um cadáver. Esse corte lhe causou sérios problemas.

Naquele tempo, a cocaína era considerada uma panaceia para todos os tipos de dor. Essa condição encorajou Freud a iniciar as suas investigações com a cocaína como um antídoto para a dependência da morfina de seu amigo. No entanto, os resultados foram desastrosos. Quando foram conhecidos os efeitos prejudiciais da cocaína, a reputação médica de Freud foi afetada e ele já era um viciado.

Sigmund Freud se tornou médico para se casar com a mulher que amava

Com 26 anos de idade Freud se apaixonou por uma mulher de 21 anos chamada Martha Bernays, com quem ele começou a namorar dois meses depois de se conhecerem. Mas ele era um estudante pobre que ainda morava com os pais e o seu trabalho em um laboratório de ciências não tinha condições para sustentar uma família.

Seis meses depois que conheceu Martha, abandonou a sua carreira científica para se tornar médico. Ele estudou por três anos no Hospital Geral de Viena e raramente via a namorada, que tinha se mudado para a Alemanha. Depois de quatro anos de espera, Freud e sua namorada se casaram e tiveram seis filhos. Alguns historiadores dizem que ele teve um caso com a sua cunhada Minna.

Sigmund Freud desenvolveu a “terapia da conversa”

Embora as teorias de Freud sejam muitas vezes criticadas ou rejeitadas pelos psicoterapeutas atuais, muitos continuam a utilizar como base para as suas terapias os métodos do psicanalista famoso. A terapia psicanalítica, também conhecida como “terapia da conversa” desempenha um papel fundamental nas terapias dos analistas atuais e se tornou uma parte importante de muitas técnicas terapêuticas.

homem-com-luz-em-espiral

O uso da terapia da conversa tenta trazer à tona os padrões mentais ou eventos significativos que podem desempenhar um papel importante nas dificuldades do paciente. Os psicanalistas acreditam que os eventos da infância, os sentimentos, pensamentos e motivações inconscientes têm um papel importante na doença mental e nos comportamentos desajustados.

Sigmund Freud abandonou Viena por causa dos nazistas

Quando os nazistas invadiram a Áustria, muitos de seus livros foram queimados juntamente com outros livros de pensadores famosos. A sua visão a respeito disso é um pouco curiosa. Dizem que em uma certa ocasião, Freud disse a um amigo: “Estamos fazendo progressos. Na Idade Média, eles teriam me queimado vivo, hoje eles se contentam em queimar os meus livros”.

Freud e sua filha Anna foram interrogados pela Gestapo e, graças a sua amiga Marie Bonaparte, ele foi capaz de garantir a sua ida para a Inglaterra. Bonaparte também tentou resgatar as quatro irmãs mais novas de Freud, mas não conseguiu. As quatro mulheres morreram nos campos de concentração nazistas.

Recomendados para você