5 tipos de pessoas que irritam os demais

março 30, 2019
As pessoas que irritam os demais são aquelas que veem nos outros um instrumento para preencher suas carências, cobrir seus vazios ou satisfazer seus complexos.

Nas relações sociais, não é bom tentar agradar a todos, mas também não devemos incomodar aqueles que nos rodeiam. Há pessoas que irritam os demais com suas atitudes, mas muitas vezes se negam a reconhecer isso. Também não interpretam os sinais que o entorno lhes envia, e têm dificuldade para manter relacionamentos com quem conhecem.

As pessoas que irritam os demais têm problemas com a empatia. Para elas, é difícil entender que geram situações tensas e desagradáveis. Inclusive, muitas vezes se sentem orgulhosas por serem rejeitadas pelos outros, e justificam esta rejeição em função de uma certa superioridade.

A verdade é que, para a maioria das pessoas, há atitudes e comportamentos que são incômodos. Bloqueiam a comunicação com os outros e geram emoções negativas. Para que não restem dúvidas, a seguir falaremos sobre alguns tipos de pessoas que irritam os demais.

“A amizade só pode ocorrer por meio do desenvolvimento do respeito mútuo e dentro de um espírito de sinceridade”.
-Dalai Lama-

Características das pessoas que irritam os outros

1. Os mandões

Corresponde a pessoas que não necessariamente gritam, mas costumam falar de forma imperativa. De uma maneira ou outra, pensam que os demais estão a seu serviço. Não pedem, ordenam. Também não aconselham, apontam o caminho a seguir. Algo ou alguém fez com que acreditassem que têm o direito de fazer isso.

Às vezes são muito sutis, mas ainda assim, não conseguem evitar sua tendência a dirigir os demais. Não são líderes no sentido estrito da palavra. Isso é exatamente o que as transforma em “mandonas”: ninguém lhes deu esse papel. São pessoas que irritam os demais porque ninguém gosta de se sentir controlado.

Pessoa irritante que grita

2. Os que exaltam suas ações

Estes são os primos dos anteriores, mas o que os inspira é um sentimento de inferioridade. Costumam exaltar e fazer alarde sobre tudo em suas vidas. Se acordaram cedo, é porque são muito disciplinados. Se levantaram tarde, querem elogios pelo seu desapego à rotina.

A maneira como exaltam a si mesmos é muito irritante. Na realidade, representa uma forma de inveja passiva. Querem despertar a inveja dos demais, porque eles mesmos sentem muita inveja. Enviam uma mensagem tóxica e são poucos os que aguentam passar mais de meia hora ao seu lado.

3. Os que são excessivamente solícitos

Estes estão no extremo oposto dos anteriores. São pessoas que irritam os demais porque anulam a si mesmos. Querem agradar aos outros em excesso, enchendo-os de elogios e atenção. No início podem parecer agradáveis e acolhedores, mas com o tempo se tornam irritantes.

Uma pessoa que não se sente digna, nem valiosa, gera uma sensação de incômodo nos demais. Implicitamente, todos sabem que ela está buscando aprovação. Em geral, as pessoas mentalmente saudáveis não se sentem confortáveis aprovando ou reprovando os demais. Por isso, acabam ficando irritadas com este tipo de atitude.

4. Os puxa-saco

São aquelas pessoas que querem estar sempre maravilhosamente bem com figuras de autoridade, especialmente se isso ocorrer em detrimento da relação das mesmas com seus pares. Desejam fazer parte do círculo dos poderosos, ainda que seja de uma maneira servil. No fundo, desprezam a si mesmas, e por isso mesmo, desprezam quem é como elas.

Estas pessoas são irritantes por seu servilismo e deslealdade. Geram desconfiança nos demais e acabam se transformando em instrumento de seus superiores. Estão sempre rondando o poder porque o temem. Agradam quem tem alguma autoridade para ganhar seu favoritismo e evitar ser vítimas dos mesmos.

Trabalho em equipe

5. Os piadistas

Os piadistas são aquelas pessoas que estão sempre fazendo piadas e brincadeiras sobre tudo e todos sem levar em conta o impacto que isso causa nos demais. Muitas vezes riem dos outros, e não com os outros. Tentam ser engraçados, mas suas ações são de muito mau gosto. Tocam em temas sensíveis para os demais, sem se importar com o que possam sentir.

Estes piadistas crônicos costumam usar conteúdos agressivos em suas brincadeiras. Se divertem desconcertando ou incomodando quem os rodeia. Pensam que a impertinência é uma virtude e a falta de consideração é uma forma de se reafirmar. Eles se escondem por trás de suas piadas para não precisarem se relacionar verdadeiramente com ninguém.

Estes são apenas alguns dos tipos de pessoas que irritam os demais. O ponto comum entre elas é a falta de autoestima e de empatia. A relação ruim que têm consigo os leva a criar relações tensas com os demais.

  • Kelly, J. A., & del Viso Pabón, S. (2000). Entrenamiento de las habilidades sociales: guía práctica para intervenciones. Desclée de Brouwer.