7 chaves para gerenciar o estresse

· novembro 24, 2017

O estresse é um dos grandes males do mundo contemporâneo, especialmente nos países mais desenvolvidos. Não é fácil manter a calma em um mundo que funciona a velocidades alucinantes graças à tecnologia. Também não é fácil tolerar as grandes doses de ruído e de hostilidade nas grandes cidades. Por mais que existam pessoas que têm uma grande capacidade de adaptação, gerenciar o estresse não é uma tarefa fácil.

A médio e longo prazo, o estresse provoca sérios danos tanto na mente quanto no corpo. Muitas doenças físicas são resultado desse incômodo estado. Da mesma forma, o estresse bloqueia, não permite pensar com clareza e pode afetar as relações humanas.

Sempre que não se tratar de um caso muito grave, é possível gerenciar o estresse usando algumas medidas simples. Tudo se resume a fazer uma pausa e aplicar um ou vários dos truques que lhe contaremos a seguir.

 “Descanse. Um campo que descansou dá uma colheita generosa “.
-Ovidio-

1. Identificar o momento em que o estresse começa

Reconhecer o estresse não é tão fácil como pode parecer à primeira vista. Muitas vezes só conseguimos percebê-lo quando atinge um nível alto. O estresse se manifesta fisicamente e emocionalmente. Pode ter uma intensidade crescente ou permanecer estável.

Os sinais físicos do estresse são a tensão muscular, especialmente na área do maxilar, pescoço e ombros. Também há tensão no rosto e geralmente os lábios estão apertados. Emocionalmente há um sentimento de irritação, misturado com angústia. Essas sensações te dizem que é hora de parar.

2. Aplicar técnicas de respiração

A respiração é um meio que está disponível e que pode ser aplicado em qualquer momento ou situação para gerenciar o estresse. É um excelente mecanismo para recuperar a serenidade. Foi comprovado que as respirações lentas e rítmicas ativam o nervo vago. Este modera as respostas diante do estresse.

Basta que você adote a posição mais confortável possível e comece a inspirar muito profundamente. Tente perceber como seus pulmões vão se enchendo de ar. Então, expire o ar, muito devagar. Em apenas dois ou três minutos, seu nível de estresse terá reduzido.

3. Desviar a atenção

O estresse se associa com respostas de ataque ou de fuga. É por isso que, no momento em que a atenção é apresentada, se direcionam aos focos que deram origem à tensão. Quanto mais você fixar sua mente nessas fontes de inquietação, mais estressado você se sentirá.

Por isso é urgente que você se esforce em desviar a atenção. Olhe para algum objeto que esteja ao seu redor. Tente descrevê-lo mentalmente, da maneira mais detalhada possível. Em seguida, repita o mesmo exercício com outros dois objetos. Isso ajudará a gerenciar o estresse, regulando seus impulsos e expandindo sua perspectiva emocional imediata.

4. Olhar para uma imagem relaxante

As imagens comunicam sensações e as impregnam nos observadores. Por isso é bom que você sempre tenha à mão alguma fotografia ou pintura que tenha uma imagem relaxante. As mais apropriadas são as paisagens, especialmente se forem de lugares solitários, clima frio e muito verde ou muita água.

Quando você sentir que há muito estresse, olhar para essas imagens é uma ótima ajuda para que você consiga relaxar. É também uma maneira de concentrar sua mente em algo agradável, o que tem como efeito uma diminuição da inquietação.

5. Reinterpretar a experiência

Às vezes, saber que você tem estresse, te estressa mais. Você detecta que sente muita angústia e quer se livrar dela o mais rápido possível. Como nem sempre é fácil, isso te inquieta mais em vez de te acalmar. Por isso que é importante que, ao identificar e aceitar que temos estresse, coloquemos em prática uma série de mecanismos úteis para reduzi-lo e não estratégias custosas e frustrantes que só irão aumentar esse nível de ativação.

Tente reconhecer todas as expressões que esse estado produz em você. Como está o seu corpo? Qual postura você está adotando? Como estão os batimentos do seu coração? Que tipos de pensamentos vêm à sua mente? Essas e outras questões do tipo irão lhe ajudar a reinterpretar o que você sente. Quando isso acontece, a sensação de tensão gradualmente se dissipa.

6. Adotar uma postura física antiestresse

Você deve saber que existem posturas de estresse e posturas antiestresse. As primeiras são, por exemplo, se sentar cruzando as pernas de forma enrolada. Também movimentar uma perna, ou ambas, com um ritmo rápido e constante. As costas estão mais curvadas e os músculos do rosto estão muito tensos.

Se colocar de pé, com as costas bem retas e fazer movimentos com o rosto, irá te ajudar a reduzir o estresse. Se trata de uma posição que traz confiança e segurança. Segundo um estudo da Health Psychology, esta posição também inibe a produção de cortisol.

7. Fazer um exercício simples com as mãos

Está comprovado que fechar os punhos de ambas as mãos com muita força e depois esticá-las é um exercício que ajuda a reduzir o estresse. É um gesto agressivo e, por isso mesmo, ajuda a liberar tensões em momentos de grande inquietação.

Todos esses pequenos truques são realmente muito eficazes para gerenciar o estresse. É normal sentirmos tensão em um mundo como o atual, especialmente se vivemos em grandes cidades. O importante é não deixarmos o estresse nos invadir e aplicar as ferramentas para controlá-lo quando estiver presente.