Sinais que indicam problemas emocionais em nosso corpo

Sinais que indicam problemas emocionais em nosso corpo

Janeiro 13, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Sinais que indicam problemas emocionais em nosso corpo

O corpo e a mente formam um todo. Por isso, sempre há sinais que indicam problemas emocionais em nosso corpo. Isso é perfeitamente lógico quando levamos em consideração que o cérebro é o eixo do funcionamento do corpo humano. E também o fato de que todo o corpo está inervado e, portanto, se comunica com o cérebro.

É possível afirmar que não existe nenhum incômodo físico que não tenha como referente, ou como contexto, um ou vários problemas emocionais. Nesse sentido, é positivo ouvir os sinais que o corpo nos envia. Em geral, são indicadores de que existe algum tipo de desequilíbrio na nossa vida.

Alguns desses sinais corporais são muito comuns. Não se trata de doenças em sentido estrito, mas de problemas emocionais que se fazem presentes no corpo. A seguir, falaremos de sete indicadores que podem sugerir a existência de problemas emocionais.

 “O segredo para ter uma boa saúde é um corpo agitado e uma mente descansada.”
-Vincent Voiture-

1. Dor de cabeça, um dos sinais que indicam problemas emocionais

A dor de cabeça frequente é um sintoma bastante comum. Muitas pessoas no mundo sofrem de dor de cabeça. E não é para menos. É uma dor associada ao estresse e à agitação. Portanto, é normal que existam tantas pessoas afetadas por esse problema.

O significado das dores de cabeça pode ser resumido em uma única palavra: tensão. Existem forças internas que estão contrapostas. Geralmente é o desejo de fazer bem e completamente as tarefas, em contraposição à falta de tempo. Ou à necessidade de descansar, frente à obrigação de cumprir com compromissos. Por trás de uma dor de cabeça, muitas vezes há problemas emocionais. Por isso, com frequência os medicamentos não surtem os efeitos desejados.

Mulher com lua cheia na cabeça

2. Dor no pescoço

O pescoço rígido que apresenta dores é um claro sinal de rigidez extrema. Não em todos os aspectos da vida, mas em um específico: a dificuldade de perdoar. O rancor e o ressentimento assumem a forma de uma forte tensão muscular na região do pescoço.

A dificuldade para perdoar também pode vir acompanhada de outros sentimentos, como insatisfação ou desprezo. Se você está com dores no pescoço, algo positivo seria pensar no rancor que ainda pode estar em você. Talvez, ao se desfazer desse sentimento, a dor também vá embora.

3. Rigidez e problemas nos ombros

Os ombros são a região do corpo destinada a carregar pesos muito grandes. Isso vale tanto para os pesos físicos quanto para os que representam uma carga no plano mental. Dores nos ombros, especialmente se houver câimbras, indicam uma sobrecarga.

Provavelmente você está carregando uma carga muito pesada. Talvez uma responsabilidade que não seja sua ou um compromisso que você sente que não consegue cumprir. A dor nos ombros fala, de qualquer maneira, de problemas emocionais associados à pressão em excesso.

Mulher com ramo de flores nas costas

4. Incômodos na parte superior das costas

A parte superior das costas é outra região na qual se concentram as tensões e os problemas emocionais. Quando existe dor nessa área do corpo, é provável que você esteja se sentindo muito sozinho. Trata-se de um sinal que fala das dificuldades de nos relacionarmos com os outros.

Ao mesmo tempo, pode falar de uma carência de amor próprio. A autoestima pode estar machucada. No seu lugar, é possível que exista uma grande quantidade de medos. Esses medos, geralmente, estão relacionados com vínculos sociais pouco satisfatórios.

5. Problemas na região lombar

As dores na região lombar também estão relacionadas com cargas em excesso. No entanto, nesse caso, não falam de excessivas responsabilidades abstratas, mas de preocupações do tipo material ou financeiro.

Nesse caso, há uma preocupação muito grande com o tema dinheiro. Talvez você tenha gastado demais ou talvez tenha muitas dívidas. No fundo, há um medo de não ser capaz de assumir as responsabilidades financeiras com eficiência.

6. Dores nas mãos

As mãos são uma parte do corpo muito relacionada com a expressão e com o contato com os outros. Quando existem dores ou incômodos nas mãos, é hora de rever como estão seus vínculos com as outras pessoas.

É muito comum que haja um desejo não realizado de fazer ou ter mais relações de confiança. Os incômodos ou as dores falam de uma condição de privação social que se deseja superar. No entanto, talvez não se tenha encontrado o caminho para fazer isso ainda.

7. Problemas nos joelhos

A dor nos joelhos é um dos incômodos mais comuns. Quase sempre está relacionado com uma exacerbação do ego. Ocorre quando o centro da preocupação é a própria pessoa e se tem uma atitude um pouco depreciativa com os outros. Indica uma necessidade de sair dessa bolha que faz resistência para não nos mostrarmos generosos com os outros.

Mulher com flores nas coxas

O corpo é como um livro, no qual cada parte conta uma história. Cada parte do organismo também nos envia mensagens constantemente. Você sabe como escutar essas mensagens, como identificar estes sinais que indicam problemas emocionais? Essa é a pergunta que você deve fazer a si mesmo. Especialmente quando você sabe que tem questões a resolver, mas ainda não decidiu encará-las ou não sabe como fazer isso.

Recomendados para você