Se você acreditar que tem um problema, terá um problema

Se você acreditar que tem um problema, terá um problema

setembro 23, 2017 em Psicologia 670 Compartilhados
Se você acreditar que tem um problema, terá um problema

A vida pode dar muitas voltas, e de fato dá. As coisas nem sempre são como gostaríamos, infelizmente. Os problemas surgem por todos os lados… não é mesmo? O que é um problema na verdade? Será que temos de fato tantos problemas quanto pensamos ou simplesmente complicamos a vida pensando no que achamos que nos falta? Afinal, se você acreditar que tem um problema, terá um problema.

Na verdade, é a nossa atitude que determina se temos realmente um problema e a sua magnitude. Lembre-se de que é nossa própria análise dos fatos que verdadeiramente nos faz transformar as circunstâncias em problemas, também é nossa análise que transforma um desafio em uma ameaça.

Neste sentido, aceitar as circunstâncias nos permite aproveitá-las como uma oportunidade de aprender e crescer. A aceitação é uma forma de dar solução às situações adversas, para nos adaptarmos e renovarmos, quando não existe nenhuma outra possibilidade de intervenção ou para quando escolher outra possibilidade de intervenção exige pagarmos um preço muito alto.
Compartilhar

A adversidade como oportunidade

Queira você ou não, goste você ou não, esteja você preparado ou não, a adversidade irá cruzar o seu caminho. Muitas perguntas surgirão então, mas a mais importante de todas é o que você vai fazer, como você irá lidar com isso daqui para a frente. Em outras palavras, você vai acreditar que tem um problema ao se deparar com a adversidade ou vai transformar a nova circunstância em uma oportunidade para aprender e crescer?

Flor enfrentando a adversidade para crescer

A dor e a preocupação iniciais são algo normal e natural. Inclusive é saudável dar tempo à dor para que faça seu trabalho. Resistir é apenas uma forma de prolongar a agonia. A dor é um sentimento natural ao qual é preciso dar lugar. Quando a dor emocional passar, virá realmente a nova situação a ser enfrentada.

Apesar das complicações que a vida pode nos trazer, as adversidades podem se transformar em uma grande oportunidade para nos conhecermos melhor, para valorizar o que temos, para valorizar a nós mesmos. A abordagem não muda o que já passou, não nos traz uma solução, mas nos dará a oportunidade de descobrir. Uma atividade que já é maravilhosa em si mesma.

“A adversidade tem o dom de despertar talento que na prosperidade teria permanecido adormecido”.
-Horacio-

Aceitação e adaptação à mudança diante do problema

Aprender a se adaptar às novas circunstâncias, por mais adversas que estas sejam, é o segredo para viver uma vida plena e feliz. Parece difícil, mas é possível. Contudo, somente adaptação não é suficiente: também é preciso ser capaz de aceitar o que vier. Em todas as ocasiões, esta aceitação é o início da mudança, seja em nosso próprio interior ou em nosso entorno.

Adaptar-se não significa vencer a adversidade, mas ajuda a ganhar parte do controle, o controle de si mesmo. No fim das contas, já dizia Bernabé Tierno, tudo pode ser enfrentado, mas nem tudo pode ser ganho. Somente a aceitação nos permitirá realizar uma adaptação real e tirar o suco até o último segundo de nossas vidas.

“A vida de toda pessoa, e em especial a nossa própria, deve ser de aceitação, adaptação e renovação constante”.
-Bernabé Tierno-

Aprenda a aceitar o que você não pode mudar

Feliz é quem aprende a suportar o que não pode mudar, disse Friedrich Schiller. Certamente, por mais dura que seja a mudança, por maior que seja a adversidade, aprender a lidar com ela, aceitá-la e se adaptar à nova circunstância, em muitos caos é a única forma de seguir em frente. Para optar pelo restante das alternativas teríamos que pagar um preço que neste momento não podemos assumir, ou simplesmente não existem mais alternativas.

Enquanto aprendemos a aceitar a mudança e a nos adaptarmos às novas circunstâncias, enfrentaremos outras mudanças, porque a vida é assim: dinâmica pura. Nestes caos, nossa primeira reação pode ser fugir ou lutar, que são os instintos naturais de sobrevivência que adquirem muita força como motivadores de nossas ações quando nos sentimos ameaçados.

Mulher triste de olhos fechados

Mas quando somos capazes de nos adaptarmos mentalmente a uma situação, por mais dura que seja, então estamos em posição de procurar o jeito de nos adaptarmos à nova situação. Uma pessoa que pode aceitar a mudança e se adaptar a sua nova situação é a que é capaz de focar a mente em novas direções e tomar decisões com base na sua nova realidade e seus novos objetivos.

Em vez de acreditar que tem um problema, aprecie o que você possui

Você tem um verdadeiro problema se deixar-se vencer pela adversidade, se deixar-se superar pela pena do que você perdeu ou do que você já não pode fazer. Você terá transformado a adversidade em um verdadeiro problema, em uma peça pesada que não deixa você avançar.

Uma realidade complicada não tem por que se transformar em uma situação desgastante e decepcionante, não tem por que colocar ponto final a sonhos e esperanças. Com coragem e otimismo é possível encontrar e aproveitar as novas oportunidades que surgem para todos nós. Nossos limites não estão em nossas limitações. Ainda resta pela frente muito caminho, mesmo que nossa sustentação fique para trás.

Ficar no fundo do poço, quando existem dificuldades, pode chegar a ser uma tentação. Esse é o caminho fácil. Você pode lamentar a perda, o fracasso ou a doença, mas não faça desse lugar a sua morada. Ainda restam pela frente muitas oportunidades para ter uma vida plena. Contudo, para alcançá-la você precisa parar de acreditar que tem um problema, aceitar a mudança que aconteceu e fazer disso o ponto de partida para se adaptar às novas circunstâncias.

“Aquele que tem um porquê para viver pode suportar praticamente qualquer como.”
-Friedrich Nietzsche-

Recomendados para você