Apaixone-se por si mesmo - A Mente é Maravilhosa

Apaixone-se por si mesmo

fevereiro 15, 2018 em Psicologia 950 Compartilhados
Apaixone-se por si mesmo

Apaixone-se por si mesmo. Trate-se com carinho, valorize seus êxitos e reconheça que sabe fazer bem as coisas. Cuide-se e, sobretudo, não se esqueça: você também é alguém importante. Não se critique ou, pelo menos, não se martirize. Ame-se.

Uma boa autoestima aumenta a sensação de bem-estar e as emoções positivas. Além disso, permite que você atinja maior eficácia em suas tarefas e que estabeleça vínculos mais equilibrados com os demais, fazendo com que ganhe autonomia e independência. Por isso e por muito mais, é necessário que grave essa mensagem: apaixone-se por si mesmo.

Temos uma falta de amor próprio  

Desde pequenos nos ensinam condutas de cuidado pessoal referentes à aparência física: escovar os dentes, tomar banho, comer, se vestir… Mas, e o cuidado psicológico e a higiene mental? Prestamos atenção suficiente nestes temas?

A dura realidade é que a maioria de nós tem uma falta de amor em relação a nós mesmos. Uma falta de amor próprio que se traduz em sentimentos de desconfiança e baixa autoestima, os quais nos impedem de aproveitar as oportunidades que a vida nos dá, além dos nossos relacionamentos. Se não nos amamos e nos cuidamos, se não nos respeitamos, como os outros vão fazer isso?

“Você mesmo, tanto quanto qualquer outro ser no universo inteiro, merece seu amor e afeto”
– Buda – 

Amor próprio

Por que nos boicotamos?

A autopunição é uma das piores formas de tratarmos a nós mesmos, embora a utilizemos diariamente e, às vezes, sem nos darmos conta. A crítica destrutiva aumenta nosso sofrimento, nossa dependência e nossa vulnerabilidade.

Às vezes, construímos muros e barreiras que nos impedem de ficarmos bem, porque não sabemos enfrentar ou aceitar o sofrimento. Nós nos escondemos de tudo, inclusive de nós mesmos. A incerteza nos assusta e o inesperado nos aterroriza.

Ao nos boicotarmos, estamos procurando alguém que nos salve de nós mesmos. Um círculo vicioso em que, quanto mais tristes estamos por causa da nossa suposta inutilidade, mais precisamos da atenção e do elogio dos demais.

“A baixa autoestima é como dirigir a vida com o freio de mão puxado.”
– Maxwell Maltz – 

Estamos errados. A felicidade não se encontra fora, mas dentro de nós. Frequentemente cometemos um erro ao pensar que os outros nos farão felizes ou que ficaremos satisfeitos comprando coisas. O que realmente nos fará felizes é estar bem com nós mesmos.

Apaixone-se por si mesmo

Apaixone-se por si mesmo e entenda a importância do autocuidado

Cuidar de si mesmo é valorizar-se, apreciar-se e se aceitar. Este é um aspecto importante que indica a forma como nos relacionamos com os outros e com nós mesmos.

Como Oscar Wilde dizia: “Amar a si mesmo é o começo de uma história de amor eterna”. Se não nos cuidamos, nem nos priorizamos, ninguém mais fará isso da maneira que precisamos. De fato, existem muitos indivíduos que dependem de outras pessoas para serem felizes, e na verdade, se sentem vazios.

O autocuidado é uma característica fundamental que todo ser humano deve cultivar. Ele solidifica nossa autonomia e nos oferece ferramentas para enfrentarmos a vida de maneira saudável e nos adaptarmos a ela.

Sem uma higiene mental adequada, será difícil alcançarmos nossas metas, o que diminui nossa autorrealização. Além disso, sua ausência nos leva à autopunição e à crítica destrutiva. Temos que nos valorizar, desfrutar de nossas companhias e lutar por nós mesmos.

Mulher com um coração tampando o rosto

Gostarmos de nós é o primeiro passo para atendermos às nossas expectativas, e não o contrário. Esse pensamento que muito exige de nós nos leva à crítica destrutiva, a qual nos castiga. Nós só acreditamos que merecemos nosso próprio carinho quando atingimos objetivos, e não nos damos conta de que, sem amor próprio, não os alcançaremos.

Por isso, apaixone-se por si mesmo e todo o resto ficará em ordem. Você deve se amar primeiro para poder fazer qualquer coisa nesse mundo.

Não se esqueça, apaixone-se por si mesmo, seja seu principal companheiro, seu apoio e seu ombro amigo. Amar-se é o caminho inequívoco para a felicidade.

“O autocuidado não é um ato egoísta, é simplesmente o gerenciamento adequado do único dom que tenho, o dom pelo qual estou no mundo para oferecer aos demais”
– Parker Palmer –

Recomendados para você