Quando aquilo de que gostávamos começa a nos incomodar

Quando aquilo de que gostávamos começa a nos incomodar

26, maio 2017 em Psicologia 805 Compartilhados
Quando aquilo de que gostávamos começa a nos incomodar

Com o passar do tempo, e normalmente sem exigir muito, a verdade prevalece e as idealizações raramente sobrevivem ao filtro da realidade. A pessoa que supostamente deveria responder com um determinado tipo de atitude ou comportamento é revelada como um ser humano imperfeito, com suas virtudes e seus defeitos. Estes defeitos parecem ser ampliados com o passar do tempo, fazendo com que situações de que antes gostávamos comecem a nos incomodar.

Quem idealiza uma pessoa pode acabar se frustrando porque as expectativas muito elevadas que temos no início de um relacionamento vão mudando quando percebemos que nós criamos um personagem a partir da pessoa amada. À medida que o relacionamento amoroso vai se desenvolvendo, a idealização do casal vai sendo atenuada, dando lugar a uma fase diferente na relação.

homem-incomodado-com-sua-esposa

O amor em casal

Nas relações amorosas, os membros podem perceber o amor de uma maneira diferente de como é percebido pelo seu parceiro/a. Por exemplo, um dos integrantes do casal pode tender mais ao amor infantil, seguindo o princípio “amo porque me amam”. Por outro lado, o outro integrante do casal pode ser mais propenso a um amor maduro, obedecendo ao princípio “me amam porque eu amo”.
As relações fundamentadas no amor imaturo geralmente são compostas por pessoas que amam porque precisam ter o outro. Por outro lado, nos relacionamentos onde prevalece um amor que foi amadurecido, os casais precisam da outra pessoa porque a amam.
casal-discutindo
À medida que os relacionamentos vão avançando, surgem características em nosso parceiro que antes não nos desagradavam, ou que até mesmo gostávamos; no entanto, agora não apenas não gostamos, como também começam a nos incomodar. No início dos relacionamentos tentamos agradar a outra pessoa a todo momento, deixando até mesmo nossas próprias vontades em segundo plano.

Por que o que gostávamos em nosso parceiro começa a nos incomodar?

Quem pensa que os defeitos que irritam são apenas um problema do outro está errado. Na verdade, sempre existiram comportamentos do nosso parceiro que nos incomodavam, ainda que não expressássemos isso no início do relacionamento. A idealização do casal, unida com o desejo de não querer causar conflitos, faz com que nós omitamos os detalhes que para nós eram incômodos ou desagradáveis.

Se tudo começa a nos incomodar, pode ser que a mudança esteja mais em nós mesmos do que em nosso parceiro. Todos os relacionamentos passam por várias etapas, e as situações negativas nos levam a pensar, por vezes, que a relação não era tudo que pensávamos.

mulher-brigando-com-marido

A falta de comunicação, as discussões frequentes, os problemas sexuais e/ou afetivos do casal criam um terreno fértil para as situações de que antes gostávamos e agora começam a nos incomodar. Para reverter essas situações, temos que tentar alcançar uma maior aceitação e intimidade com a pessoa com quem compartilhamos nossas vidas.

Quando há uma maior aceitação, as pessoas estão mais dispostas a realizar as mudanças necessárias, se adaptar um ao outro, se comunicar de uma maneira mais clara e a resolver os conflitos que aparecem em todos relacionamentos.

Recomendados para você