A arte de não pensar - A mente e maravilhosa

A arte de não pensar

14, março 2015 em Emoções 30 Compartilhados

Muitos fatores contribuem para que nossas mentes estejam num constante turbilhão de pensamentos, como família, amigos, política, o trabalho ou até a falta dele. Ao tentar falar sobre algum assunto de trabalho ou mesmo sobre os sentimentos com alguém especial, sua mente fica completamente bloqueada. Idealizamos várias formas de superação, mas toda tentativa de alcançar o sucesso fica longe do ideal.

Se manter relaxado, agindo tranquilamente e de maneira natural é a forma perfeita de enfrentar a situação. Agindo assim, nossos interlocutores se comportarão da mesma forma, ou seja igualmente tranquilos e relaxados. Mas como conseguir tal façanha? Simples, o segredo é não pensar. Eu sei que é fácil falar, mas conseguir fazer isso é outra história…

Esvaziando a mente

Aprenda a não pensar em nada

Que tal relaxar e esvaziar a mente? Procure um lugar tranquilo, em uma postura relaxada, deitado ou sentado com as costas retas, se desligue e tente não pensar em absolutamente nada por um minuto.

Como você se sentiu nesse minuto? Ok… sabemos que alguns contaram carneirinhos…E se não me engano devem estar pensando: que desastre! Mas não se preocupem se não conseguiram, pois isso acontece, já que o domínio da mente parece ser muito complexo. Assim como outros órgãos de nosso corpo, nosso cérebro tem que estar em funcionamento vinte e quatro horas por dia. Há quem diga que se não sonharmos, morremos, pois nosso cérebro para e o mesmo acontece com nosso coração que deixa de trabalhar, mas esse é outro assunto…

Voltando a questão que nos interessa nesse artigo, existem métodos que nos ajudam a manter nossa mente em um um estado total de relaxamento. Já que ela está constantemente pensando em algo, façamos com que “esses pensamentos” sejam mais relaxantes. Assim:

Método nº1: Pensar sobre algo que lhe traga prazer. Pode ser uma praia paradisíaca, um parque, golfinhos nadando nas águas cristalinas do Caribe (podem ser do Atlântico também). Relembrar algum momento importante e bonito da sua vida também pode ajudar.

Método nº2: Concentre-se em sua respiração, inspire e expire; tudo que importa nesse momento é ouvir o ritmo tranquilo de seu corpo. Muitas vezes durante o relaxamento é natural que sua mente disperse e vagueie com outros pensamentos, porém o importante é tentar reconduzi-los e voltar a se concentrar em sua respiração.

Poderia relatar o que uma pessoa sente ao realizar esse exercício, mas vou deixá-los responder. Você se sente melhor? Para quem nunca praticou esse exercício pode parecer entediante, mas tente e depois peço que preste atenção e compare como você se sentia antes, e como você se sente após essa experiência.

Talvez o leitor possa estar se questionando: Quanto tempo devo praticá-lo? Um minuto por dia pode ser suficiente, mesmo que muitos não acreditem. A princípio não notará grandes mudanças ou uma sensação de paz absoluta, mas à medida que seguir praticando todos os dias e aperfeiçoando sua técnica, com certeza os resultados virão. Se você tem 15 minutos livres por dia, poderia cogitar usar este tempo para relaxar dessa forma. Só depende de você!

Recomendados para você