As melhores frases de HP Lovecraft

julho 28, 2019
Surpreenda-se com as melhores frases de HP Lovecraft, um mestre do terror com uma mente torturada e lúcida.

Entre as melhores frases de HP Lovecraft, longe de pensar em uma mente torturada capaz de criar universos horripilantes e asfixiantes, também podemos encontrar citações lúcidas e famosas pela sabedoria que escondem.

HP Lovecraft teve uma carreira efêmera como escritor, interrompida pela sua morte prematura aos 47 anos de idade. No entanto, a sua capacidade de sonhar distopias e imaginar ficção científica e terror marcou um bom número de leitores em todo o mundo no século passado.

Dito isso, o que você acha de mergulhar na parte mais profunda do cérebro desse autor torturado? Algumas das famosas frases de HP Lovecraft são, em grande parte, um reflexo fiel da sociedade em que ele viveu e da sua maneira de ver o mundo.

Uma vida ruim

“A morte é misericordiosa, já que não há retorno. Mas para aquele que retorna das câmaras mais profundas da noite, perdido e consciente, não há paz novamente”.

Para HP Lovecraft, a morte era o fim de tudo. No entanto, considerava que as pessoas que praticavam uma “vida ruim”, centrada no álcool, no vício e na noite, entendida a partir de uma mentalidade do início do século XX, eram seres torturados e perseguidos que só encontravam a paz após a morte.

Jovem com problema de vícios

O poder da vontade

“Que os deuses misericordiosos, se existirem efetivamente, protejam as horas em que nenhum poder da vontade nem as drogas inventadas pela inteligência do homem podem me afastar do abismo do sono!”

HP Lovecraft não acreditava que a vontade fosse capaz de lutar contra certos elementos. Nesta frase ele se refere ao sono, mas também fala sobre drogas capazes de nos distanciar da realidade.

Embora duvidasse da existência de um poder divino, ele queria acreditar que havia algo além, que daria sentido ao seu mundo, às suas fraquezas, à sua incapacidade de lutar contra si mesmo e superar os seus abismos pessoais.

O empirismo das pessoas vencedoras

“Os homens de uma mentalidade mais ampla sabem que não há uma distinção clara entre o real e o irreal. Além disso, todas as coisas parecem o que parecem apenas em virtude dos delicados instrumentos psíquicos e mentais de cada indivíduo, graças aos quais chegamos a conhecê-los. No entanto, o materialismo prosaico da maioria condena como loucura os lampejos de clarividência que perfuram o véu comum do empirismo claro”.

Esta longa frase guarda uma surpreendente complexidade em seu interior. É possível que o autor torturado quisesse dizer que apenas as pessoas clarividentes e de mente aberta são capazes de compreender que tudo varia de acordo com a personalidade de quem observa.

Talvez seja por isso que uma grande maioria está condenada a viver no materialismo, em vez de tentar ver algo como ele realmente é. Isso só poderia ser alcançado por meio da experiência e do empirismo.

HP Lovecraft e o medo

“A emoção mais antiga e mais intensa da humanidade é o medo, e o medo mais antigo e mais intenso é o medo do desconhecido”.

HP Lovecraft conhecia muito bem a importância do medo no ser humano. Na verdade, ele explorou como poucos essa emoção sem a qual não teríamos sobrevivido.

Estamos falando de uma ferramenta que nos permite ser mais sensatos e comedidos, agindo com bom senso diante do desconhecido e do perigoso, dando prioridade à nossa própria sobrevivência.

Mulher chorando sentindo medo e angústia

Ser você mesmo

“Nem a morte, nem a fatalidade, nem a ansiedade, podem provocar o desespero insuportável que resulta da perda da identidade”.

Outra das grandes obsessões de Lovecraft era permanecer fiel a si mesmo. Apesar das dores de cabeça e infortúnios da sua vida, ele tentou não perder a sua verdadeira identidade em nenhum momento. Viveu sempre sabendo quem era, para o bem, mas também para o mal.

HP Lovecraft na sua forma mais pura

“Os homens da ciência suspeitam de algo sobre esse mundo, mas ignoram quase tudo. Os sábios interpretam os sonhos e os deuses riem”.

Terminamos com uma das frases de HP Lovecraft que descreve a sua personalidade complexa em sua forma mais pura. No entanto, como interpretá-la?

Aqui, você pode ver os seus medos pelo poder dos grandes deuses, a sua paixão pela interpretação dos sonhos e a sua estranha crença na ciência e na pesquisa. O que ele realmente quis dizer? Só ele sabe…