As sete virtudes do Bushido japonês – A mente é maravilhosa

As sete virtudes do Bushido japonês

julho 16, 2015 em Curiosidades 0 Compartilhados
Bushido japonês

Era o ano de 1702 quando um grupo de 47 valentes guerreiros viram-se obrigados a se converter a Ronin. A partir deste momento –  e em pleno período Edo -, a sociedade japonesa os via como pessoas sem nenhuma importância,  já que os samurais tinham apenas uma função social naquela época. E qual foi a razão desta desonrosa situação? O daimiô ao qual pertenciam havia se suicidado mediante o seppuku em virtude de ter agredido Kira Kozukenosuke, um alto funcionário do governo japonês.

Com a morte do seu amo, estes samurais já careciam de uma meta em sua vida e, por isso, decidiram vingar o seu daimiô. Quando finalmente conseguiram, estes guerreiros entregaram-se voluntariamente à justiça japonesa e depois do julgamento foram sentenciados a cometer seppuku, do mesmo modo que o seu senhor.

Séculos mais tarde, esta bela história segue sendo muito famosa na terra do sol nascente, já que enaltece os valores de justiça, valentia, honra e lealdade. Tais valores tornaram-se o código do Bushido japonês, que se resume a sete virtudes que podem ser aplicadas a nossas vidas.

1. Gi – Justiça (decisões corretas)

Um samurai acredita na justiça cega. Fará o possível para que ela se converta em realidade e lutará sempre para que seja cumprida. Não há lugar para um meio termo. Para um samurai, existe apenas o correto e incorreto, e ele lutará utilizando o que estiver ao seu alcance para assegurar a justiça até o fim de seus dias.

2. Yuuki – Coragem

O mais degradante para um samurai é entrar em um “casco de tartaruga” e não agir. Por isso, é muito importante usar sua coragem quando a situação assim requerer e mover-se em prol de uma causa justa, mesmo que isso pressuponha colocar sua vida em risco.

3. Jin – Benevolência

O samurai é um guerreiro hábil, forte e rápido. Por este motivo, este sempre tem que usar sua força para proteger os mais fracos. Se a situação não se apresenta, deve-se buscá-la para poder ajudar os demais na medida do possível.

4. Rei – Respeito, Cortesia

A crueldade e a falta de respeito são os maiores inimigos de qualquer bom samurai que se preze. O samurai deve ser respeitoso e bondoso com seus adversários inclusive na batalha. De outra forma, apenas estará mostrando seu lado mais cruel e assassino, e isso o converterá em um mero animal, em uma besta regida por seus instintos.

5. Makoto – Honestidade, Sinceridade absoluta

A palavra de um samurai tem mais valor do que qualquer uma das pedras mais preciosas do mundo. Quando ele diz que irá fazer algo, é porque já está feito. Não diz: “de acordo, prometo que farei”. O motivo? Porque dizer e fazer são sinônimos para um samurai. 

6. Meiyo – Honra

Sem dúvida, uma das virtudes mais relevantes que existem no código do Bushido. As ações, e não as palavras, são as que definem os bons samurais. Se, pela razão que seja e por mínima que seja, cometem um ato de desonra, somente poderão redimir-se mediante seppuku.

7. Chuugi – Lealdade

Um samurai é plenamente fiel a qualquer pessoa que o siga. Vale tanto para seu amo quanto para alguma pessoa a seu cargo. Se prometeu que os cuidará e honrará, cumprirá com sua palavra com todas as suas consequências. Do contrário, se converterá em um mentiroso, pouco confiável e sem honra.

Recomendados para você