5 chaves para construir e manter uma atitude mental positiva

· fevereiro 10, 2018

Você sabia que o ditado “quando uma porta se fecha, outra se abre” foi publicado no romance de Miguel de Cervantes, Don Quixote de la Mancha? Talvez você se pergunte: e daí? Continue lendo e descobrirá o que isso tem a ver enquanto falamos sobre algumas das melhores chaves para ter uma atitude mental positiva.

Talvez o ditado que abre este artigo já tenha sido muito utilizado, de maneira que o seu significado e força podem parecer desfocados. No entanto, continua muito vigente. É uma frase que, em um ambiente tão tragicômico como a obra de Cervantes, continua sendo uma porta aberta para a esperança.

Uma atitude mental positiva nos permite fazer a diferença. Cervantes conseguiu “fazer a diferença” com o seu romance que passou para a história como uma das grandes obras da humanidade, sempre deixando uma pequena porta aberta para a esperança entre tanto realismo e pessimismo.

Chaves para manter uma atitude mental positiva

Precisamente esta última situação, a pequena porta que se abre para a esperança, pode ser um ponto de luz que nos impede de sabotar e lamentar as oportunidades perdidas, procurando e aproveitando ao máximo as novas possibilidades.

Mulher feliz

Manter uma atitude mental positiva não significa que devemos ser felizes e brincalhões em todos os momentos. Ninguém consegue ser feliz o tempo todo, mas também não devemos ser infelizes para sempre. É por isso que é tão importante não desistir, manter a esperança, ver o copo meio cheio e não se concentrar no ponto obscuro de uma página em branco.

Mas, para adotar essa atitude, é importante saber como fazê-lo. É por isso que oferecemos essas chaves. Se tivermos a mente aberta e a capacidade de administrar os nossos pensamentos e atenção, não será difícil adotar uma atitude positiva que nos permita ver o mundo através de uma perspectiva menos pessimista.

Não confunda pessimismo com realismo

O psicólogo Arturo Torres nos oferece uma série de chaves para adotarmos uma atitude mental positiva no nosso modo de vida. A primeira diz respeito ao que dissemos no parágrafo anterior, tem a ver com o realismo, que em nenhum caso deve acrescentar um tom de pessimismo.

“Descarte as tristezas e as melancolias. A vida é boa, tem poucos dias, e só podemos apreciá-la agora”.
– Federico García Lorca –

Quando acreditamos que tudo desmoronou ao nosso redor, a realidade parece ser muito mais sinistra e negativa. No entanto, se deixarmos o desânimo inundar cada um dos nossos pensamentos, no final tudo o que nos rodeia adquirirá esse tom obscuro, mesmo que não seja assim. Neste sentido, deformar e desfigurar é uma armadilha que aplicamos a nós mesmos.

Procure objetivos concretos

O realismo não é o pessimismo, mas tampouco ilusão e sonhos impossíveis. A verdade é que temos em nossas mãos o poder de encontrar um caminho cheio de objetivos concretos que podem ser viáveis. Dessa forma, alcançar um objetivo será motivo de alegria e felicidade, de modo que este seja o combustível que nos ajuda a avançar com coragem e vontade para a próxima meta. Ou seja, ao agir mentalmente dessa maneira, obteremos uma fonte de motivação muito poderosa.

Cerque-se de pessoas positivas

Obviamente, o ambiente é básico. Se as pessoas que convivem conosco compartilham uma atitude positiva, será muito mais fácil termos uma mente otimista e esperançosa. Dessa forma, o ambiente se transforma em estímulo e motivação. Caso contrário, obviamente o resultado será diametralmente oposto.

Amigas conversando

Busque projetos a longo prazo

É bom considerarmos objetivos viáveis, pois a sua conquista nos levará a algum lugar. Procure elaborar projetos a longo prazo. Uma série de metas simples e unidas geram um objetivo muito maior, a finalidade do que fazemos.

Pense sobre o que você quer construir e tente realizar. Coloque uma lógica ou um pano de fundo no aqui e agora. Procure o que irá ajudá-lo a avançar e alcançar objetivos maiores, como o desenvolvimento pessoal. Um agora bem planejado é um grande pilar para a felicidade e bem-estar futuro.

“A felicidade não é algo que já está pronto. Ela depende das suas próprias ações”.
– Dalai Lama –

Use a empatia, não a chantagem

Não faça favores para cobrar depois. Agir dessa maneira, na realidade, não deixa de ser uma chantagem. No entanto, se você ajudar pelo simples prazer de fazê-lo, por pura empatia, a sua atitude em relação ao mundo mudará, e será muito mais positiva.

Tome como exemplo essas 5 chaves que Arturo Torres nos proporciona e hoje compartilhamos com todos vocês, para ter uma atitude mental positiva. Não se trata de ser a pessoa mais feliz do mundo, mas simplesmente de ser o mais feliz que puder. Dando o melhor de você mesmo, esse objetivo estará muito mais próximo.