5 dicas para escrever uma carta de apresentação para se candidatar a um emprego

janeiro 24, 2019
Escrever uma carta de apresentação é muito importante, pois acrescenta mais informações do que podemos incluir em nosso currículo. Hoje descobriremos como escrevê-la da melhor maneira.

Embora na hora de procurar um emprego acreditemos que nosso currículo é suficiente, a verdade é que escrever uma carta de apresentação também é importante. Afinal, nela podemos incluir certas informações sobre nós que não estão no currículo e que podem fazer a diferença entre conseguir o emprego desejado ou não.

Em alguns casos, muitas empresas já especificam que, além de enviar o currículo, solicitam ou valorizam uma carta de apresentação. O problema é que ninguém nos explicou como escrevê-la, em que aspectos devemos focar e o que devemos levar em conta para que a empresa leia nossa carta até o final e isso acabe somando à nossa candidatura.

Claro, não é aconselhável enviar uma carta de apresentação sem o currículo. Além disso, conforme indicado em guias para procura de emprego, devemos cuidar dos detalhes de escrita e estilo. Vejamos o que deve ser levado em conta para escrever uma carta de apresentação que nos favoreça.

Como escrever uma carta de apresentação de sucesso

1. Colocar em contexto o responsável pela contratação

Quando nos preparamos para escrever uma carta de apresentação para solicitar um emprego, uma boa ideia é colocar em contexto a pessoa responsável pela contratação. Nesse sentido, o melhor pode ser usar o primeiro parágrafo para se referir à oferta de emprego que temos em vista.

Além disso, neste primeiro ponto é importante capturar a atenção do responsável pela contratação que lerá nossa carta. Para isso, vamos expor como a empresa está exigindo um perfil como o nosso e como nos encaixamos perfeitamente nele. Não devemos nos estender muito mais, pois teremos tempo a seguir para explicar por que somos a pessoa de que a empresa precisa.

Mulher pensando ao escrever carta de apresentação

2. Mostrar interesse

Um dos aspectos mais importantes quando vamos escrever uma carta de apresentação é que é necessário mostrarmos interesse na posição solicitada. Isso se refletirá em nossa maneira de escrever e expor nossas ideias.

Devemos, neste momento, nos referir à nossa experiência, à formação que temos e a todos os cursos que fizemos e que podem ser um extra para o trabalho que queremos escolher. Não podemos esquecer os idiomas, mesmo que não tenhamos um título, desde que possamos mostrar que sabemos nos comunicar com eles.

3. Tom otimista e positivo

Durante a redação de nossa carta de apresentação, é recomendável imprimir um tom otimista e positivo ao texto. Mas, neste ponto, tenha cuidado. Às vezes podemos acabar sendo muito efusivos e coloquiais, e também não queremos as consequências desse efeito.

Além disso, manter um tom otimista e positivo nos impedirá de escrever uma carta que seja aversiva para a pessoa que a lê. Nós não queremos ser contratados por pena, mas por causa de nossas conquistas, habilidades e disposição.

Uma carta de apresentação deve deixar claro nosso interesse em trabalhar em uma determinada posição e nosso entusiasmo em contribuir com algo que a empresa realmente esteja procurando.

Homem atualizando seu currículo

4. Pontos fortes

Às vezes pode ser difícil colocar em jogo todos os nossos pontos fortes. Portanto, escrever uma carta de apresentação é uma tarefa que merece reflexão. O texto que enviamos deve ser verdadeiro, responder a muitas das perguntas que o responsável pelo processo de seleção pode fazer e destacar o que realmente queremos que se destaque.

Quais pontos fortes nós possuímos e são importantes para realizar o trabalho que desejamos? Quais habilidades nós temos que podem nos destacar dos outros candidatos? Responder a essas perguntas pode nos dar pistas valiosas sobre os pontos para atrair o leitor. Por outro lado, devemos lembrar que o responsável pela contratação não nos conhece. Ou seja, temos em nossas mãos a possibilidade de influenciar diretamente a primeira primeira impressão formada sobre nós.

Carta de apresentação

5. Predisposição para comparecer a uma entrevista

Depois de ter escrito a nossa carta, é necessário escrever um encerramento. Neste ponto, agradecemos a atenção que nos foi dada pela pessoa responsável pela contratação e mostraremos nossa disposição em participar de uma entrevista pessoal para responder a quaisquer dúvidas que possam ter e que não tenham sido respondidas.

Como dissemos antes, a carta de apresentação irá criar uma primeira impressão de nós na pessoa encarregada do processo de seleção. Desta forma, o melhor que podemos fazer é cuidar disso e ser inteligente em sua escrita.

Cada vez mais empresas estão à procura de candidatos que se diferenciem, e enviar uma boa carta de apresentação já é uma amostra de bom trabalho. Assim, representa aquele esforço que pode nos dar uma vantagem sobre os demais candidatos que buscam o posto que escolhemos.