Cinco minutos são suficientes para sonhar a vida toda

Cinco minutos são suficientes para sonhar a vida toda

5, dezembro 2016 em Emoções 499 Compartilhados
Cinco minutos são suficientes para sonhar a vida toda

Quando você olha nos olhos de uma pessoa que você ama, um segundo antes de colocar seus lábios nos dela, o tempo para, parece que tudo fica mais lento, você pode sonhar e não acordar, e mais tarde quando lembrar desse momento terá a impressão de que foi fugaz.

No entanto, no dia em que recebemos más notícias como a morte de uma pessoa, parece que os segundos se transformam em uma eternidade e que o tempo se arrasta lentamente diante dos nossos olhos.

A percepção do tempo

Podemos dizer que há um tempo cronológico e um tempo subjetivo. Tudo depende do que percebemos em função do que cada momento nos transmite. Esse tempo subjetivo nos remete ao passado, presente e futuro e o usamos para compreendermos a duração dos eventos e situá-los em um determinado momento.

 “Não durma para descansar, durma para sonhar, porque os sonhos existem para serem realizados”.
-Walt Disney-

Nossa sensibilidade em relação ao tempo também afeta as tarefas mentais como pensar em resolver um problema, tomar decisões ou planejar o futuro. O psicólogo John Wearden argumenta que a percepção do tempo está relacionada à memória e a capacidade de visualização.

olhos-de-mulher

Se você sente que o tempo passa lentamente verá mais coisas e se lembrará com mais facilidade. O psicólogo Hudson Hoagland, em 1920, observou que a percepção do tempo está relacionada com a temperatura do corpo.

A esposa de Hoagland estava doente e tinha muita febre. Ele saiu por um momento e sua esposa achou que ele tinha demorado muito para voltar. Então Hoagland a fez contar por 60 segundos a cada dia e percebeu que, quanto mais febre tinha mais rápido ela contava, isto é, quando a temperatura aumentava, o seu relógio interno ficava mais rápido.

Uma nova experiência ativa os nossos neurônios

O neurocientista David. M. Eagleman é um especialista no estudo dos fenômenos relacionados com a percepção do tempo pelo cérebro humano. Ele fez vários exames de ressonância magnética e concluiu que, quando uma experiência é nova ou surpreendente, aumenta a atividade dos nossos neurônios para registrar esses momentos.

“Um dia você vai acordar e perceber que já não tem mais tempo para fazer o que sempre sonhou. O momento é agora. Aja”.
-Paulo Coelho-

Isto acontece porque nos casos de experiências novas e interessantes, prestamos muito mais atenção e guardamos todos os detalhes na nossa memória. Quando nos lembramos de uma nova experiência parece que ela durou mais tempo.

Diminua o ritmo do tempo para sonhar

Não podemos parar o tempo, mas podemos aproveitar ao máximo cada segundo, estando cientes de cada momento e nos sentindo vivos. Tudo o que acontece ao nosso redor, seja bom ou ruim, nos ensina algo, e se pararmos um momento poderemos aprender e lembrar o ensinamento.

Os segundos, as horas, os dias, as semanas, os meses e os anos passam implacavelmente e não conseguimos pará-los. O que podemos fazer é ajudar o nosso cérebro para que a passagem do tempo seja mais lenta e nos permita sonhar. Aqui estão algumas maneiras de conseguir isso:

mulher-em-barco

Nunca pare de aprender. Tenha a curiosidade de uma criança, explore o mundo, faça perguntas, leia, isto ativará o seu cérebro, a sua memória, e você sentirá que o tempo passa mais devagar.

Descubra novos lugares. Visitar novos lugares, sair da sua rotina, viajar e conhecer o mundo, vai abrir a sua mente, ativar o seu cérebro para manter toda essa informação na memória, e o tempo passará mais lentamente.

Atreva-se a conhecer novas pessoas. Nós vivemos sempre nos mesmos círculos de amigos e criamos uma rotina. Amigos, familiares, conhecidos, colegas de trabalho, normalmente são sempre os mesmos. Saia e converse com novas pessoas, permita que elas o conheçam e se atreva a conhecê-las também.

Siga seu o coração e a sua intuição. Muitas vezes pensamos demais para tomar uma decisão sem percebermos que quanto mais opções tivermos, mais confusos podemos ficar. Siga o seu coração e a sua intuição, aprenda a ser espontâneo, sonhe e aproveite cada momento.

Você pode sonhar uma vida inteira em um minuto e fazer com que esse minuto se alongue e se estenda em milhares de momentos. É possível recordar de um momento que ficou em nossa memória e lembrar o cheiro, como o nosso coração batia ou quem estava conosco naquele momento.

“Estar ou não com você é a medida do meu tempo.”
-Jorge Luis Borges-

Recomendados para você