Colegas aproveitadores: não deixe que eles o atormentem

· abril 19, 2018

Os colegas aproveitadores são aqueles que tentam ascender profissionalmente de maneira rápida e sem escrúpulos às custas de um ou mais indivíduos. Pode parecer complicado de descobrir, porque, normalmente, nós veremos aquilo que ele quer que vejamos, defendendo a interpretação de suas ações que melhor mantenha o seu disfarce. “Eu fiz isso por você”, “Eu não percebi”, “Melhor assim, já que você tem mais trabalho e poderá ter mais méritos”.

É importante não confundir a concorrência saudável entre os diferentes funcionários com uma prática que consiste na utilização da mentira e/ou a manipulação. A finalidade dos colegas aproveitadores é projetar uma imagem negativa dos outros trabalhadores e destacar as suas próprias qualidades, considerando os outros como concorrentes e/ou instrumentos para alcançar os seus objetivos.

É que existem colegas de trabalho que tendem mais a ser notados do que a trabalhar. Deles, precisamos manter distância se não queremos acabar mal.

Não escolhemos nossos colegas de trabalho

Os colegas de trabalho geralmente não são escolhidos por nós. A mesma coisa acontece com a família biológica, ela não pode ser selecionada conforme o nosso gosto. Nós temos aquilo que, inevitavelmente, nos corresponde. Se a nossa relação com os colegas de trabalho não é boa, isso vai nos atormentar durante toda a jornada de trabalho. Se, além disso, existe um ambiente de trabalho ruim, então vamos ter um grande problema.

O melhor é estar preparados para que a relação com os colegas aproveitadores não crie problemas mais sérios. Então, vamos pensar: que tipo de problemas eles podem nos provocar? Um deles, que engloba vários outros, é o estresse profissional.

Colegas de trabalho tóxicos

O estresse profissional

O estresse profissional, ou estresse no trabalho, é um tipo de estresse próprio das sociedades industrializadas. A crescente pressão no entorno profissional pode provocar a saturação física ou mental do trabalhador. Igualmente, ela vai criar diversas consequências que não só afetarão a sua saúde, mas também a do seu entorno mais próximo.

O estresse profissional aparece quando os recursos do trabalhador são superados por um ou mais fatores profissionais, aos que ele não pode enfrentar ou pensa que não pode enfrentar (ameaças). Pode se manifestar de diferentes formas. Seus sintomas vão desde a irritação até a própria depressão e, geralmente, estão acompanhados de esgotamento físico e/ou mental.

Segundo a Agência Europeia de Segurança e Saúde no Trabalho, o estresse profissional é o segundo problema de saúde relacionado com o trabalho mais recorrente. As causas disso são diversas. Entre as mais frequentes, encontramos a precariedade profissional, as longas jornadas de trabalho e a sensação de se sentir intimidado ou assediado. É aqui que entram no jogo os colegas aproveitadores.

Como são os colegas aproveitadores?

Do mesmo jeito que os outros funcionários, os colegas aproveitadores têm certas características especiais. As mais importantes são:

  • O aproveitador nunca compartilha uma informação valiosa com os outros: ele a consegue e guarda para si mesmo, salvo que possa tirar um benefício ao compartilhá-la.
  • Ele transpira falsidade por todos os poros. Não tem problemas para mentir, se esquivar ou manipular.
  • Atua de forma sutil usando qualquer comentário ou rumor para prejudicar ou desacreditar quem considera um obstáculo na sua carreira.
  • Nunca valoriza a ajuda ou a conquista dos seus companheiros, exatamente o contrário: ele os diminui e desprestigia.
  • Sua conduta é muito diferente quando interage com os seus colegas e quando o faz com os diretores da empresa.

Os aproveitadores sabem que não podem ser promovidos pelos seus próprios méritos. Só afundando e passando por cima dos outros colegas eles conseguem alcançar seus objetivos. Por isso, nunca subestime um colega aproveitador, porque eles são muito mais perigosos que os típicos aduladores. Uma característica essencial dos colegas aproveitadores é que só lhes importa o “o quê”. O “como” é o de menos para eles. Eles farão o que for necessários, deixando os estragos pelo caminho.

Para conseguirmos sair ilesos, devemos ser prudentes e inteligentes. A menos que ele seja muito burro, a conduta do aproveitador será bastante sorrateira e, à primeira vista, raramente nós poderemos detectá-la. Na verdade, esse é um dos seus grandes perigos: a capacidade do aproveitador de disfarçar a sua intenção.

Desse jeito, os colegas aproveitadores podem passar inadvertidos durante longos períodos e, inclusive, podem se fazer passar por seus melhores colegas de trabalho. Desta forma, eles ganham a nossa confiança, para mais tarde nos usar em favor de seus propósitos, sem levar em conta o que nós pensamos ou sentimos, como se fôssemos um computador ou grampeador.

Colega de trabalho atormentando o outro

O que podemos fazer diante dos colegas aproveitadores?

Os companheiros aproveitadores não agem com honestidade, nem com ética. No entanto, podem ser profissionais bastante valorizados pelos chefes e pela empresa. Isto lhes dá liberdade para continuar com a sua chacina particular.

Então, quando você já tiver detectado que um desses “predadores” está no seu entorno profissional, poderá agir de forma inteligente para minimizar os riscos da batalha. A seguir, deixaremos algumas pautas que podem ser úteis:

  • Os colegas aproveitadores desejam a todo custo desarmar a sua presa psicologicamente e, para isso, podem buscar o enfrentamento. O melhor é não entrar no jogo de destruição deles. Por isso, sorria sempre quando vocês se encontrarem. Isso vai desorientá-los e eles vão se sentir confusos.
  • É muito importante não compartilhar informações com eles. Deve-se evitar a qualquer custo o relacionamento com eles e ter muito cuidado com os seus comentários e, porque não, também com os seus pertences materiais. Nunca se sabe!
  • Nos seus aliados está a força. Utilize o resto dos seus companheiros a seu favor, aproveitando a força do seu grupo. Informe as pessoas honestas do seu entorno profissional de que existe um lobo disfarçado de ovelha no rebanho. Se o aproveitador perceber que ele está isolado, sua força vai diminuir e, inclusive, pode ser que ele decida mudar de atitude temporariamente ou, simplesmente, vá embora.

Como vimos, os colegas aproveitadores são pessoas tóxicas – pessoas com uma marcante tendência a fazer manifestações ou a realizar comportamentos prejudiciais para os outros trabalhadores – do nosso entorno profissional. Portanto, deve-se evitar um relacionamento com eles a todo custo. Se você seguir as estratégias que mencionamos antes, vai ter muito terreno ganho nessa batalha particular.