Combata a sensação de solidão com sabedoria - A Mente é Maravilhosa

Combata a sensação de solidão com sabedoria

julho 23, 2017 em Psicologia 1897 Compartilhados
Combata a sensação de solidão com sabedoria

A solidão pode ser destrutiva e cruel se a transformarmos em nossa inimiga. Mas a sociedade em que vivemos não nos ajuda a encará-la de outra forma. Desde pequenos colocam nas nossas mentes a crença de que estar sozinhos é uma coisa negativa, algo que diferencia os fracassados de quem não é. Contudo, no caso de você se encontrar com a solidão, o que fazer? Você vai deixar de viver a vida e de aproveitá-la só porque não tem ninguém ao seu lado?

A solução para tudo isso está em nós mesmos, mas não a vemos porque é preciso fazer uma coisa muito importante: fazer ações que, por inércia, parece que só devem ser feitas com outras pessoas. Mas, principalmente, é preciso nos libertarmos dessa crença de que a solidão é negativa quando na verdade pode ser uma das experiências mais enriquecedoras que podemos viver.

“O que é solidão? A solidão é um reencontro consigo mesmo e não deve ser motivo de tristeza, é um momento de reflexão”.
-O Pequeno Príncipe-

A solidão é um presente

Muitas vezes fazemos verdadeiras bobagens para evitar estar sozinhos. Pulamos de relacionamento em relacionamento, fazemos coisas por outras pessoas para não “perdê-las” mesmo que na verdade não nos agradem… Em resumo, uma série de atitudes que realizamos para que os outros não fujam das nossas vidas, porque estar sozinho não é uma coisa que concebemos como aceitável.

Você já foi ao cinema sozinho alguma vez? Você já foi jantar no seu restaurante favorito sem mais ninguém? Quantas vezes você renunciou a um ideia porque ninguém queria ir junto? Se parar para pensar, muitas vezes a gente se limita e não aproveita o que gosta quando tem vontade pelo fato de não ter ninguém ao lado. Esta é uma das maiores bobagens a fazer.

Mulher de cabelos cor-de-rosa

É verdade que haverá gente ao seu redor que irá olhar de forma esquisita, que talvez a sua família diga que você está “pirado” por ir sozinho a um bar ou a uma danceteria. Isso irá incentivar você a fazer o que eles dizem e alimentará essa crença errônea que você ainda não conseguiu eliminar completamente da sua cabeça. Mas, se você for fiel a si mesmo, se você não sacrificar o seu deleite por ter acompanhantes, então descobrirá um mundo de possibilidades.

“A melhor forma de ser feliz com alguém é aprender a ser feliz sozinho. Assim a companhia é uma questão de escolha, e não de necessidade”.
-Mario Benedetti-

Claro que a gente tem medo da rejeição, de se sentir inadequado. Mas, quem sabe se nesse lugar, de repente, você não encontra outra pessoa? Não que você vá com esse objetivo, precisa aproveitar. Mas tudo pode acontecer, porque mesmo que você não acredite, existem pessoas que fazem coisas sozinhas e que desfrutam dessa solidão sem se importar com o que os outros pensam.

Não precisamos depender de ninguém

O medo que temos da solidão é fruto de uma intensa inércia de depender dos outros. Depender da nossa família, do nosso companheiro, de nossos amigos não apenas para fazer coisas, mas às vezes até para poder viver. Quando nos deparamos com a solidão, somos livres. Mas então surge o medo de soltar, de não nos amarrarmos a aquilo que nos dava uma sensação de segurança.

Dá vertigem perceber que estamos sobre uma corda bamba onde não estamos acompanhados de ninguém, onde só temos a nós mesmos. Os medos não poderão ser ignorados, não nos restará outra opção que ouvir a nós mesmos. Fazia muito tempo que evitávamos isto, mergulhando em multidões e ouvindo conversas superficiais.

Menina segurando estrela em solidão

Mas, na solidão, descobrimos a maravilhosa sensação de que somos responsáveis por nossas próprias vidas e que pouco importam as normas que a sociedade tenha imposto e todas essas leis não escritas que dizem como deveríamos viver. Nessa hora em que estamos sozinhos onde as mãos tremem porque temos que pegar as rédeas das nossas próprias vidas. Isso nos dá medo. Quantas vezes pensamos que éramos livres, quando na verdade dependíamos fortemente dos outros?

“Para amar é preciso realizar um trabalho interior que só a solidão torna possível”.
-Alejandro Jodorowsky-

Não nos enganemos. A solidão dói porque nos coloca frente a nossos maiores temores. Contudo, a dor sempre é transitória, nunca perdura mais que o necessário. A solidão nos impulsiona a sermos nós mesmos, a nos desfazermos de todas essas crenças e normas estúpidas que consideramos verdades absolutas quando, na verdade, estavam nos prendendo.

Não é ruim estar sozinho, menos ainda desfrutar sozinho. Ignore quem zombar de você, pois contribuem para a tentação de voltar ao início, onde a dependência dos outros o oprimia. Se a solidão se apresentar na sua vida não a negue, não tente evitá-la acumulando pessoas vazias que não lhe trazem nada. Abrace-a, aceite-a e, principalmente, desfrute-a. Porque graças a ela você enriquecerá, se descobrirá e, sem dúvida alguma, crescerá.

Mulher caminhando em solidão

Imagens cortesia de Junne Leloo.

Recomendados para você