Como combater distrações mentais

É comum nossa mente vagar e fugir do momento presente. No entanto, esse hábito muitas vezes interrompe nosso desempenho no trabalho. Ensinaremos algumas técnicas para controlá-lo.
Como combater distrações mentais

Última atualização: 06 maio, 2022

Durante a jornada de trabalho é comum que nossa mente vague e se perda em assuntos alheios ao trabalho. Por exemplo, é normal verificarmos o celular repetidamente. Verificamos constantemente nossas redes sociais, pensamos no que faremos no final do dia, sonhamos, etc. No entanto, se queremos ser mais produtivos, é importante aprendermos a combater essas distrações mentais.

A seguir, mostramos como.

9 chaves para combater distrações mentais

As distrações mentais afetam a todos. Felizmente, podemos controlá-las e melhorar nossa concentração com a prática. Aqui estão algumas estratégias eficazes para conseguir isso:

1. Esteja ciente de suas distrações

Um dos primeiros passos para combatê-las é identificar quais nos afetam. Nem todos se distraem com as mesmas coisas, portanto, é pertinente saber quais são elas.

Para isso, Chris Bailey, autor do best-seller The Productivity Project, recomenda anotar aqueles estímulos que nos distraem. Ao fazê-lo, devemos considerar que não são apenas as distrações externas (como ruídos ou telefones celulares) afetam nossa atenção; porque os internos (como pensamentos ou preocupações) também são uma fonte de dispersão.

Uma vez identificados, será mais fácil percebê-los durante o nosso dia e nos ajudará a reorientar a atividade anterior. Para manter o foco, você pode repetir frases como “fique aqui no presente” ou “é isso que eu preciso fazer agora realmente”. Você verá que aos poucos será mais fácil restabelecer o foco.

Planejar e definir tarefas nos ajuda a nos concentrar e realizar tarefas com mais facilidade.

2. Prepare seu ambiente de trabalho

O ideal é que você tenha um local onde possa trabalhar confortavelmente e por longos períodos de tempo. Para isso, recomenda-se uma mesa e assento confortáveis, boa iluminação, bem como um espaço arrumado e livre de ruídos incômodos.

Se você trabalha em uma área barulhenta, pode usar tampões para os ouvidos ou fones de ouvido com cancelamento de ruído. A questão é que você tenha um ambiente que  lhe permita realizar suas tarefas com mais facilidade.

3. Defina 2-3 metas diárias

A superlotação de atividades acaba nos sobrecarregando e comprometendo nosso desempenho. Portanto, é melhor definir entre 2 a 3 metas diárias, que sejam pequenas e, acima de tudo, atingíveis.

Para isso, antes de iniciar a jornada de trabalho, anote em um quadro branco ou em um caderno os objetivos que deseja cumprir. Você também pode começar com tarefas mais específicas e simples e aumentar o volume à medida que se sentir mais confiante.

4. Certifique-se de que os outros não o distraem

Se você estiver fazendo projetos importantes, é melhor evitar se distrair com os outros. Para fazer isso, encontre um espaço onde seja improvável que as pessoas o desconectem de suas atividades e, além disso, notifique que você não deseja ser interrompido.

5. Desative as notificações móveis

O celular é uma das fontes mais comuns de distrações hoje. Portanto, devemos desenvolver estratégias eficazes para controlá-lo. Entre eles temos: silenciar as notificações, desligar o telefone ou colocá-lo no modo avião.

No entanto, os viciados em telefone muitas vezes acabam quebrando seus próprias regras. Por isso, é importante desenvolver a disciplina nestes momentos. Se você é um deles, Bailey sugere trocar telefones com um colega de escritório, pois ajuda a combater a tentação de manter seu telefone por perto.

6. Defina um horário de trabalho

Este conselho se aplica mais àqueles cujos horários de trabalho são flexíveis ou trabalham por conta própria. Nesses casos, o ideal é que eles identifiquem em que horário do dia fazem melhor o seu trabalho e estruturem a lista de tarefas com base nessas informações.

Por exemplo, a maioria das pessoas trabalha melhor nas primeiras horas da manhã; mas há outros que são mais produtivos à noite. Dito isso, é importante que você se conheça e identifique quando você é mais produtivo. Isso o manterá mais focado e facilitará o combate às distrações mentais.

7. Faça pausas curtas

É impossível manter nossa atenção 100% focada durante todo o dia de trabalho. Portanto, é necessário que estabeleçamos curtos períodos de descanso para limpar a mente, comer, descansar os olhos, etc.

O ideal é fazer uma pausa de 15 ou 20 minutos após cada hora de trabalho. Bem, a maioria das pessoas só consegue manter a concentração por cerca de uma hora ou menos. Dessa forma, pode ser contraproducente se forçar a trabalhar além desse período sem uma pausa.

As notificações móveis são uma das maiores distrações. Desligá-las também pode nos ajudar a focar.

8. Durma o suficiente

Outra chave para combater as distrações é dormir o suficiente à noite. A quantidade de sono que cada pessoa necessita varia; no entanto, a maioria das pessoas precisa de cerca de sete horas para um sono reparador.

Para garantir um bom sono, o ideal é desligar todos os aparelhos eletrônicos pelo menos uma hora antes de dormir.

9. Pratique meditação ou atenção plena

Meditar é uma prática extremamente eficaz para nos manter mais positivos e focados no momento presente. Entre seus benefícios estão: concentração, redução de estresse e ansiedade, aumento da autoestima e melhor qualidade do sono.

Para desfrutar dos benefícios da meditação, precisamos torná-la um hábito. Portanto, é aconselhável praticá-lo entre 20 a 30 minutos durante o dia e de preferência pela manhã, antes de iniciar a jornada de trabalho.

Para concluir, lembre-se de que a perseverança e a prática são os ingredientes necessários para estimular esses hábitos e combater as distrações mentais de forma eficaz.

This might interest you...
Como focar para não perder mais tempo
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Como focar para não perder mais tempo

O tempo é um desses fatores que tem o poder de atormentar almas, pela sua imensidão e ao mesmo tempo a sua finitude. Como focar no que importa?