Como equilibrar a vida profissional para ser mais produtivo e feliz

junho 20, 2019
Aprenda a equilibrar a sua vida profissional com a sua vida pessoal. Embora exija esforço, vai aumentar a sua produtividade e pode até mesmo ajudá-lo a ser mais feliz.

Às vezes, conseguir um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal não é fácil. Se você está permanentemente conectado ao seu trabalho por meio das novas tecnologias, a situação pode se tornar ainda mais complicada. Daí a importância de estabelecer limites para equilibrar a vida profissional.

Para começar, é essencial que você esteja ciente de que uma conexão maior não equivale a uma maior produtividade. Além disso, ‘roubar tempo’ da sua família ou lazer também não leva a um maior desempenho.

Na verdade, o excesso de trabalho pode levar a situações de estresse indesejáveis ​​que acabam em desconforto e infelicidade. Portanto, encontrar o equilíbrio em todas as áreas da sua vida é uma chave fundamental para sentir bem-estar.

 “Acredito que ser bem-sucedido significa ter um equilíbrio de histórias de sucesso em todas as áreas da sua vida. Você realmente não pode se considerar bem-sucedido em sua vida profissional se a sua vida em casa estiver em ruínas”.
– Zig Ziglar –

Mulher estressada no trabalho

Sinais de que o trabalho está tomando conta da sua vida

Tom Fryers, em uma de suas publicações, identifica 3 tipos de pessoas que trabalham em excesso:

  • Aquelas que administram os seus próprios negócios e sentem que não serão bem-sucedidas sem uma dedicação total.
  • Aquelas que estão empregadas, mas totalmente absorvidas em seu trabalho e não conseguem se desconectar, como alguns professores e profissionais de saúde.
  • Aquelas que trabalham muitas horas porque é o que a cultura exige, a empresa ou a sociedade espera isso delas e acreditam que para manter o seu trabalho ou obter uma promoção precisam de um comprometimento de 150%.

Curiosamente, enquanto os dois primeiros grupos são formados por pessoas que tendem a optar por trabalhar horas extras por si mesmas, no terceiro grupo isso geralmente não acontece.

Além disso, é mais provável que o terceiro grupo experimente os efeitos negativos de um desequilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Isso acontece porque as pessoas dos dois primeiros grupos, de alguma forma, escolheram esse tipo de vida, o que geralmente não acontece no terceiro grupo. Por isso, essas pessoas podem ter uma probabilidade menor de encontrar significado naquilo que estão fazendo.

Dessa forma, podem sentir que a sua vida não está tão equilibrada quanto gostariam.

Agora, como identificar se estamos nesse tipo de situação ou não? As seguintes circunstâncias podem nos alertar a respeito da existência de algum tipo de desequilíbrio na nossa vida profissional:

  • Trabalhar mais horas do que outros colegas.
  • Impossibilidade de se desconectar no final do dia.
  • Sentir que o valor pessoal depende exclusivamente do sucesso no trabalho.
  • Manter relações pessoais tensas e estressantes.
  • A vida profissional afeta negativamente a saúde.
  • Ignorar hobbies e atividades de lazer que eram apreciadas anteriormente.
  • Sentir que você sempre fica para trás, não importa o quanto faça.

5 sugestões para equilibrar a vida profissional

A chave para equilibrar a sua vida geralmente começa por equilibrar a sua vida profissional. O tempo que você passa no trabalho e as tarefas profissionais que você realiza fora do expediente estão sob o seu controle, mesmo que isso seja estressante.

Portanto, é possível equilibrar a sua vida profissional. Como já foi dito, encontrar esse equilíbrio com as outras áreas da sua vida trará altos níveis de bem-estar.

Já foi comprovado que as longas jornadas de trabalho não necessariamente nos tornam mais produtivos. De fato, qualquer jornada que exceda 49 horas trabalhadas por semana pode ter um impacto negativo na produtividade do trabalhador.

1. Use um diário para avaliar como você passa os seus dias

Como você passa os seus dias? Você está no piloto automático ou está ciente de tudo o que acontece? É importante que você reflita sobre isso.

O primeiro passo para mudar é aceitar onde você está, o que está fazendo e como isso o afeta. Embora existam muitas ferramentas e técnicas que podem ajudá-lo, uma das mais fáceis é escrever um diário.

Dessa forma, podemos ter uma descrição detalhada do que gera mais bem-estar em nosso dia a dia e iniciar um projeto de otimização do tempo.

Planejamento para equilibrar a vida profissional

2. Organize, priorize e descarte para equilibrar a sua vida profissional

Entender em que você gasta o seu tempo é outro ponto importante para equilibrar a sua vida profissional. A partir daí, o próximo passo será decidir o que merece a sua atenção e o que você pode descartar.

Uma atitude que você pode adotar é a implacabilidade. Portanto, priorize o que você precisa e descarte o que não contribui ou mina a sua energia sem hesitação.

“Não é suficiente estar ocupado; as formigas também estão. A questão é: por que estamos ocupados?”
– Henry David Thoreau –

3. Desintoxicação digital

O equilíbrio da sua vida pessoal e o seu desempenho profissional estão intimamente ligados ao uso das tecnologias digitais. Desligue-se desse mundo digital regularmente. Você pode, por exemplo, desligar o seu celular por um determinado período de tempo.

Um estudo recente relacionou a disponibilidade de trabalhar horas extras excessivas com a diminuição da calma, piora do humor e queda nos níveis de energia do trabalhador.

Algo tão prosaico quanto pensar que é preciso responder uma mensagem de trabalho poderá fazê-lo sentir que ainda está no trabalho.

Como os autores do estudo apontam, o horário de não-trabalho durante o qual os funcionários devem responder a problemas de trabalho é incompatível com o tempo livre; a partir dessa incompatibilidade, surgirá uma maior quantidade de estresse no trabalho.

Precisamos nos separar da tecnologia que nos liga aos nossos empregos, ou pelo menos diminuir os efeitos de estar sempre disponíveis.

4. Afaste o perfeccionismo

Uma grande parte do que nos leva a trabalhar excessivamente e que acaba com o equilíbrio na nossa vida profissional é a necessidade de fazer o trabalho da melhor forma possível.

Além disso, a maioria das pessoas acredita que, se não fizermos um pouco mais de esforço do que o esperado, estaremos falhando ou seremos punidos, inclusive com a perda do nosso emprego.

O problema das pessoas muito perfeccionistas é que elas tendem a ver os erros como falhas pessoais, e não como uma parte natural do processo de aprendizado e crescimento. Por isso, essas pessoas podem ser vítimas de um dos dois hábitos negativos a seguir:

  • Procrastinação, por medo de não ser capaz de completar a tarefa da forma que esperava.
  • Crença de que, para fazer o trabalho corretamente, deve se esforçar mais do que o esperado.
Mulher deitada na grama relaxando

5. Limite atividades e relacionamentos para equilibrar a vida profissional

O equilíbrio da sua vida profissional depende não apenas da separação entre o que é trabalho e o que não é, mas também de sentir-se satisfeito profissionalmente e na vida pessoal.

Embora a produtividade possa nos ajudar a sentir que estamos fazendo um trabalho mais significativo, nesse esforço para sermos mais produtivos é relativamente fácil cair em certos hábitos prejudiciais para a vida em família e negligenciar a vida pessoal.

Portanto, é importante dedicar parte do seu tempo a atividades de lazer ou de qualquer outro tipo. Estas devem ser atividades que você realmente queira fazer, como estar com as pessoas que você ama.

Tanto as atividades quanto os relacionamentos que fazem você sentir que está perdendo o seu tempo não apenas não o enriquecem, mas podem até mesmo desgastá-lo. Não se esqueça de que, se você acha que está perdendo tempo, é mais fácil cair na tentação de aproveitá-lo com algo relacionado ao trabalho.