Como recuperar a força mental

· abril 26, 2015

Vivemos em um mundo cheio de estímulos, no qual podemos enfrentar estímulo atrás de estímulo sem nenhum descanso. Podemos terminar de assistir um episódio da nossa série favorita e, em seguida, começar a assistir o episódio seguinte, sem nenhuma pausa. Vivemos em uma época de infinitas oportunidades, com canais de comunicação abertos 24 horas por dia.

O descanso necessário para recuperar a força mental

Por mais que os benefícios do descanso mental sejam necessários, é muito difícil renunciar aos estímulos que nos dão prazer. Dia após dia saturamos nosso sistema mental, sem nos darmos conta de que o descanso está ao alcance de nossas mãos, mas, às vezes, não o exercemos. Isto acontece porque não somos conscientes de que o mundo pode sim nos dar um momento de pausa, caso seja solicitado.

Curiosamente, certa compania de doces criou uma “zona livre de Wi-fi”. Nestes espaços existem dispositivos que bloqueiam qualquer sinal que permita o acesso a internet, além de possuírem bancos para que nos sentemos. A proposta dessas “zonas livres de Wi-fi” é simples e clara: tirar um tempo para ler um bom livro, ou conversar com alguém sem a  interrupção da tecnologia moderna.

Estamos tão viciados assim? Chegamos ao ponto de que precisamos de espaços que nos libertem das constantes notificações e bombardeios de informação?

Opções para nos desconectar e, enfim, descansar

Existem várias soluções para clarear a mente, sem que nos obriguem a isso. Uma dessas soluções é a  meditação, que consiste em realizar exercícios de respiração, sem barulhos nem distrações em volta, para alcançar a introspecção, pensando em mensagens positivas e relaxantes e, finalmente, conseguir não pensar em nada que possa gerar estresse na vida cotidiana.

Outra opção é dedicar 15 minutos (ou mais, caso deseje) a si mesmo. Você pode usar esse tempo para tomar um banho relaxante, tirar um cochilo ou escutar uma música que goste muito. Feche os olhos e imagine essa cena… Você já se sente relaxado, não é mesmo? Por que é tão difícil dedicar um tempo para nós mesmos e é tão fácil navegar na internet? Pense nisso por um momento.

Outra opção para se desconectar do mundo é realizar determinadas atividades físicas, para, assim, obrigar sua mente a não pensar em nada. Pode ser um exercício perfeitamente estruturado na companhia de alguém, um passeio solitário pelo parque, qualquer atividade que não suponha nenhuma rotina.

Além disso, existem outras técnicas, como a que consiste em olhar um objeto (uma vela acesa, por exemplo) e se concentrar unicamente no objeto, se esforçando para não pensar em mais nada. Gradualmente a mente começará a se esvaziar, permitindo que existam alguns minutos de silêncio interno, sem distrações nem interrupções.

Finalmente, não se esqueça de que, por mais que a sociedade atual se empenhe em produzir estímulos, o poder de renunciar a tais estímulos está em suas mãos e, a possibilidade de encontrar o prazer próprio, também. Isso significa que você está no comando da situação. Perder-se para se encontrar, sair para tomar um ar e depois voltar, são prazeres que negamos a nós mesmos sem nem perceber. Temos medo de perder coisas que, na realidade, acontecem de forma lenta. Não precisamos ter medo de perder situações, devemos ter medo apenas de não ter um tempo para nós e de não aproveitar a vida. Deixe um momento passar; talvez, neste mesmo instante, você ganhe algo muito melhor.

Créditos da imagem: Lisa Omarali