Meditação, o caminho do bem-estar – A mente é maravilhosa

Meditação, o caminho do bem-estar

março 30, 2015 em Emoções 4 Compartilhados
meditação

Diversas culturas e religiões desenvolveram diferentes técnicas de meditação. Hoje em dia, ela representa um exercício que ajuda e contribui para manter uma prática saudável para nosso corpo e mente, na luta para conseguir equilíbrio e encontrar-nos com nós mesmos entre tanto tumulto de trabalho, atividades extras e família. Esta prática ajuda a relaxar o corpo, melhorar a concentração e a reduzir o estresse.

Os pioneiros destas práticas foram os hindus e os chineses. Os que outrora as praticavam para entender o estado de sua existência, com o passar dos anos foram se adaptando a cada tipo e técnica de meditação, assim puderam escolher com qual se identificavam mais. Há métodos que se baseiam na consciência plena, enquanto que outros, na concentração.

Meditação Budista

Trata de manter a mente completamente focada no hoje, justamente no presente: aqui e agora. Buda encontrou na meditação sua própria razão de ser e estar no mundo baseada na contemplação e no autocontrole. Busca a separação daquilo que somos e o que realmente nossa mente pensa, que influirá nas nossas reações.

Meditação Zen

Significa “o estado de concentração”. A finalidade é manter certo ritmo de respiração até experimentar o vazio, eliminando cada distúrbio mental.

Meditação Transcendental

Esta prática ficou famosa entre os anos 60 e 70, hoje em dia é uma das mais conhecidas no Ocidente. Recomenda-se realizá-la duas vezes ao dias em sessões curtas. Trata de focar nas zonas de tranquilidade de cada pessoa, favorecendo o aumento da criatividade, da fluidez entre corpo e mente e do poder de reflexão. Em âmbito médico, previne a pressão alta e os problemas cardiovasculares.

Mantras e Mandalas

As mandalas não são formas de meditação, mas sim símbolos que se utilizam para a meditação. São “labirintos repetitivos” de diferentes formas e tamanhos que representam uma área sagrada da espiritualidade. Os mantras, ao contrário, são símbolos sonoros compostos por palavras/frases que, ao serem repetidas, nos conectam a poderes espirituais. Ambos são utilizados para a compreensão energética.

Existem também outros tipos de meditação como a Vipassana, Tao, Raja Yoga, etc…, cujos benefícios terapêuticos são reconhecidos pelos médicos para diminuir a propensão a doenças, já que as mesmas melhoram nossos hábitos, distensionam e oxigenam nosso músculos. É um bom recurso para combater os estados de ansiedade e depressão. Melhora a memória e o processamento sensorial em até 10%em relação aos que não praticam.

Imagem: Fernando Crego

Recomendados para você